PT e PSD negociam chapa em Minas, em troca de apoio a Lula

Para consolidar um cenário favorável a Lula, os petistas mineiros abriram mão da  pré-candidatura ao Senado do deputado Reginaldo Lopes

Ricardo Stuckert

PT e PSD se aproximam e devem formar uma aliança em Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do país, de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para consolidar um cenário favorável a Lula, os petistas mineiros abriram mão da  pré-candidatura ao Senado do deputado Reginaldo Lopes em Minas Gerais na chapa comandada pelo ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil. 

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Em troca, os petistas ainda poderão indicar um nome para vice-governador na chapa. Ainda não há uma definição de indicação.

O PT precisou voltar atrás na indicação de Lopes, porque o PSD quer manter a candidatura à reeleição do senador Alexandre Silveira, presidente do partido em Minas e aliado do líder nacional da legenda, Gilberto Kassab.

Leia também:

Apoio de Lula a Freixo pode derrotar Castro no Rio de Janeiro, aponta Genial/Quaest

PSDB convoca reunião para decidir futuro de Doria

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador