Velha mídia e o desequilíbrio na democracia brasileira

Por Alexandre Tambelli

Tinha comentado ontem aqui no Blog a partir do texto: Cadê a democracia que estava aqui? O gato comeu, por Jandui Tupinambás

E saiu este texto. Coloco, também, aqui.

A velha mídia X PT e a ausência de Democracia.

Democracia é equilíbrio.

Nós não temos equilíbrio no Brasil.

Existe uma parte da Justiça que trabalha em consonância com os meios de comunicação hegemônicos e deles encontra o caminho para o sucesso individual de um Juiz, Procurador, Ministro de Tribunal Superior, etc.

A força da hegemonia da Rede Globo & Cia. se mostra presente na capacidade de gerar manchetes Brasil afora em quantidades inimagináveis para qualquer Democracia madura.

Imaginemos a força que é deter mais de 80% de todos os meios de comunicação, portanto, das fontes possíveis de informação dos brasileiros e brasileiras em poucas mãos, e meios de comunicação que defendem interesses idênticos: o da sociedade do 1%?

É uma força descomunal.

Imaginemos que essa força toda se coloca no campo de oposição política e econômica e social dos interesses do Brasil e é contrária ao Governo legitimamente eleito.

O que pode nos acarretar de danos? Incontáveis.

Mídia, acima de tudo, é formadora da opinião pública. Se ela só produz um tipo de manchete e de noticiário, quase certo, que teremos uma opinião pública hegemônica e tendendo a concordar com os meios de comunicação hegemônicos.

Porém, a realidade, mostra que apesar da hegemonia e do interesse de interferir nos resultados eleitorais em seu benefício, a velha mídia, ainda não obteve o intento desejado: retirar o PT do Poder.

Na realidade nós temos duas forças antagônicas brigando no Brasil: a população que teima em votar no PT (aqui representando uma sociedade mais progressista, inclusiva e nacionalista) X a velha mídia e seu poderio midiático em prol da sociedade do 1%.

É tanta luta para mudar os rumos que a maioria dos brasileiros quer e tanto desespero desses meios de comunicação para ver sua Ideologia realizada que se perde a noção de civilidade e de cordialidade.

Ter tanto poder gerador de manchetes e encontrar aliados no Judiciário e na oposição política para o intento de tornar possível a sociedade do 1%, Ideologia dos meios de comunicação hegemônicos, cria esse Brasil dividido e acuado.

Veja se no Judiciário encontramos a mesma possibilidade de uma Operação da PF na empresa de um filho de um tucano? Que Juiz, Procurador permitiria a existência de tal fato? E o medo da represália, do assassinato de sua reputação?

Vivemos na sociedade do medo. A velha mídia comandando quem pode e quem não pode ser julgado. Quem pode ou não pode ter a reputação preservada.

O PT, claro, não pode! Afinal a luta da velha mídia é contra o seu Governo, contra a inclusão social, contra a melhor distribuição de renda e contra a ascensão social, contra a interrupção no País da sociedade de castas.

Tendo essa capacidade toda de gerar manchetes e aos milhares, dezenas de milhares ao dia e sem contrapontos: equilíbrio entre manchetes positivas e negativas de todos os lados da Política, da Economia e da Sociedade, a única verdade possível e que nos pode chegar aos olhos e ouvidos e se fixar é a da verdade única e negativa, depreciativa e até mentirosa, contra o PT, seu Governo e seus partidários, filiados e defensores.

É o desespero de quem não consegue fazer uma curva para à direita em quatro eleições seguidas. E vai ser assim até 2018.

Sobrou falar mal. Acuar petistas. Destruir a dignidade dos políticos do partido. Porque não tiveram votos e nem sabem se terão em 2018, velha mídia e aliados para reassumirem o Poder central. Voto ganhado de forma honesta requer: programa de Governo, Ideologia e ideias para serem discutidas com a sociedade. Isto a direita midiática não tem nem terá.

Hoje, vivemos o tempo da ausência de limites. A cada vez que eu perco, eu me perco um pouco mais. Eu me descontrolo um pouco mais. Eu ultrapasso um pouco mais o limite da civilidade e da cordialidade. Eis o que anda acontecendo.

Assim, age a perdedora velha mídia e sua direita política aliada.

Ser petista hoje, significa não-ser, significa não ter o direito a ser gente, pois, a velha mídia quer retirar a humanidade dos petistas, porque em sendo humanos, não há como derrubá-los do Poder, porque eles fazem no Governo, apesar de tantas oscilações e até de erros, uma revolução social sem precedentes e ameaçam a hegemonia de mais de 500 anos da Casa Grande sobre a Senzala.

É preciso tirar dos petistas a condição humana, a possibilidade de respirar, a possibilidade de agir porque senão eles vencem novamente em 2018.

Para os desesperados, para aqueles que perderam qualquer noção de civilidade e cordialidade os atos são praticados sem a razão. Eles perdem, aos poucos, a noção dos limites e perdem (mesmo que sem racionalidade do que fazem) a noção do próprio ato praticado, penso eu.

Desumanizar os petistas, torna-los animais, pessoas sem sentimentos, sem vínculos familiares, sem direito à respeito e dignidade como pessoas acaba sendo um ato normal da velha mídia, de seu Judiciário aliado e de seus políticos aliados, porque, na verdade, a crescente desumanidade (desumanização) está neles mesmos, presos que estão a um mundo paralelo, por eles mesmos criado, onde não há limites e se pode tudo.

Lula é um boneco e eles acreditam que seja! Lula não tem coração, Lula não tem humanidade, Lula não tem sentimentos, Lula não tem alma e nem Fé.

Para quem não é humano como o Lula, não há motivos para agir com civilidade e cordialidade, quando se fala dele. Ele sequer pode pensar e não sente nada. É inofensivo ataca-lo, afinal, ele não tem sentimentos humanos, é um boneco e inflável, pode estourar a qualquer momento.

A verdade nua e crua é que a doença que viralizou na oposição ao PT tem um só nome: desumanização e os adoentados são:

Velha mídia, oposição via PSDB e Judiciário aliado da velha mídia + todos os seus teleguiados.

Estão doentes e, por isso, perderam a noção da convivência em sociedade.

Esta doença fabrica pessoas que agem irracionalmente e sem nenhum limite socialmente aceito numa Democracia e em um mundo civilizado.

Apenas há, no mundo real uma obsessão doentia: alcançar o Poder.

O grande problema do Brasil de outubro de 2015 é como frear essa Doença anti-petista que está viralizando pela sociedade como um todo.

Em se encontrando o remédio se retorna a civilidade e a cordialidade perdidas. E se pode abrir espaço para a implementação de uma Democracia e com equilíbrio nos atos e nas vozes que levam informação aos brasileiros e brasileiras.

Maior absurdo não há do que convidar o Prefeito Fernando Haddad do PT, Prefeito da maior cidade do País, para uma entrevista em um estabelecimento privado e este local virar uma praça de guerra consentida pelos seus donos e o entrevistado ir à entrevista sabendo que tenderá a ser “fuzilado” nas perguntas dos repórteres (para ver se ele comete deslizes graves) e, ainda, o Prefeito é vaiado e hostilizado pela plateia e sai do local xingado por manifestantes teleguiados da velha mídia, manifestantes espumando de ódio e irracionalidade.

8 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Lucinei

- 2015-10-29 16:06:22

... E aí vem o tal Edinho

... E aí vem o tal Edinho Silva e entra em campo na comunicação...

Deve ter sido ideia dele aquela bobagem do "Dialoga Brasil", uma espécie de "Caravana da Cidadania" eletrônica...

Eh...

Juliano Santos

- 2015-10-29 13:47:58

Concordo 100%. O consórcio da

Concordo 100%. O consórcio da direita golpista é tudo isso. Mas o que se pode fazer? Muita coisa poderia ter sido feita, e a blogosfera "suja" vem apontando há muito tempo.

Mesmo sem uma ley de medios como a argentina, poderia ser contrabalançado esse poderio descomunal do pig sobre a "opniião pública". A blogosfera cansou de avisar que para o governo Dilma não perder a guerra da narrativa política para o pig, era preciso trabalhar uma comunicação inteligente e ágil na grande rede. Lula como é um comunicador, superou esse problema.

Dilma negligenciou esse dado central da luta pol´tiica e agora vemos isso. Não tem canal quase nenhum de interlocução com a sociedade. Nem vai mais a TV com medo das panelas. 

Seu outro grande erro foi ficar nessas esparrela de "republicanismo". Assistiu e assiste o judiciário, juizes e procuradores e parte da PF serem cooptados pelo discurso do pig, sem nada fazer. Como se o objetivo não fosse desestabilizar seu governo.

Agora assistimos uma juíza de primeira instância, instigada pela a MP regional pedir investigação contra a presidencia da república. Quando está escrito na Constituição que só o STF pode pedir investigação contra a presidenta.

Esse fato inacreditável é consequência da omissão "republicana" de seu ministro (?) da justiça, presidenta. Mas a grande questão é que o golpe não é só contra a senhora, é contra a democracia, esse é o problema 

 

edna baker

- 2015-10-29 13:45:44

Perfeito diagnóstico.

Perfeito diagnóstico. Parabéns!

Nandex

- 2015-10-29 13:39:40

Concordo, os partidos de

Concordo, os partidos de esquerda se comprometem a ajudar o Estado, mas não têm nenhum tipo de mecanismo de defesa ou de instrução. São denunciados e perseguidos e nada fazem, poderiamos dizer que se trata de valor... que possuem valor e não querem se rebaixar. Mas no meu ver, se trata de omissão mesmo... ou ainda pior, tem algum rabo preso. INfelizmente a política hoje ou o ato de fazer política hoje, graças a presença da iniciativa privada interferindo no estado, muitas vezes a política não se separa da corrupção. 

Jorge Moraes

- 2015-10-29 13:12:18

A máquina na esquina

Hoje há uma máquina em cada esquina de cada grande cidade brasileira. Nas médias e nas pequenas, a máquina, programada economicamente, ajusta-se ao tamanho do espaço. Mas a máquina está ali. E está lá. E está acolá. 

Que está nos horários "nobres" das redes de televisão, nas estações de rádio ouvidos dentro dos carros engarrafados nas ruas, e nas manchetes e na diagramação dos jornais feitos de papel imune à tributação isso é coisa já antiga. Apenas ela - a máquina - foi aperfeiçoada. 

A onipresença das espalhafatosas revistas em antessalas de médicos e dentistas, a ordenar que os pacientes as leiam, componente indiscutível da máquina, também não é coisa nova.   

A novidade, o óleo que elevou a potência da máquina ao patamar de hoje, chama-se "Redes Sociais".

Óleo barato e eficaz, suas moléculas se retroalimentam dos resíduos efluentes que regurgitam a cada fração de segundo. São muitas moléculas. Antes mônadas, já compreenderam - embora sem entender - que juntas chegarão lá: à máquina que não é a máquina do mundo mas que terminará por ser, em cada esquina de cada grande, média e pequena cidade brasileira.

Tudo pronto, a máquina começará a moer. E até os ruminantes terão afinal a sua hora.   

Antonio Carlos Silva - Brasil

- 2015-10-29 13:09:08

Se precisarem de dindin para

Se precisarem de dindin para realizarem este espetacular documentário, é só recorrerem aos militantes e filiados do PT e demais partidos de esquerda .

O mundo precisar conhecer o que foi o " Caso Proconsult ", "O Caso Veja ", " O conluio Carlos Cachoeira + Veja + Demóstenes Torres & Gilmar Dantas " ... .

 

Antonio Carlos Silva - Brasil

- 2015-10-29 13:02:07

O PT (específicamente o Lula)

O PT (específicamente o Lula) possui enorme prestígio entre intelectuais no mundo inteiro, mas infelizmente ainda não surgiu grandes cineastas para produzirem um documentário denunciando esta excrescência .

Cadê o Silvio Tendler, Jorge Furtado, Barretão, Oliver Stone, Michael Moore etc...para produzirem um longo documentário com depoimentos de grandes jornalistas brasileiros (Nassif, PHA, Azenha...) e políticos brasileiros (Leonel Brizola Neto, Roberto Requião, José Dirceu, e o próprio Lula) sobre as grandes fraudes jornalísticas e conspirações lideradas pelos barões do PIG  ?

Este documentário deveria ser legendado em inglês, francês e espanhol e lançado mundialmente, e em grande estilo pelo próprio Lula  .

 

 

CB

- 2015-10-29 12:42:06

Está dando pra se ter uma

Está dando pra se ter uma ideia de como devia ser viver naquela Alemanha dos anos 30 sendo judeu ou, pelo menos, não simpatizante ou seguidor de Hitler e seus partidários. Já já irão criar uma lei expropriando bens de petistas e obrigando os filiados e simpatizantes do partido a pregarem uma estrela vermelha no peito quando saírem às ruas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador