Conselho Federal quer que médicos brasileiros ofereçam trabalhos administrativos para cubanos

Sugerido por Gão

Do Tijolaço

CFM quer que cubanos “escravos” deixem de atender doentes e sirvam cafezinho para “médicos livres”

Fernando Brito

 

Chega a ser nojenta a notícia de que o Conselho Federal de Medicina fará uma campanha entre os médicos brasileiros para que ofereçam “empregos administrativos” em seus consultórios e hospitais para os médicos cubanos que “desertem” e abandonem seus postos de atendimento na periferia e no interior do Brasil.

— Vamos dar apoio aos cubanos, mas eles não poderão trabalhar como médicos. Primeiro, eles terão de buscar refúgio e asilo em embaixadas não alinhadas ideologicamente com Cuba. Enquanto isso, com a rede de 400 mil médicos brasileiros, vamos conseguir contratos de trabalho administrativo, para que eles então tentem o Revalida — afirmou neste domingo o presidente do CFM.

O que estes “doutores” querem? Não se contentam em ser desprezados pelo povo brasileiro, querem levar as pessoas pobres que viram um médico pela primeira vez na vida, de volta ao abandono total?

Afinal, que quer reduzir quem à condição de escravos, de seres inferiores e incapazes senão de servir aos senhores?

Vão lhe servir cafezinho e vocês tolerarão, por isso, que usem a roupa branca?

Vão ser os seus “negrinhos”? Como aquela imbecil que disse que as médicas cubanas tinham cara de “empregada doméstica”.

E que beleza, não é, nem direitos trabalhistas terão, porque não têm visto de trabalho no Brasil para nada senão o que são: médicos de família, doutores em medicina social.

Leia também:  Minha Casa Minha Vida deve acabar ainda este ano

Ou será que os estão provocando até que um deles, em nome de sua dignidade, lhes esbofeteie?

E aqueles brasileiros que estão lá, onde vocês não querem ir, nem ganhando quatro vezes mais do que os cubanos?

É gente simples, que não tem ninguém por ela, que suplica, implora , se ajoelha, até, para que se cuide de um filho doente.

Os dirigentes destas instituições não fizeram o Juramento de Hipócrates.

Não é possível que tenham prometido nunca  ”causar dano ou mal a alguém.”.

A mesquinhez e a crueldade de parte da elite brasileira chegou a extremos.

Já não lhes basta viver na abundância: é preciso que os pobres morram na doença e no abandono.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

35 comentários

  1. Lucy

    Duas coisas

    1- Que bom que a escravatura e o pensamento escravocrata tenha entrado na pauta da imprensa tupiniquim, embora de forma tosca: Os escravocratas do DEM dando uma de abolicionistas, logo eles que derrubaram a PEC do trabalho escravo, oh céus, parem o mundo que quero descer, é muita hipocrisia

    2- Sobre médico de branco, lembrei de uma revelação de sonho onde eu era atendido por uma médica negra, gorda e desdentada, e espalhei no chão desenhos de nossos ancestrais, era minha anamnese, e vi Lucy desenhada no chão

  2. Comentário.

    O CFM precisa de um analista com urgência.

    Primeiro, que não querem admitir que os médicos cubanos sejam médicos, mas sim, subalternos dos “verdadeiros médicos”. Ora, já vi diversas vezes em empresas pessoas talentosas serem insistentemente pisadas por quem não possui tanto para se sentissem seguras de sua posição. Como isso pega muito mal, tem que servir solidariedade: é a maldade benevolente.

    Segundo, a acusação de “escravos” foi modificada de um xingamento para solidariedade (sic). Por causa da amnésia seletiva, vamos dar um exemplo:

    Por fim, como eu confio plenamente na bela intenção de tais pessoas; os médicos brasileiros deixarão os cubanos em seus consultórios para que treinem e não esqueçam os conhecimentos da medicina comunista. Imagino que, enquanto os brasileiros vão ao tênis ou à academia, os cubanos ficam lá, tratando os seus pacientes. Médico cubano será mais barato que estagiário.

    Em compensação, quando se trata de erro médico, os Conselhos Regionais e Federal são péssimos.

  3. O mais evidente disto eh que
    O mais evidente disto eh que os médicos brasileiros (representados pelas respectivas entidades de classe) ainda não notaram, sequer perceberam, que a mentalidade dos médicos cubanos eh bem diferente da dos brasileiros.

    Não conseguem ver virtude nos cubanos. Enxergam neles apenas a possibilidade de nutrirem os vícios nutridos pelos coxinhas de jaleco daqui.

  4. NOJENTA essa coisa.   É

    NOJENTA essa coisa.   É inacreditável que entidades criadas supostamente para proteger a sociedade contra os erros de seus profissionais esteja se transformando em porta voz dos  preconceitos mais mesquinhos. Entidades criadas por pessoas que tiveram acesso a ensino, aperfeiçoamento, convivência com outras pessoas “estudadas” apresentarem  uma proposta dessas revela muito sobre o tipo de pessoas que temos nos atendendo, cuidando da nossa vida. Se são capazes de tornar pública uma indecência dessas, podemos imaginar o desprezo que sentem pelas  pessoas que realmente precisam de seus cuidados.  Mas acho que os entendo: muitos deles devem ter feito “intercâmbio” na adolescência, para “aprfeiçoar o inglês”,  desempenhando tarefas bastante subalternas na ex-matriz, que os nativos de lá não faziam. Agora, querem dar o troco, buscando humilhar colegas. Ou então, são apenas saudosos de mão de obra farta, barata e subserviente e pensam que cubanos/as se sujeitarão a essa situação. Não gostam nem de receber gorjetas!

    Sob qualquer ângulo, lamentável mais essa exposição da classe médica.

  5. Cômico.
    Conheço gente formada

    Cômico.

    Conheço gente formada em enfermagem que trabalha administrativamente em clínica médica para clientes de alto poder aquisitivo em São Paulo. Ganha R$ 900,00 por mês, é recepcionista, faz trabalhos financeiros e trabalhos de limpeza geral (limpeza de recepção, cozinha e banheiros).

     

    • Quem é formado em ENFERMAGEM

      Quem é formado em ENFERMAGEM tem grau universitario e é disputada no mercado de trabalho, são profissionais escassos. Não confundir com AUXILIAR DE ENFERMAGEM, que é outra coisa.

      • Vc não tem a menor noção do

        Vc não tem a menor noção do mercado de trabalho para enfermeiros recém-formados e sem experiência.

        Outra questão é seu viés ideológico. Meu exemplo foi o quanto clínicas médicas pagam para pessoas com certo grau de escolaridade para desenvolver “trabalhos administrativos”. Salário de 900,00 reais mês não diferencia estes profissionais do tempo da escravidão. Aliás, estão piores em termos de ganhos financeiros, se comparados com o escravos, pois não dá para pagar aluguel e muito menos comer. A única diferença é que não apanham dos patrões como os escravos (isso quando não estão “apanhando” nos metrôs lotados de São Paulo).

  6. Exagerada falta de senso de ridículo

    Além de idiota parece também ingênua a proposta dos médicos brasileiros. Será possível que sejam assim tão ignorantes ? Sabem zero desse projeto conhecido no mundo todo há anos ? Que vergonha. Se repercutir no mundo nos humilhará tanto quanto FHC, recebendo bronca homérica de Bill Clinton. Então os representantes de uma Medicina Social consagrada no mundo todo seriam seus empregados em seus consultórios ? É muito provincianismo demais. Está certo que médicos não são intelectuais, têm bastante dificuldade com textos simples, mas essa mentalidade tacanha e desinformação, para mim, os desabilita como médicos, não é à toa que não ouvem o que falamos, vai ver que não entendem as palavras.

    • “Será possível que sejam

      “Será possível que sejam assim tão ignorantes ?”

      Infelizmente sim, Nilcemar. A defesa de privilégios mais preconceitos ideológicos rasteiros dá nisso. Fora a arrogância que impede de admitir que já “perderam” a disputa política acerca do programa. Mais de dois terços da população apóiam a vinda de médicos para os lugares para onde o médicos brasileiros não querem ir.

      Não entendem: a maior e a melhor parte da população não está nem aí para esse acerto de contas de guerra fria; pra esse papo furado sobre o que é verdade ou mentira sobre cuba. Essa “agenda” da década de 60 só interessa à direita boçal e à  esquerda de ipanema.

      O distanciamento dos médicos para com a população é que está na raiz dessa ignorância e teimosia. Ficam tomando vinho, falando de viagens e comentando a última besteira que leram na imprensa… Muito chique.

  7. Esses médicos “brasileiros”

    Esses médicos “brasileiros” que estão tentando destruir um projeto que beneficia o povo sofrido do interior não podem ser enquadrados em crime? Afinal eles estão procurando prejudicar a parte mais necessitada da população por mera questão eleitoreira. Pensem nisso.

    • Obstrução de prestação de

      Obstrução de prestação de serviços públicos. Deve ter alguma lei referente a isso sim. Precisávamos mover uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA, se alguém redigir, podemos colher assinaturas pela internet, ou não ? Vamos ver se aparece no debate algum advogado, Malú.

    • Ando muito desconfiada de

      Ando muito desconfiada de máfias de tráfico de órgãos agindo por ai impunemente, e com muita ajuda da polícia. Por que no crime daquela senhora, primeiro foi dito que a pele do rosto tinha sido removida cirurgicamente, depois mudaram toda versão, que cachorros tinham comido, num lugar ermo que nem tinha cachorros, que, por sinal, não têm esse hábito. E no menino que disseram ter se suicidado, este apareceu com dentes extraídos pela raiz ?

  8. O pior de tudo é a primeira

    O pior de tudo é a primeira página de jornais servirem de Classificados para chamar os médicos que queiram sair do programa.

  9. Cortina de fumaça…

    Enquanto isso ninguém toca no assunto das condições de m…a em que trabalham todos os médicos, brazucas ou não, pelos rincões deste país…

    Muito “cômoda” esta briga não?

  10. Tipo de acontecimento no

    Tipo de acontecimento no Brasil que dá vontade de chorar por ser brasileiro.

    Esses médicos, em sua maioria, são oriundos de classes sociais mais abastadas.

    Mais uma prova do porquê não termos dado certo como Nação civilizada. (nem nunca dará)

     

  11. Sem perder tempo.

    Houve a saída de uma médica em mais de 5 mil já contratados. 0,02% de tudo. Outras virão. Poucas, insignificantes. Mas nada a abalar o programa.

    Eles diferem de nós. A atuação deles em outros países não difere da do Brasil. A formação médica deles é humana, e não de viés econômico. Esse lógica os médicos brasileiros e o protetor Deputado Caiado – que votou contra a PEC do Trabalho Escravo no Brasil – não querem entender isso.

    Em suma, as entidades médicas brasileiras falharão. Estão fazendo marola.

    • Luciano, sua porcentagem está

      Luciano, sua porcentagem está muito diferente da que eu apurei. Na minha calculadora, o resultado é 0,0002%.

  12. É o descaramento, a

    É o descaramento, a estultice, a senvergonhice mais deslavada.

    Uma pena o CFM  ser comandada atualmente por personagens

    , tão  desqualificadas, tão inescrupulosas, tão sem noção e tão

    idiotas.  Há que se por um freio nessa canalhice. A adjetivação

    ainda é pouca, mas minha indignação é maior.

  13. Na Venezuela, a tentativa de

    Na Venezuela, a tentativa de se fazer o mesmo foi um retumbante fracasso. Não chegou nem a 1% os cubanos encantados com as “delícias capitalistas”  de Miami.

    No Brasil, em mais de 5000 profissionais apenas  uma, (saudosa de seu namorado que está em Miami), resolveu cair no canto dos demos caiados. Outros casos podem acontecer, mas serão mínimos.

  14. Médicos se calam

    Mas será que os médicos concordam com estes representantes ?

    Será que se sentem confortáveis diante de tais atos ?

    Serão covardes por se omitirem, pois não consigo imaginar que não tenham no coração o sentimento de que isto não é correto, muito menos digno de suas profissões.

  15. Se outorgam fiscais do trabalho escravo

    Já os autênticos fiscais do Trabalho Escravo, do Ministério do Trabalho, têm que ir escoltados pela forças armadas para  vistoriar uso de trabalho escravo nas fazendas deles. Vide o que aconteceu com aqueles 4 assassinados na CHACINA DE UNAI/MG, em que foram encurralados e exterminados por jagunços dos coronéis locais, os irmãos Mânica, um dos quais o atual prefeito tucano da cidade. 

  16. Nossa que dramalhao mexicano

    Nossa que dramalhao mexicano estao fazendo…

    Quem quer boicotar o que?

    O emprego é oferecido e aceita quem quer

    E a base da reclamaçao é normal ou seja o Revalida é algo rotineiro 

    Para os descarados de plantao que acham pouco 1 pessoa somente ter pedido asilo, é dificil definir a má fé desses tais né?

    oras bolas é completamente ESCANDALOSO que alguem reuna condiçoes de pedir asilo em um programa seja ele qual for e de qualquer governo

    A simples condiçao dela ter legitimidade de pedir asilo basta por sí só.

    Que falta de vergonha esse tipo de ” argumento” … 

  17. Eu não quero acreditar!

    Que os Conselhos e/ou Associações médicas tenham proposto o que está no Post. seria : “è pau, é pedra, é o fim do caminho”….. Eles não percebem que estão degradando a cada dia a sua profissão, simplesmente p/ “colaborar” com os Planos de Saúde ?. Dentre outras motivações.

  18. Não vejo nenhum problema no

    Não vejo nenhum problema no fato de o CFM pressionar o governo para que este passe a pagar o salário integralmente, pois não tem nada de bolsa, diretamente aos cubanos. Qual é o problema em pagar os trabalhadores pelo trabalho que exercem? Será que aqui existem desvairados que julguem que os médicos cubanos se ofenderiam caso isso ocorresse? Entreguem-lhes os salários integralmente, permitam que seus familiares ganhem o direito de livre mobilidade pelo mundo e deixe-os escolher entre trazer suas famílias para cá ou mandar, sem nenhuma coerção, o dinheiro para Cuba e verão que ganharemos alguns milhares de concidadãos cubanos!

  19. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome