A falácia dos 1 mil dólares de renda emergencial para 65 milhões de brasileiros

O governo só poderia pagar à maioria dos brasileiros cerca de 775 dólares, ou 4,2 mil reais, considerando as 5 parcelas de R$ 600 pagos no começo da pandemia, mais as 4 parcelas de R$ 300 até dezembro

Jornal GGN – Jair Bolsonaro disse em discurso na Assembleia Geral da ONU, nesta terça (22), que pagou cerca de 1 mil dólares em parcelas de renda emergencial a 65 milhões de brasileiros por causa da pandemia do novo coronavírus.

A Presidência não explicou como chegou neste cálculo, que chamou atenção nas redes sociais e em portais de jornalismo por não refletir a realidade.

Pelo câmbio de hoje, 1 mil dólares equivaleria a 5,4 mil reais. Pelos cálculos do site UOL, o governo só poderia pagar à maioria dos brasileiros cerca de 775 dólares, ou 4,2 mil reais, considerando as 5 parcelas de R$ 600 pagos no começo da pandemia, mais as 4 parcelas de R$ 300 que serão pagas até dezembro.

Logo, o governo passou longe de pagar, até agora, 1 mil dólares para 65 milhões de brasileiros.

Além disso, a partir de setembro, o governo Bolsonaro restringiu o acesso ao pagamento do auxílio emergencial, o que significa que o programa não mais atingirá 65 milhões de pessoas.

Até agora, as mães puderam receberam o dobro do benefício na pandemia – cerca R$ 1,2 mil, que depois caiu para 600 reais – mas o Ministério da Cidadania não divulga, segundo o UOL, o número de mulheres que preencheram esse requisito.

Considerando o valor máximo, recebido pelas matriarcas, o governo poderia gastar, juntando as 9 parcelas de auxílio emergencial, até 1,5 mil dólares com elas, ou 8,4 mil reais. São 1,5 mil dólares pagos para um nicho, em 9 meses de pandemia.

Leia também:  Jair Bolsonaro, o racismo estrutural brasileiro e o silêncio da imprensa

Enquanto isso, os Estados Unidos pagaram cheques de 1 mil dólares ao mês em função da crise.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Nassif;
    Ele continua raciocinando como ele e toda família dele fez e ainda faz. São as rachadinhas, a diferença entre o que o governo pagou e que o povo realmente recebeu, ele vai mandar o queiroz recolher para as contas dos bolsonaros.

    Genaro

  2. Ignorância, princípios, valores, crenças e opiniões ruins (“dicunforça”) não impedem que o mito seja um ás do distracionismo.
    Quando ele mente sobre o valor , ele tira o foco do fato que o dinheiro (que é dos nossos impostos) não foi mérito dele, mas do Congresso (o governo propôs R$ 200 reais UMA vez só).
    Aí a discussão fica centrada no valor que “ele deu”, consolidando a farsa.
    E tome aumento de “aprovação”…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome