“Coisa de menino mimado”, diz Alckmin sobre quem não aceita derrota eleitoral

Tatiane Correia
Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.
[email protected]

“Atentar contra a democracia é crime e deve ser tratado dessa forma”, diz o vice-presidente eleito sobre manifestações pró-Bolsonaro

Foto: Juca Varella

O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) considerou como coisa de “menino mimado” a atuação daqueles que não aceitam derrotas em disputas eleitorais.

Em entrevista à Globonews, o vice-presidente ressaltou que atentar contra a democracia é um crime, e deve ser tratado dessa maneira.

“Tem que ter paciência, o Executivo, resiliência. E isso é coisa de menino mimado, que perde o jogo, pega a bola e leva embora”, afirmou o vice-presidente eleito. “Atentar contra a democracia é crime e deve ser tratado dessa forma”.

Tal declaração foi dada após Alckmin ser questionado sobre os protestos de militantes apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) e como o futuro governo irá lidar com o assunto.

Bolsonaristas tomaram a frente dos quartéis e realizaram uma série de manifestações por estradas federais após o segundo turno das eleições, e desde então defendem um golpe militar para evitar a posse do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Se eles estão fazendo tudo isso perdendo a eleição, imagina se tivessem ganho. Democracia em risco, a pergunta é: o que o Brasil precisa mais, disputas do passado ou juntar todo mundo e avançar?”, disse Alckmin.

Saiba Mais

Tatiane Correia

Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Das fontes contaminadas que consulto uma delas vem dando como certo o golpe até o dia 19, e olha que são informações internacionais. Um trecho: “Mais e mais vídeos de várias plataformas de mídia parecem mostrar blindados pesados, obuses e APCs (Veículo blindado de transporte de pessoal} e tropas em trânsito e se posicionando em todo o Brasil, inclusive nas fronteiras com outros países da América do Sul……………”
    “Embora a maioria dos vídeos mostre pesados veículos blindados sendo carregados por carretas e vagões de trens, alguns mostram APCs totalmente tripulados, armados e prontos para o combate.

    Se os militares realmente se mobilizaram para impedir a posse de Lula da Silva, assegurar a defesa do território, certamente terão o apoio do povo brasileiro. Nenhum simpatizante de Lula foi visto durante o último mês nas ruas do Brasil, desde que milhões de brasileiros começaram a protestar após as “eleições” totalmente digitais de 30 de outubro, que alegam, teriam sido fraudadas.”

    Segundo eles, até os índios estão pedindo golpe contra Lula.

    “Indígenas protestando pela democracia e contra a possível fraude eleitoral ocuparam o aeroporto de Brasilia no dia 2 de dezembro exigindo a prisão de Lula. A grande mídia está ignorando os apelos dos indígenas, a movimentação de tropas e armamento pesado por todo o território brasileiro e os gigantescos protestos dos cidadãos por todo o pais numa atitude de desinformaçao ao povo brasileiro, assim demostrando a sua posição à favor de Lula.”

    A fonte contaminada e alegria dos bozominios – https://thoth3126.com.br/desdobramento-dos-militares-pelo-brasil-inteiro-lei-marcial-decretada-na-proxima-semana/#more-109623

  2. Os patriidiotas deveriam se envergonhar da palhaçada que estão fazendo, acampando em frente aos quartéis, e até mesmo e Tiros de Guerra! É muita falta do que fazer! Tem vagabundos, que nem sabem porque estão lá?
    Será em que é em troca de coxinhas e guaraná?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador