Tarcísio planeja anistia e Bolsonaro deve se livrar de multas de quase R$ 1 milhão

Ana Gabriela Sales
Repórter do GGN há 8 anos. Graduada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro. Especializada em produção de conteúdo para as redes sociais.
[email protected]

O projeto prevê a isenção de pagamento de multas às pessoas que não usaram máscaras durante a pandemia

Jair Bolsonaro tentando colocar uma máscara cirúrgica, usada na pandemia de Covid. Foto: Divulgação/PR
Jair Bolsonaro tentando colocar uma máscara cirúrgica, usada na pandemia de Covid. Foto: Divulgação/PR

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), pretende enviar uma proposta de anistia fiscal à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), que deve beneficiar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), seu aliado político. 

O projeto nomeado “Resolve Já” prevê a isenção de pagamento de multas às pessoas que cometeram infrações ao não utilizar máscaras de proteção facial durante a pandemia de Covid-19.

Bolsonaro acumula dívidas que somam cerca de R$ 1 milhão com a Fazenda do estado por se recusar a usar a proteção. Ontem (8), o ex-presidente afirmou que ainda não pagou nenhuma dessas multas porque aguarda julgamento de recurso na Justiça contra as sanções, aplicadas entre 2019 e 2022. 

Segundo auxiliares do governador paulista, a proposta surgiu após a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) constatar a existência de cerca de dez mil processos de cobranças de multas com valores baixos a serem recebidos. O argumento é que os custos para a cobrança desses valores seriam maiores do que o total a ser recebido.

De acordo com a legislação, no entanto, o governo só pode abrir mão de buscar esses recursos se houver uma autorização do Legislativo.

Com informações do O Globo e Metrópoles.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn”      

Leia também:

Ana Gabriela Sales

Repórter do GGN há 8 anos. Graduada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro. Especializada em produção de conteúdo para as redes sociais.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador