Congresso cobra contrapartida do governo após aprovação da Previdência

Relação com deputados tende a piorar caso Executivo não cumpra sua parte nas negociações realizadas recentemente

Foto: Reprodução/congressonacional.leg.br

Jornal GGN – O relacionamento do Congresso Nacional com o presidente Jair Bolsonaro tende a piorar após a promulgação da reforma da Previdência Social, já que boa parte do dinheiro prometido para emendas parlamentares sequer foi liberado.

Informações do jornal Correio Braziliense mostram que o valor destinado para pouco mais de 210 parlamentares chega a R$ 3 bilhões, segundo cálculos de líderes partidários. A postura adotada pelo governo tem levado a insatisfação dessas autoridades, embora ainda não se fale em pautas-bombas.

Porém, não se pode negar que essa insatisfação ajude a explicar o andamento da Comissão Mista Parlamentar de Inquérito das Fake News estar em andamento, que aprovou na última quarta-feira a decisão de convocar assessores próximos ao presidente Jair Bolsonaro para falar sobre o eventual uso da estrutura do Palácio do Planalto para difundir notícias falsas.

O deputado Delegado Waldir (PSL-GO), ex-líder da sigla na Câmara e recentemente destituído do cargo por Eduardo Bolsonaro (SP) e outros aliados do presidente, declarou em entrevista que o mérito da aprovação da reforma não foi do governo, mas do parlamento.

Além disso, sinalizou que votações em projetos que interessam ao Executivo podem não ocorrer. Neste ponto, o congressista foi bem claro: “o governo vai ter que pagar as emendas, ou param as votações nas duas casas legislativas”.

 

3 comentários

  1. Como os parlamentares brasileiros foram otários… Por causa da “reforma” da previdência agora eles estão correndo o risco de serem seriamente feridos ou mortos quando precisarem pedir votos para a população nas próximas eleições, e fizeram isso acreditando que um reconhecido criminoso como Bolsonaro cumpriria a palavra e pagaria pelos “serviços prestados”.

  2. Ou seja: canalhas negociaram a previdência dos mais necessitados. Pulhas que ainda têm muita negociata para fazer com este governo de lesas-patrias.
    Congresso de malfeitores!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome