A questão dos direitos humanos e civis no governo do PT

Comentário ao post “Falta um Ministro na Justiça

Está certo, falta alguém que se posicione em relação a estelionatos nas redes sociais. Mas isso só afeta posses pessoais.

Tem uma série de outros assuntos – que passam por legislação e/ou polícia – que afetam vidas humanas. E o governo, quer seja pelo ministério da Justiça, quer seja pelos de Relações Institucionais, Casa Civil, Saúde, Educação ou Segurança Pública não faz nada. Nem sequer manifestação verbal. Posso citar casos para todos esses ministérios, mas adianta algo? 

Secretarias das Mulheres e Direitos Humanos têm melhor imagem nisso, mas claramente não têm força política.

E o pior é que se trata de assuntos que não requerem recursos, não têm relação direta com carências econômicas (apesar da falta de conscientização coletiva ter relação com a falta de educação de décadas passadas.)

Contanto que o presidente a ser eleito seja da legenda PT tudo o mais não tem a menor importância.

Para direitos humanos e civis era melhor quando o PSDB era governo. Este não podia fazer algumas coisas – que talvez gostasse – que haveria cobranças do PT (e congêneres) na oposição. O qual fazia um discurso de direitos civis e humanos muito bom.

Mas quando o PT é governo o PSDB se cala, porque não consegue ser oposição modernizante, e o PT consegue ser mais conservador ainda! E qualquer coisa que alguém critique é visto mais ou menos como subversivo.

Leia também:  Atuação pró-bolsonaristas já incomoda Congresso e Supremo

Eu costumo ser irônico dizendo que querem transformar o Brasil num imenso Texas. Bobagem… Um mundo “Mad Max” ou “Rollerball” é o objetivo mesmo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome