Bolsonaro é recebido por Milei como se fosse chefe de Estado

O ex-mandatário está participando de agendas junto ao presidente eleito da Argentina como se fosse representante do Brasil

Foto: Reprodução Twitter

A visita de Jair Bolsonaro à Argentina, para a posse de Javier Milei, está seguindo como uma agenda oficial de chefe de Estado. Assim o ex-mandatário brasileiro está sendo recebido pelo novo presidente da Argentina.

Com comitiva

Bolsonaro levou consigo uma verdadeira delegação: a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, o assessor Fabio Wajngarten, o ex-ministro do Turismo Gilson Machado, o senador Ciro Nogueira (PP-PI), o presidente do PL Valdemar da Costa Neto, a deputada Bia Kicis (PL-DF) e o filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP).

O ex-mandatário e seus 8 membros de comitiva organizaram uma agenda completa para a participação da posse do libertário, que ocorrerá somente no domingo (10).

“Amigos”

Na manhã de hoje (08), Bolsonaro teve um encontro com Milei no hotel onde o presidente eleito está hospedado, em Buenos Aires. Ao sair da reunião, o ex-presidente disse que teve uma “conversa entre amigos”.

Na tal conversa, Bolsonaro teria ironizado que Lula será seu ministro do Turismo em um próximo governo, confiante ainda que voltará a governar o Brasil. Bolsonaro está inelegível e não pode concorrer às eleições.

Segundo noticiou o jornal argentino La Nación, a conversa foi sobre tratativas do Executivo e medidas de governos – o teor de uma reunião como deveria ocorrer com a representação do Executivo brasileiro.

Ao sair do hotel, o ex-mandatário teria analisado a reunião, falando que “a situação da Argentina” é “crítica” e que Milei “tem consciência da responsabilidade que tem” e deverá tomar “medidas rápidas”.

Agendas oficiais

Além da reunião de hoje e da posse no domingo, no qual irá acompanhado da ex-primeira dama, do presidente do PL e do assessor Wajngarten, Bolsonaro também participará de encontros restritos a chefes de Estado, como reuniões e cerimônias no Congresso Nacional e na própria Casa Rosada.

A agenda de Bolsonaro pelos corredores do novo presidente da Argentina foi um convite direto de Milei ao ex-presidente, segundo confirmou o próprio assessor do argentino Giovanni Larosa, ao jornal Folha de S.Paulo.

Leia mais:

Patricia Faermann

Jornalista, pós-graduada em Estudos Internacionais pela Universidade do Chile, repórter de Política, Justiça e América Latina do GGN há 10 anos.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador