Petrobras quebrada? As desinformações de Sardenberg, por Cláudio da Costa Oliveira

O jornalista finge desconhecer que a Petrobras tem apresentado lucro constante desde 1991, só interrompido em 2014 e 2015 devido a ajustes contábeis que não afetam o caixa da empresa, hoje de US$ 25 bilhões, o maior de todas as petroleiras do mundo

do Brasil Debate

Petrobras quebrada? As desinformações do jornalista Sardenberg

por Cláudio da Costa Oliveira

Conteúdo especial do projeto do Brasil Debate e SindipetroNF Diálogo Petroleiro

O jornalista Carlos Alberto Sardenberg publicou artigo no último dia 28/04 no qual mostra total inconsequência e falta de conhecimento para falar sobre a Petrobras. Na sua tentativa de buscar justificativas, por interesses sombrios, para o atual plano de venda de ativos por que passa a empresa, busca denegrir o nome da companhia com informações descabidas e inverídicas.

Não sabemos quais são as fontes de informação do sr. Sardenberg, mas certamente não vem dos balanços publicados e nem dos fatos relatados no site da empresa.

Na verdade, acreditamos que o sr. Sardenberg não precisa de fonte de informação, pois ele cria a informação da maneira que bem entende, para alcançar seus objetivos sorrateiros.

Sabemos muito bem que nossos artigos ficam muito longe de alcançar a audiência dos artigos deste cidadão, mas pelo menos queremos fazer nossa parte na defesa do nome da Petrobras e no esclarecimento da classe petroleira.

Sem a menor vergonha o referido jornalista afirma:

sardenberg1OK

Carlos Alberto Sardenberg

“Quebraram a estatal. Vamos falar francamente: a Petrobras só não está em pedido de recuperação judicial porque é estatal. Todo mundo espera que, em algum momento, o governo imprima dinheiro para capitalizar a empresa.”

Parece que o referido jornalista finge desconhecer o fato de que a Petrobras tem apresentado lucro constante desde 1991, o que só foi interrompido agora em 2014 e 2015 devido a ajustes contábeis (impairments) altamente contestados, mas que na verdade são apenas registros econômicos que não afetam o caixa da empresa.

Que juiz vai conceder recuperação judicial para uma empresa que tem US$ 25 bilhões em caixa? O maior caixa de todas as petroleiras do mundo.

Que juiz vai conceder recuperação judicial para uma empresa que gasta US$ 20 bilhões por ano com investimentos?

Que juiz vai conceder recuperação judicial para uma empresa para a qual o Banco de Desenvolvimento da China abriu linha de crédito de US$ 10 bilhões, recebendo como garantia apenas a promessa de fornecimento futuro de petróleo?

Se tem alguém esperando que o governo faça alguma capitalização para “salvar” a Petrobras, é bom avisar que tenham paciência, pois vão esperar muito. Em entrevista após a publicação do balanço de 2015, o presidente Bendine reconheceu: “O caixa da empresa cobre suas necessidades até o final de 2017”.

Soma-se a isto o fato do fluxo de caixa projetado pela companhia para 2016 indicar que, somente neste exercício, a Petrobras vai gerar operacionalmente mais de US$ 22 bilhões de caixa.

O referido jornalista vai mais longe e sugere:

“O presidente da companhia também deveria ser procurado no mercado. Inclusive no mercado internacional. Qual o problema de se colocar executivo chinês ou norueguês tomando conta da Petrobras?”

Evidentemente, evitando sugerir diretamente a privatização da Petrobras, ao que tudo indica o jornalista quer ir por etapas. Afirma, ainda:

“A companhia tem problemas em todos os lados, inclusive de excesso de pessoal e de pessoal mais bem remunerado que no mercado”

O jornalista esquece de dizer que este excesso de pessoal bem remunerado está extraindo petróleo no pré-sal num custo abaixo de US$ 10, o mais baixo entre todas as majors.

Na verdade, como já falamos outras vezes, a Petrobras continua produtiva e lucrativa. Apesar dos problemas de corrupção e políticos, a empresa na essência é a mesma.

No próximo dia 12 será divulgado o resultado do 1º trimestre de 2016. Sabemos que em 2016 ainda estão previstos pagamentos de “garantias judiciais” referentes a problemas pretéritos, que nada têm a ver com a operação da empresa, no montante de US$ 5 bilhões.

Esperamos que tais pagamentos não sejam feitos de uma só vez neste trimestre. Mas, qualquer que seja a decisão, o balanço vai mostrar uma empresa economicamente sustentável com forte geração de caixa, o que incomoda a alguns jornalistas.

– See more at: http://brasildebate.com.br/petrobras-quebrada-as-desinformacoes-do-jornalista-sardenberg/#sthash.HtrkI0bA.dpuf

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

22 comentários

  1. Ao garoto de recados que diz

    Ao garoto de recados que diz ver a Petrobrás quebrada, ao lê-lo e opuvi-lo, temos que ter duas coisas em mente:

     

    1 – A quem servem notícias constantes sobre situação ruinosa de empresas vitais brasileiras ? (Pré-sal). etc…

     

    2 – Que não se perca pelo nome, para pegar o fio da meada. 

          Últimos tempos andou azarado em termos de fontes, pois não acertou uma das previsões,

          Sugiro ele tentar junto com Mírian, Merval e Cia , adivinharem o ontem, pois de futuro estão mal.

       

     

     

  2. A Petrobrás vai bem, mas eu vou péssimo.

    Legal as informações sobre a Petrobrás, mas lembro que isso não é mais que a obrigação dela.

    Além do mais, como não ter lucro se é dona do MONOPÓLIO do refino de petróleo e derivados?

    A Petrobrás ir bem é excelente, mas gostaria de pagar menos pelos combustíveis e derivados e ter produtos de melhor qualidade. Acho que não é pedir muito.

  3. Hahahahahah, vocês levam a

    Hahahahahah, vocês levam a sério o “jornalista” Alberto Sardenberg? Sério? Essa é matéria paga por algum concorrente meu querendo baixar o preço das ações da Petrobrás. É um dos truques mais velhos do ramo.

  4. Saidenperto

    Infelizmente tem de haver a contestação de uma matéria bandida dessa, pois como está escrito acima o alcance de tamanha asneira é infelizmente enorme e passa a fazer parte dos neurônios de uma grande parcela de midiotas que povoam essa terra. Como bem disse o bispo de Jales: essa gente que só tem cabeça para separar as orelhas.

    Esse Saidenperto é uma escrecência jornalística, que reverbera os interesse privados de seus empregadores…só isso

  5. Como assim??? O autor diz que

    Como assim??? O autor diz que a Petrobras tem 25 bi em caixa (será que tem mesmo?), como se fosse muito. Não é muito, para quem deve 500 bi. Será o autor algum sindicalista, interessado mais no próprio bolso? A queda do valor das ações da empresa é o mais claro retrato da situação. Infelizmente, para todos nós brasileiros, e para os micro acionistas que acreditavam que a gestão era séria, como eu.

    • Petrobras

      O caixa da Petrobras é de US$ 25 bilhões (vite e cinco bilhões de dolares) basta olhar o balanço auditado e publicado. A divida cresceu em 2015 em função da variação cambial de R$ 350 bilhões (trezentos e cinquenta bilhões de reais) com o cambio de 2,66, para R$ 500 bilhões (quinhentos bilhões de reais) com o cambio de 4,00. Mas a receita bruta anual da Petrobras é de R$ 400 bilhões, portanto a relação divida/receita é de 1,25. Isto é bastante razoavel, desde que o prazo de amortização seja adequado. Qualquer um de nós que tenha uma renda anual de R$ 100 mil, pode pegar um financiamento imobiliário de R$ 250 mil. Ou seja uma relação divida/receita de 2,5. Portanto basta alongar as amortizações e isto é atividade corriqueira em qualquer empresa. Não é bicho de sete cabeças.

      A queda no preço das ações é resultado de artigos plantados por jornalistas como o Sardenberg, que fazem as “sardinhas” do mercado irem direto para a boca das “Baleias” 

      • Não se paga dívida com

        Não se paga dívida com receita bruta e sim com o lucro, 25 bi de lucro por anos vai levar 20 anos para pagar a dívida.

  6. O problema é a dívida

    O problema é a dívida monstruosa. O lucro apresentado mal dá pra tocar os investimentos.

    Se o preço do barril do petróleo se recuperar e a petrobras produzir um excedente razoável esta dívida poderia ser equalizada no longo prazo. Se isso não ocorrer ela vai ter que diminuir de tamanho (o que já está ocorrendo) ou ser socorrida pelo governo (pouco provável). Outra hipótese seria uma nova emissão de ações, mas ao preço que está  hoje seria quase que fazer uma privatização.

  7. é o golpe contra a petrobrás.

    é o golpe contra a petrobrás. espalhar na midia que ela está quebrada para só depois vir o verdadeiro assalto, patrimonio publico ao interesses de particulares. vão fazer fortuna supostamente privada.. e outra: a globo já elvis…

  8. Caro Nassif
    As mesmas

    Caro Nassif

    As mesmas cordinhas que comandam o STF, fazem o mesmo com Sardenberg.

    Traíras.

    As CIAs são as mesmas.

    Saudações

     

  9. Ora, Nassif e Cláudio da

    Ora, Nassif e Cláudio da Costa, o pseudo jornalista só faz o papel de garoto de recados!!!

    Ele não é culpado pelo chefão dele mandar dizer que a Petrobrás está quebrada para desvalorizar suas ações e a coxinhada acreditar e vender suas ações a preço de banana e os amiguinhos do agourento comprá-las e ganharem muuuuito dinheiro na transação.

    Precisamos parar com a choradeira e desmitificar que jornalista ou economistas são imparciais. Isso é uma bobagem enorme, sabemos que defendem interesses, quase todos ocultos e obscuros!

    Abraços

  10. Encomenda
    Sardernberg é figurinha carimbada. Seus artigos são de encomenda e servem aos mais deletérios interesses ao país.
    Tudo tem relação com o esforço para entregar o petróleo aos gringos.
    Sardemberg é da turma do Serra.

  11. Mantras

    Esses pseudojornalistas militantes políticos antigovernistas só sabem repetir mantras. Tem um outro, do Correio Brasiliense, que afirmou citando “técnicos do Ministério da Fazenda” (genericamente, como sempre), que a Caixa está quebrada, numa situação de terra arrasada. E que só não teve prejuizo em função da rentabilidade de sua carteira de títulos. Aí vou procurar no balanço da Caixa e não tem nada disso. Pode até estar quebrada, mas não é o que diz seu balanço.

  12. As cotações no mercado de ações

    Observando as cotações da empresa no mercado de ações conclui-se que ela tem perdido capital ao longo dos anos, embora tenha batido récordes de produção de óleo bruto. Quantidade não quer dizer qualidade, a empresa passa sim, por sérios problemas de gestão e financeiros, que não tem, a médio prazo, soluções viáveis e sustentáveis.

  13. Petrobras

    Pelo comentário aciama a ação da empresa deveria estar em R4$ 50,00 e não nos míseros R$ 10,00. Você acha que o mercado não precifica as empresas? e a divida que gira em torno de R$ 500 bilhoes de reais feit a no governo petista?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome