Doria teima e PSDB tenta escapar a tempo de consolidar “terceira via”

Com a decisão tardia de terceira via, PSDB agora enfrenta resistências para martelar a pré-candidatura de Simone Tebet

Foto: Reprodução Governo do Estado de São Paulo

A pré-candidatura de João Doria não terminou. Com a decisão de uma terceira via de forma tardia, o PSDB agora enfrenta resistências internas para conseguir martelar o apoio oficial à senadora Simone Tebet (MDB-MS) como pré-candidata.

A saída do ex-juiz Sergio Moro como opção de terceira via na disputa presidencial e os níveis recordes de impopularidade do ex-governador de São Paulo provocaram uma busca entre os partidos para esse nome.

Ao mesmo tempo, diante da necessidade de salvar o que resta da sigla, a impopularidade de Doria impôs ao PSDB se dissociar do nome do ex-governador e desfazer sua pré-candidatura. Mas Doria não aceita.

Leia: “A omissão é a fantasia dos covardes, a coragem é a marca dos líderes”, diz Doria sobre se manter na disputa presidencial

É nesse movimento que dois gestos foram feitos pelo partido nesta semana: o então vice e agora governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, estampando em entrevista ao Estado de S.Paulo que era um candidato ao governo “diferente do outro”, e o presidente do PSDB, Bruno Araújo, cortando a liberação de recursos para pré-campanha de Doria.

“Fui vice do Doria. Um é diferente do outro”, disse Garcia ao jornal, sobre sua reeleição ao comando do Estado, e indicando claramente que não apoiará João Doria à Presidência, mas “a terceira via”.

E “nem mais um centavo”, teria dito o presidente da sigla para o tesoureiro do PSDB, Cesar Gontijo, que já havia disponibilizado até então R$ 12 milhões ao tucano, reprovado em pesquisas eleitorais.

Nesta quarta (18), o PSDB se reuniu com o MDB e o Cidadania para definir, ainda informalmente, o lançamento de Tebet para a chamada “terceira via”.

Mas Doria não aceita. Horas antes da reunião dos partidos, a Executiva Nacional do PSDB discutiu a saída, definitiva, de Doria da disputa. O ex-governador já teria dito que não está disposto a abrir mão de sua candidatura. O enredo não solucionado deve propagar não apenas no futuro do PSDB, como também poderá prejudicar qualquer candidatura da terceira via.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carlos Da Costa

- 2022-05-19 22:22:22

Doria está delirando, só ele não enxerga que ELE NÃO tem chancela da população ,mesmo USANDO a vacina,como carro chefe da sua campanha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador