Líder do governo Bolsonaro é alvo de operação policial

O mandado de busca e apreensão no escritório de Barros em Maringá foi executado no âmbito da operação Volt, do Ministério Público do Paraná

Jornal GGN – O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Bolsonaro na Câmara, foi alvo de uma operação policial nesta quarta (16).

O mandado de busca e apreensão no escritório de Barros em Maringá foi executado no âmbito da operação Volt, do Ministério Público do Paraná, com apoio de policiais do Departamento de Operações Estratégicas (Dope).

Segundo a CNN Brasil, em São Paulo os policiais foram ao escritório de um empresário investigado por fraude em licitação. “Os investigadores querem saber a relação dele com Barros. Ao todo, são cumpridos oito mandados de buscas com ajuda da Polícia Civil.”

O inquérito começou em 2019 para apurar desvio de dinheiro público na compra de usinas eólicas, entre 2011 e 2014, em contratos firmados pelo deputado com uma empresa do setor de energia.

Em nota, Barros rejeita as acusações e diz que pediu acesso aos autos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Incêndios não impedem governo de cortar orçamento do Ibama e ICMBio em 2021

2 comentários

  1. Bastou o tonto dizer que a operação do camisa preta do Paraná atuou para tirar o presidente Lula da disputa de 2018 para começar a ser investigado.
    Essa gente não se preocupa mais nem em disfarçar.
    E ainda tem gente que diz que não estamos em uma ditadura.

  2. E o Lula não se antecipa aos seus adversários. Vai continuar com o republicanismo até quando? É época de eleições e só não fizeram mais um sacanagem com o Haddad porque ele não se candidatou em são paulo. Se tivesse, algum procurador já teria feito alguma putaria pra globo mostrar. Se não fosse procurador, seria a pf ou qualquer aprendiz de punitivista que povoa o direito torto desta coisa tropical.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome