A grande reação das instituições, por Luis Nassif

Com a proliferação dos bons exemplos, daqui para frente, ficará cada vez mais clara a separação do joio do trigo, os que envergonham suas instituições e os que colocam a dignidade institucional acima do medo ou dos interesses menores.

Lembro-me de uma velha coleção da minha infância, o Tesouro da Juventude. Aprendi a ler  em uma edição de 1925, coordenada por Clóvis Bevilacqua, que havia na casa de meu avô. Como era de ortografia antiga, meus pais me deram uma versão de 1957, que não tinha a mesma graça, nem os mesmos bicos de pena.

Uma das seções mais instrutivas era o Livro das Belas Ações, que visava educar as crianças pelos bons exemplos. Através das histórias, as crianças eram educadas para os bons sentimentos, os atos de coragem em defesa do certo. Aprendíamos a diferenciar o certo do errado, o corajoso do pusilânime e a sentir orgulho dos pequenos gestos de desprendimento, de defesa dos mais fracos, de reação contra injustiças Os bons exemplos são um valor imemorial das civilizações, que valem mais do que normas escritas.

O que a procuradora regional da República Eugênia Gonzaga, o cientista Ricardo Galvão e o delegado da Polícia Federal Luiz Flávio Zampronha têm em comum foram suas belas ações.

Eugênia confrontou o presidente da República por seus absurdos sobre a morte de Fernando Santa Cruz. Galvão disse que poderia ser demitido, mas que não aceitaria que Bolsonaro falasse mal do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), dirigido por ele. Zampronha reagiu de bate-pronto quando o Ministro Sergio Moro afirmou que os arquivos dos hackers de Araraquara seriam destruídos. Rebateu com uma nota dizendo que a decisão caberia ao juiz do processo.

Nos três casos, são servidores públicos exemplares que saíram em defesa da institucionalidade, da dignidade de suas instituições.

O mesmo se pode esperar da corregedoria da Polícia Militar de São Paulo, na apuração do episódio dos PMs que invadiram a reunião do PSOL.

Esses exemplos não são isolados. Há dignidade nas corporações, dos procuradores, dos cientistas, dos delegados da PF e nas PMs, que foi sufocada, nos últimos tempos, pelo clima de ódio alimentado diuturnamente pela imprensa.

Daqui para frente a defesa da institucionalidade começará a se multiplicar e será a âncora a impedir que Bolsonaro jogue o navio da democracia em águas encapeladas.

Exemplos frutificam, geram novos exemplos  e expõem de maneira crua a pusilanimidade dos que se rendem. Como ficará a Procuradoria da República lisonjeando Bolsonaro e sendo apoiada por Luiz Fux? E os Conselhos do Ministério Público, da Justiça, se se curvarem aos impulsos dos Bolsonaro? Como ficará o Supremo, à luz de todos os abusos de Bolsonaro, se não seguir o exemplo de Celso de Mello?

Foi a falta de coluna vertebral dos poderes públicos que permitiu a disseminação do blefe dos militares revoltados. A falta de informações mais apuradas sobre o estamento militar permitiu ao general Villas Boas o blefe do ano, intimidando o Supremo Tribunal Federal com a falsa informação de que a libertação de Lula poderia colocar 300 mil soldados rebeldes nas ruas. Na famosa reunião com Bolsonaro, depois de sua vitória, Villas Boas celebrou o blefe aplicado ao país. Desde então, o blefe tem sido utilizado de forma continuada pelos Bolsonaro.

No entanto, informações objetivas dão conta de um Alto Comando profissional, respeitador da instituição Forças Armadas, e não disposto a envolvê-las em aventuras golpistas.

Com a proliferação dos bons exemplos, daqui para frente, ficará cada vez mais clara a separação do joio do trigo, os que envergonham suas instituições e os que colocam a dignidade institucional acima do medo ou dos interesses menores.

Com as redes sociais, o tempo político tornou-se muito rápido. As cortinas do palco estão se abrindo rapidamente, flagrando autoridades com calças na mão.

 

O Livro das Belas Ações... Um verdadeiro tesouro para todas as juventudes! Ficou esquecido no tempo ou nas prateleiras de velhas estantes como a minha, um tesouro o qual me recuso a deixar ir embora, pois ainda cultivo a esperança de uma nova geração ser inspirada por ele. O livro livra! O livro liberta! Que bálsamo para a alma, nestes tempos sombrios, é ler sua crônica, Nassif, exaltando que a nobreza de caráter ainda existe, que por uns tempos esteve intimidada pelas hordas do mal que estão assolando nossa nação, mas que agora se levantam para a justa e digna defesa! "A Verdade Vencerá"... O Bem há de triunfar! As Belas Ações ficarão para sempre...

Sára Méddéiros

37 comentários

  1. O Livro das Belas Ações… Um verdadeiro tesouro para todas as juventudes! Ficou esquecido no tempo ou nas prateleiras de velhas estantes como a minha, um tesouro o qual me recuso a deixar ir embora, pois ainda cultivo a esperança de uma nova geração ser inspirada por ele. O livro livra! O livro liberta! Que bálsamo para a alma, nestes tempos sombrios, é ler sua crônica, Nassif, exaltando que a nobreza de caráter ainda existe, que por uns tempos esteve intimidada pelas hordas do mal que estão assolando nossa nação, mas que agora se levantam para a justa e digna defesa! “A Verdade Vencerá”… O Bem há de triunfar! As Belas Ações ficarão para sempre…

    25
    1
  2. Menos, caro Nassif, muito menos. Seu otimismo por uma pátria-nação, sei, faz bem a todos, mas, no presente é melhor colocarmos os dois pés para trás e puxarmos o banquinho. Não tenho essa certeza sobre as corporações que, vimos desde sempre, se colocam onde a casa grande diz que elas estão: no fundo do quintal.
    Só verificar como a dita grande mídia tem tratado os mal tratos por que passamos atualmente. Podem até sacrificar alguns peões (que se alçaram além da chinelas: moro, dallanzóis entre tantos), mas, jamais cederão o tabuleiro, pois, sabem desde sempre, o povaréu os bajula por qualquer badulaque.

    26
    6
  3. Não sei não viu.
    Talvez você tenha bebido demais no ultimo sarau.
    Penso que nada do que você escreveu vai se tornar realidade.
    Os golpistas vão continuar onde estão e é bem possível que os bozos continuem no desgoverno mesmo após 2022.
    ELES têm as armas de fogo.

    19
    4
  4. Sargento Dorsey (eita mulher bonita!), Sabine Hossenfelder, e pessoal:

    Tenho dificuldade tremenda de escrever por nao ter computador e quando tenho uma ideia grande demais eh pior ainda –me leva uns 30 minutos pra escrever 5 paragrafos! Me aguentem se estiver tudo partido. Essa eh a razao que eu nao tenho condicao de comentar em multiplas linguas.

    Minha irma tava puta de raiva uma vez que eu cheguei na casa dela e ela me disse que o medico “tinha chamado” ela de “caquetica”. Alguem tinha dito pra ela que “caquetico” eh “magro”. Ela ficou perfeitamente puta de raiva.

    Mas “magro” eh opiniao. “Caquetico” eh diagnose. Aa epoca eu nao falei nada pra ela –que morreu de cancer uma semana depois. Eu nao teria adicionado nada ao bem-estar dela.

    “Cachexia” eh uma doenca secundaria causada por uma doenca primaria muito grave e seria, pode ser AIDS, cancer, tuberculose, gonorrhea, coisa parecida. A characteristica de cachexia eh o desaparecimento da massa muscular causado por microfalencias a nivel dos orgaos. Isso eh, os orgaos “pensam” que estao funcionando e nao estao nem perto disso pois o “nervo central” deles nao foi avisado.

    As microfalencias sistemicas de cada orgao do corpo matam ambos celulas especificas e/ou genericas, que decaem ao morrer e soltam oleos especificos no corpo.

    Aqui eu tangencio de volta pro assunto das impressoes digitais, pois assim como as goticulas de oleo na superficie de sangue fresco sao impressoes digitais de sangue morrendo, as proprias impressoes digitais sao marca de celulas mortas na pele. E quem ja teve parente que morreu de cancer sabe que eles tem cheiro de cadaver nos ultimos dias. O ponto eh que a pele esta pras impressoes digitais como o sangue esta pras goticulas flutuantes de oleo. Como a perda de massa muscular esta para uma doenca primaria.

    E estou acusando os OLEOS expecificamente por causa da deficiencia de zinco recentemente identificada nos pacientes de cachexia, pode ate estar errada mas this is my story and I’m sticking with it. (Nao vou especificar o arrazoado dessa conclusao)

    A continuar…

    4
    3
  5. Concordo que com “… gal Villas Boas o blefe do ano, intimidando o Supremo Tribunal Federal com a falsa informação…” blefe que festejou no convescote com a pior infâmia que impuseram ao país e que vem sendo adotado diuturnamente por este chorume hj no poder.
    Porém, impossivel concordar com
    “… informações objetivas dão conta de um Alto Comando profissional, respeitador da instituição Forças Armadas, e não disposto a envolvê-las em aventuras golpistas.”
    Não concordo pois o silêncio de tal alto comando ante ataques e depreciação de integrantes da camarilha governamental, incluso um astrólogo, mostram algo mais que simples envolvimento com o golpe, mostram um comprometimento submisso aos artífices do conluio que reduziu o Brasil a um cadáver em acelerado estado de putrefação.
    Infelizmente, falta muito para que se deposite um mínimo de confiança nas instituições.

    9
    2
  6. [continuação de:

    https://jornalggn.com.br/justica/xadrez-de-uma-semana-do-barulho-na-qual-o-stf-entrou-em-campo-por-luis-nassif/#comment-1183117%5D

    seja como for, se o STF “entrou em campo” não o fez espontaneamente, e muito menos por súbita recuperação de seu papel como guardião da Constituição. assim o fez porque recebeu “ordens” para fazê-lo.

    sob estrita tutela militar desde a prisão de Lula, não é difícil concluir para quem o STF bate continência… os togados de fato estão vestindo fardas.

    mas como explicar este aparente paradoxo? afinal, os Generais estão ou não no Governo Bolsonaro?

    em 04/10/2018, aqui postamos:

    – Bolsonaro é despreparado demais, inflexível demais e com acesso demais ao poder militar. seu governo trará mais imprevisibilidade do que as agências de risco julgam ser razoável. se vencer, será descartado oportunamente pela classe dominante assim como foi Collor, em prol de um sucessor mais adequado, como foi FHC – ou de um sucessor “puro-sangue”;

    se com Bolsonaro os Porões da Ditadura Civil-Militar agora ocupam o Palácio do Planalto, até que ponto tamanha exposição é conveniente para a estabilidade do sistema de poder no Brasil?

    afinal, aclimatados a operar nas trevas, como os operadores dos Porões se adaptam ao primeiro plano como gerentes da crise do Capitalismo no Brasil?

    impiedosas ironias da História: se jamais foram trazidos à luz do dia, agora os Porões, eles mesmo, se colocaram em plena evidência.

    [continua…]
    .

    5
    3
  7. Eu podia perfeitamente ter dito que a perda de massa muscular tem a ver com cachexia e nao disse. Cachexia eh “doenca”. Secundaria. Ela nao me interessa per se. A doenca primaria eh outra, e ela afeta orgaos SEM afetar a “mentalidde” deles, que continuam todos “pensando” que estao funcionando quando visivelmente nao estao. Usso eh, cancer, AIDS, TB, gonorrhea, e qualquer doenca grave, todos eles tem um limite de onde passam de metabolicos para prionicos. A mensagem que eles estao mandando pro resto do corpo nao eh nem “salve se quem puder”, eh bem pior. A mensagem dos orgaos pro resto do corpo eh “se aproprie do que for necessário, roube, mate, aleije, mas savem nos das SUAS microfalencias”. E os orgaos do corpo se saem “livres e sorridentes” da morte do corpo pois estao somente “pensando” em si mesmos.

    Isso tudo pra dizer, Sabine, que Trump eh presidente dos Estados Unidos porque eu tava fissurado pra salvar o governo dos Estados Unidos, e sargento Dorsey, eu que venho de um pais onde perto de 50 mil pretos e pardos sao assassinados por ano -10% deles pela policia- estou doido pra dizer que nao estou la a quase 40 anos porque EU VI a falencia dos orgaos brasileiros a todo nivel possivel e imaginavel quando estava la e nao quero receber ordens nem de “salve se se puder” e muito menos de “assassine em beneficio da democracia de merda que nos temos pra te oferecer”. E eu realmente pensei que tinha escapado… ate os ultimos 10 anos.

    A doenca primaria de ambos Brasil e EUA eh o judiciario. Juiz bom, depois de todas essas decadas de provas, eh juiz morto. Eu prefiro morrer a “colaborar” como mao de obra escrava deles. Nao nasci pra isso (e antes fosse so o judiciario, neh?

    (Os outros orgaos simplesmente nao me interessam mais. Estao todos caqueticos.)

    6
    1
    • Que bom saber que o judiciario brasileiro ta com AIDS e o americano ta com gonorrhea, sargento Dorsey!

      Voce ta tao satisfeita quanto eu? Eh isso que eu sempre disse… nao chupa o primeiro p… ah, esquece, nao eh importante…

  8. Nassif, você é muito bonzinho! Se existem bons exemplos nas instituições, existem muito mais exemplos de canalhice, e inclusive chegamos até aqui por obra dos canalhas.

    Desculpe, acho que daqui pra frente a luta de classes só vai se acirrar, e o regime político só vai ficar mais violento. E isso não é bonito não, com certeza não é coisa de livro infantil.

    14
    • “Se existem bons exemplos nas instituições, existem muito mais exemplos de canalhice, e inclusive chegamos até aqui por obra dos canalhas”:

      Perdoe nos,o Nassif eh velhinho veinho veio veio vei vei veim. A ultima coisa que um ser pensante quer ver agora sao as historias “inspiracionais” da Jeannie do show da Ellen DeGeneres. Aquelas que te levam a 3 segundos de copiosas lagrimas “inspiradas” e que nao te levam a lugar nenhum.

      Eu quero ver juizes mortos. Nao estou nem sendo sutil a respeito do assunto, e de fato ja tava avisando os espiritas uns 15 anos atraz na lista Espiritisno-Brasil do Yahoo, que ja desapareceu da internet ha tempos–historico de mais de 20 mil comentarios, nada de grave…

  9. libniz pensou : sendo o universo criado por Deus, nele
    se torna possível conciliar o máximo de bem e o
    mínimo de mal, o que faz dele “o melhor dos mundos possíveis”.
    o bolsonarismo inverteu a ideia, dEUS USENTOU-SE POR ORA,
    MAS ALGUNS ACHAM QUE
    eLE TÁ DE OLHO nesses maldosos que só
    pensam em ódio e na morte….

  10. Só vou acreditar na institucionalidade do brasil quando(e se) soltarem o Lula inocentado. Mas como acreditar nisso se nós, o povo, não nos mexemos?

  11. Pode ser alucinação ver um certo “navio da democracia” pelos mares daqui. Não nos esqueçamos que o golpe de 2016 que derrubou a Presidenta eleita também derrocou o Estado Democrático de Direito do qual não temos notícias desde então.

  12. Ler Nassif muitas vezes traz informações bastante úteis sobre nossa história recente. Mas quando ele se mete a apresentar caminhos, eis que surge o burguês esclarecido. Tente achar em seus textos a palavra “povo”. Os exemplos afetam pessoas, instituições se movem, via de regra, por interesses de classe. De repente, o STF reage na defesa da corporação e todos começam a aplaudir. Celso de Mello? O juiz de merda, conforme Saulo Ramos? O Gilmar dá uma entrevista no Correio Braziliense e eis que pipocam as palmas. A um ataque vil ao presidente da OAB e a sociedade se levantou. Ataques mais graves tem sido feitos ao trabalhador desde o golpe e quase nada de indignação. Esquecidos da gigantesca fraude em 2018, começam a apostar as fichas em 2022. Haddad começa a costurar alianças? Mas, e o povo?

    • O povo, Ari, tem que tomar seu destino nas mãos. Quem começou a revolução russa foram as mulheres que não aguentavam mais não ter comida em casa; foram sem lideranças, pois estas já haviam sido expulsas da Rússia pelo czar. Se o povo não mostra aos líderes como se faz, os líderes não farão pelo povo porque liderança não é mandato divino. O povo tem que dizer o que quer, os líderes apenas o representam.

  13. Paulo Henrique Amorin e luis Nassif são os dois grandes timoneiros dessa terrivel ,mais necessária travessia…O Brasil de todos os Brasileiros vai sair maior dessa parada….
    Ps:Por onde anda aquele (jornalista?)que chamava o grande Lula de “prisioneiro de curitiba?”

  14. Boa, caro Nassif! Tenho certeza de que muitas das pessoas com responsabilidade pelas instituições públicas não só se sentem desconfortáveis em ter que acompanhar a barbárie e o vandalismo golpista como sentem tremendo prazer em alinharem-se com o construtivo. Pessoas que aguardam apenas um sinal de que há outros no mesmo caminho e que estão sendo louvados pela resistência. Um “Viva!” àqueles que resistem e, trazendo luz, vencem as trevas das ditaduras!

  15. Num pequeno retrospecto ja observei comportamentos do mais variados de nossos militares de 70 anos para cá:Eduardo Gomes, Cassimiro Montenegro, Lot, Castelo Branco, Geisel, Frota, Golberi , Médici, Lamarca, Bolsonaro…, Comportamentos impactantes, as vezes erráticos ou conflitantes. No momento o que mais nos atinge é o comportamento de Bolsonaro que se mostra destrutivo, vingativo e lesivo aos maiores valores nacionais quer no campo de energia, de ecologia e social. Espero que venha alguma alteração neste quadro como curso natural da história. Quanto a Vilas Boas fica a decepção de quem se esperava atuação irrepreensível no episódio da inoportuna manifestação que acovardou nosso judiciário, será um registro histórico

  16. Ontem assisti ao “Privacidade Hackeada” um esclarecedor documentário da Netflix sobre a “Cambridge Analitics ” e o “Facebook”.
    O que ficou mais patente em toda a exposição foi o modo como os orientadores do sistema se aproveitam das fraquezas do povo para faze-lo colaborar no desmonte de seus próprios meios de sobrevivência, ora criando necessidades, ora premiando as más ações com grandes benefícios e, especialmente incentivando o egoismo e a falta de caráter até as últimas consequências.
    A utilização das nossas informações como arma de guerra para subverter o nosso entendimento vem sendo utilizada em grande escala na maior parte dos governos do mundo – a tática militar “psyop” utilizada na política teve como seu último reduto, justamente o Brasil, e o documentário termina com a imagem de Temer passando a faixa presidencial para Bolsonaro.

    Neste momento histórico, somos mais títeres voluntários do que nunca fomos e, como os muitos países que sofreram com os ataques da Cambridge Analitis via Facebook, fazemos parte de um plano de domínio maior, cujo ordem é destruir tudo para reconstruir “como se deve” de modo a fazer cumprir a “ordo ab chao”
    Nos tempos que se avizinham, pessoas virtuosas, solidárias, justas ou conscientes são perigosas, dispensáveis e o próprio sistema cria meios de silencia-las.

  17. O caso do torcedor preso na Arena Corinthians, por estar se manifestando contra o Bolsonaro, precisa ser apurado, e punido os policiais envolvidos na ocorrência. Eu no lugar desse torcedor processaria o Estado pedindo reparação pela violência a que foi submetido.

  18. Com Lula preso? O coiso visivelmente desequilibrado e incompetente na presidencia? O país sendo entregue sem qualquer manifestação contraria desses que se dizem patriotas? Inclusive com a expulsão de brasileiros em favor de estrangeiros? Com banqueiro desdenhando do sofrimento do povo enquanto enche as burras de dinheiro?

    Oras………lindo sonho delirante……..aliás, nome de dois bons livros…….

    O pais só terá jeito com um levante, o resto é conversa……..

  19. Nassif é realmente incorrigível. Se nega a acreditar que TUDO faliu nesse país, em especial as instituições….
    Os quase 58 milhões de votos que elegeram Bolsonaro não saíram do nada. Era gente que sabia PERFEITAMENTE o que fazia, inclusive, muitos desses votos saíram dessa mesma gente que compõem essas instituições e agora estão sendo devoradas pelo mostro que ajudaram a criar.
    Nenhum deles tem perdão. O que fizeram não pode ser esquecido e deve ser constantemente cobrado. Mas, o mais importante: nunca mais se deve confiar dessa gente.

  20. O que eu penso do Nassif

    Nassif é um jornalista/cidadão brasileiro extraordinário. Corajoso e com um apurado senso de justiça, diz o que pensa utilizando o vocabulário adequado, sem fazer concessões à linguagem chula. Muita gente acha que ele peca por excesso de otimismo. Eu também penso assim. Mas, o que nos resta? É bom lembrar que o pessimismo nos leva à depressão, nos imobiliza.

    Minha preocupação com o Nassif é o seu estado de tensão. Tenho notado esta situação nos últimos vídeos produzidos por ele mesmo. Um dia desses, depois de um comentário, ele falou algo do tipo “hoje eu vou dormir mais tranquilo”.

    Nassif, você precisa relaxar, cara. Já perdemos PHA e você está proibido de morrer nos próximos 40 anos. Sério!

  21. Nassif, o otimista. Se bom exemplo fosse parâmetro para alguma coisa Haddad teria sido eleito. Nenhum desses “capitães” que mandam no Brasil estão se manifestando na defesa das instituições que são pilares de uma república. Estão é salvando a propria pele. E na maioria das vezes, o proprio bolso, abarrotado de propina por defender interesses da elite financeira rapaz e canalha como demonstrou esse Bracher que rouba pro Itaú. Espere e vera que a nota do Zampronha foi um acidente e que o posicionamento do decano foi somente para lustrar biografia na véspera da aposentadoria. Apenas uma área do Brasil mudou nesses tempos de redes sociais, celebridades e capitães toscos, criminosos e canalhas no poder: a nova imprensa independente. A velha imprensa dos mervais e mirians tem o tamanho moral e a responsabilidade ética e social do capitão que colocaram no poder. Os podres poderes estão emaranhados entre si. E de tal modo podres que os altos financistas se enroscaram com as baixos financistas das milícias tendo como intermediários a velha imprensa e os altos funcionários de todas as instituições do pais.

    • ” Os podres poderes estão emaranhados entre si”

      Repito: o governo do Brasil esta morrendo de AIDS. Gostaria de ter outra metafora melhor mas ela nao existe.

  22. Na verdade não são grandes reações, são gigantes. Sobretudo porque ações isoladas de bravos homens e mulheres num deserto de cretinice.

    Pra cada um deles há milhares de dalanhóis, vaintraubes e marenas, cada um com sua marca da besta bem posta.

    “Ó, vós que entrais, abandonai toda a esperança”, deveria estar afixada em cada repartição dos estamentos públicos.

  23. A virtude, a boa ação, o bom caráter, a ética, a honra e os valorosos princípios morais, certamente ainda recheiam abundantemente os vários exemplos de boas ações na atualidade, bem como também rechearam as várias histórias do Livro das Belas Ações, da coleção “Tesouro da Juventude”. São as boas ações que fazem o papel de um escudo virtuoso, a defender todas as pessoas que fazem uso dele. São elas que também nos ajuda manter a superioridade do bem, em sua épica batalha contra o mal e os maus. É feito o Sol que nasce e renasce todo dia e sem parar, esse sol vitorioso e curador que é exemplarmente exaltado na inspirada obra Juízo Final, de Nelson Cavaquinho.
    “O sol há de brilhar mais uma vez
    A luz há de chegar aos corações
    Do mal será queimada a semente
    O amor será eterno novamente

    É o juízo final
    A história do bem e do mal
    Quero ter olhos pra ver
    A maldade desaparecer”

  24. A incógnita do futuro é saber para qual lado vai pender o núcleo das FA (o núcleo a que me refiro são os que ostentam e honram a farda e a instituição FA). Difícil entender e aceitar que as três forças estão entregando o Brasil como bolsonaro & guedes e sequazes o fazem. Afinal, uma característica básica das FA é e sempre foi o nacionalismo. O bolsonaro é escória do Exército mas suas ações segundo ele é em nome dos militares. Acredito que os militares que participam deste governo, ou são considerados escórias ou foram infiltrados lá como ‘arapongas’ para observar de perto quem são os membros do governo. Só o tempo para nos dizer o futuro do país, que está pintando muito sombrio.

  25. O que vi: Um judiciário ávido para se livrar de Lula com a morte, nem que seja por algum “louco” de presídio, uma boa rebelião, motivos para matar Lula não faltam à membros da direita, assumidamente o dizem. Aproximar Lula para esses riscos é o movimento que eles podem tentar fazer. Não se incomodam em jogar sujo assim, descaradamente sujos, tais quais as ações de porões da Ditadura, são de mesma gênese, o mau caratismo cínico. Mas, Nassif, extraordinário jornalista, intelectual, conhecedor, sábio e nada ingênuo, me diga: Não sabemos todos nós brasileiros o que estavam planejando com a transferência? Não sabemos nós brasileiros que o processo contra Lula é uma fraude processual? Sabemos … O STF também sabe, mas Lula mesmo depois desse imenso risco que correu de ser morto num presídio paulista, ainda tem 73 anos de idade, porém, continua preso ilegalmente e, mais, injustamente, como atestam as reportagens demonstrando com claras evidências os crimes de Moro e Dallagnol para condená-lo e prendê-lo. Todos nós, brasileiros normais, sabemos porque somos inteligentes o mínimo para entender isso, então, quanto o mais ministros juízes o sabem? Nassif, meu caro, é por aí que passa a dignidade. Ou se tem ou não se tem, ou se age efetivamente por e com ela, ou não, deixa apenas passar o momento.
    Boa noite caríssimo jornalista. É, é chato pacas … esta é mais uma noite em que Lula passará na cadeia, 73 anos … É, sim, o STF sabe disso também, o quanto é chato.
    Fique com Deus.

  26. Resguardar a dignidade é primordial, mesmo que tenhamos que morrer na TÚIA. Última palavra de Prometeu: Resisto …

  27. Bolsonaro precisa ser afastado do posto urgentemente. Cada dia q ele fica mais gente dele é posta na estrutura de governo. Vai chegar um ponto em q ele terá nomeado ministros dos tribunais superiores, PGR e o escambau, o q tornará falido qualquer intento de tirá-lo de lá no futuro. O tempo urge e os conservadores estão q nem Maia, meio lá, meio cá

  28. “No dia em que eles descerem os morros do Rio, famintos e desnorteados, como soldados abandonados por seus generais, eles tomarão conta da cidade, da zona norte, sul e as classes médias e ricas serão prisioneiras de suas próprias avarezas e descuidos com os mais pobres. Será como um exército de centuriões romanos, de olhos arregalados, famélicos, entorpecidos e desesperados, tentando a última conquista antes da morte.”
    Mário Henrique Simonsen
    Esse dia já chegou!

  29. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome