O espiritismo pode consolar, mas não deve alienar, por Dora Incontri

Há tragédias tão dolorosas para o ser humano, que só alguma forma de fé pode emprestar algum sentido ou confortar um tanto o coração

O espiritismo pode consolar, mas não deve alienar

por Dora Incontri

A reencarnação não te ensina a esperar, mas a lutar!

José Herculano Pires (1914 – 1979)

Todas as tradições espirituais, desde que vividas de forma saudável, sem fanatismo e intolerância, têm o poder de dar resiliência, conforto e esperança diante das adversidades da vida. Nos últimos 40 anos, há pesquisadores em respeitáveis universidades internacionais, que estudam o impacto positivo da espiritualidade na saúde humana. Harold Koenig, psiquiatra da Universidade de Duke, por exemplo, escreveu um livro de mais de mil páginas estudando as relações entre Religião e Saúde, Handbook of Health and Religion, em coautoria com Dana King e Verna B. Carson, publicado pela Oxford University Press. Em português, temos dele um livro mais resumido que é Medicina, Religião e Saúde: o encontro da Ciência e da Espiritualidade, pela Editora LPM.

Os espíritas em geral apreciam esse tipo de pesquisa porque vem corroborar, primeiro, a ideia de Kardec de que seria possível estudar cientificamente aspectos da espiritualidade; segundo, porque confirma o que ele mesmo também dizia a respeito dos efeitos positivos da prece, da fé racional, do engajamento num caminho sincero de ligação com Deus.

Há tragédias tão dolorosas para o ser humano, que só alguma forma de fé pode emprestar algum sentido ou confortar um tanto o coração. É verdade que autores nihilistas consideram que buscar apoio numa crença qualquer de transcendência significa fraqueza e covardia, porque nesse caso, o ser humano não está vivendo autenticamente (para citar uma expressão de Heidegger), enfrentando a realidade de sua finitude, com toda a angústia dela decorrente.

Hoje, ficamos sabendo da triste notícia da morte do neto de Lula, uma criança que parte por uma doença fatal. Há dor mais terrível do que a morte de um filho ou de um neto? Sabem aqueles que passaram por isso, que uma crença, uma esperança ou uma certeza (que os espíritas afirmam ter) da realidade da vida após a morte é algo que alivia um pouco – embora apenas um pouco – uma tragédia dessas.

Como o espiritismo propõe uma prática de comunicação com os que partiram dessa vida, ter notícias de quem está do outro lado da margem é algo que conforta mais ainda, além de uma simples crença ou esperança de imortalidade da alma. Essa prática de comunicação com o além, dada a institucionalização do espiritismo no Brasil, perdeu a espontaneidade e a naturalidade com que Kardec a encarava. Nos primórdios do espiritismo na França e também durante as primeiras décadas do século XX no Brasil, até mesmo quando eu era criança nos anos 60, faziam-se sessões mediúnicas em casa e Kardec pressupunha que esse tipo de comunicações, em ambientes familiares, harmoniosos, eram mais confiáveis e mais propícias a entrarmos em contato com nossos queridos. Para isso, ele escreveu O Livro dos Médiuns, para orientar quem quisesse, numa prática mediúnica segura e controlada, em qualquer tempo ou lugar, sem necessidade da tutela de instituições.

No Brasil, nas últimas décadas, a mediunidade livre, espontânea, mas embasada nas orientações de Kardec, deu lugar ao estrelismo mediúnico, em que milhares de pessoas desesperadas vão em busca de um determinado médium (confiável ou não, ou às vezes inicialmente confiável, mas que depois se perde com a fama e com natural incapacidade de atender a todos). Isso acaba criando idolatria e dependência psíquica.

Também no Brasil, o espiritismo, visto nesse seu aspecto “consolador” – vai caminhando para formas de alienação social e política. A consolação passa a ser uma espécie de anestésico diante das injustiças, das calamidades sociais, da estrutura desumana da sociedade.

Porque sim, se há tragédias que independem da vontade e da participação humana, que simplesmente se abatem sobre nós, sem que ninguém tenha responsabilidade pelo ocorrido, há inúmeras outras, como todas as formas de violência, fome, discriminação, negligência, abandono, corrupção – que decorrem inteiramente da canalhice de muitos ou de alguns, da estrutura injusta da sociedade, da desumanização do humano. E então, não basta dar explicações reencarnatórias ou nos confortarmos na prece. É preciso assumir uma atitude de luta, uma consciência da necessidade de mudar as estruturas sociais que permitem as aberrações diárias a que assistimos.

Aí também é preciso reconhecer que a luta amparada por uma perspectiva de eternidade confere mais serenidade. Olhar o mundo caótico em que vivemos, com a plena consciência das forças e dos interesses econômicos que massacram milhões de pessoas, que arrasam com a natureza, que arrancam vidas prematuramente – pode sem dúvida nos deprimir profundamente e até nos paralisar a ação. A sensação de impotência diante da estrutura brutal em que estamos mergulhados talvez seja uma das causas mais importantes do adoecimento psíquico em massa que observamos hoje, e que inclusive induz muitos ao suicídio.

Então, sim, o olhar consciente do que é preciso mudar, com o olhar espiritual de que há uma espécie de garantia universal, eterna de que o bem sempre vence, de que um dia todos evoluem, confere um respiro para a luta, empresta uma esperança diante das perdas e dos obstáculos. Como dizia Gandhi, numa frase que nunca me esqueço e estou citando de memória, no filme de Richard Attenborough: “quando me desespero, lembro-me que todos os tiranos passaram e que todos os impérios caíram”. Nesse momento, o Mahatma compreendia que a dinâmica da vida é a mudança e que todo mal é efêmero.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

44 comentários

  1. Esta senhora defende bandidos condenados e presos. Como pode falar em nome do espiritismo?

    • Meu limite de tolerância com idiotas chegou a limite. Há algum tempo atrás eu não passaria 1 segundo prestando atenção a tal tipo de imbecilidade.
      Ó débil mental, eu não sou espírita, sequer acredito em deus, espíritos, almas penadas ou asneiras do além. Mas, ou você é um espirita mal informado, ou simplesmente outro mal informado.
      O espiritismo tem sua origem no pensamento e obra de Hippolyte Léon Denizard Rivail, educador e pesquisador francês que fez uma salada russa com o cristianismo e o budismo e criou as bases de uma nova religião, ajustada ao sentido intelectual de uma elite européia fortemente influenciada pela ideias de Isidore Auguste Marie François Xavier Comte. Seguindo a corrente positivista tentou trazer através da racionalidade, de uma narrativa mais contemporânea e de uma linha de lógica menos sem pé-nem-cabeça do que a aplicada pela Igreja, um certo “sabor” de ciência para a religião. Mas, esquecendo as baboseiras esotéricas e os silogismos falhos tem o mérito indiscutível de fundar uma religião baseada no amor, na fraternidade e no perdão.
      Qualidades que se aplicadas no dia-a-dia mudariam a face do mundo e resolveriam a maioria dos conflitos humanos.
      Traria ainda, como efeito colateral, um beneficio imenso e incomensurável tal qual a paciência do Frei Serapião. Senão o de eliminar ao menos o de constranger beócios como você a manifestarem-se em público. Somente isso já referendaria o Espiritismo como uma “fé de utilidade pública”.

    • Exato, está parecendo aquele nazareno vagabundo que só andava com bandidos, putas e cobradores de imposto e depois dizia que tínhamos que amar a todos!!

    • Ela não defendeu ninguém. Apenas falou de uma pessoa que está passando por uma perda grande.
      Não perca a essência da matéria por sua visão política. Seja mais caridoso e menos crítico. Isso o ajudará na sua evolução.

    • Grande parte dos espiritualistas de esquerda, que agora se autodenominam “progressistas” (mesmo termo com que PT e PSOL se auto-nomeiam), inconformados com a perda do domínio político no Brasil, criaram no Ceará (em julho de 2018, plena campanha eleitoral presidencial…) movimento social com nome de flor, e um pouco timidamente vêm defender pautas anti-espirituliastas…

      Se não abertamente, nas “no cafézinho”… Se não todos, mas suas lideranças… terminam por advogar o e”acerto” para aborto descriminalizado, legalização liberal ao consumo de drogas (em especial a maconha…), desencarceramento irrefletido de presos (um desrespeito às suas vítimas e às pessoas de paz e bem…), ideologia de gênero nas escolas (levando para o ambiente infantil suas próprias neuroses e frustrações da fase adulta…), política nas escolas (em prol do pensamento de esquerda?…), estímulo à liberação sexual irrefletida… Uso político do dinheiro de impostos para filmes, livros, peças teatrais em favor de suas pautas e do pensamento de esquerda…

      É triste ver o Espiritismo atacado de dentro para fora, por seus próprios supostos seguidores…

      Nesse meio tempo, participam e chamam os espíritas para as manifestações de natureza política, em desfavor da operação lava-jato e pedindo a absolvição de Lula… Defendendo a ditadura de Venezuela e Cuba…

  2. Sinceramente, essa Senhora não conhece o espiritismo, tais comentários, denotam total ignorância do que seja o espiritismo decodificado por Allan Kardec.

    • Ainda bem que há ‘ outros ‘ Borges que pensam sobre a análise de Dora Incontri de forma diferente do “BORGES” acima … Qto precisamos do Espiritismo Progressista em que possamos nos libertar da institucionalização da Doutrina Espírita ! Seu texto Dora me contempla !

    • Espiritismo decodificado é ótimo… Cada ignorante que se acha sábio… O mestre lionês deve estar chorando nesse momento…

  3. Realmente, temos tragédias provocadas por pessoas extremamente egoístas, como o próprio citado, que perdeu o neto, infelizmente. Mas devemos lembrar também dos milhões que sequer tiveram oportunidade de diagnóstico devido aos imensos desvios desses políticos inescrupulosos. Mas Ghandi tem razão: ele tirano também caiu!

  4. entenderemos um dia…
    no dia em que a ciência abrir as portas para a “mediunidade livre”, nata, ou como entendi

    assim acredito e entendo, porque células-tronco são coisas da ciência e não da religião, qualquer

    vindo daí que a morte pode ser uma ilusão baseada na linearidade (começo, meio e fim) do reconhecimento da vida apenas no corpo físico……………………………………….

    em extinção? a evolução tecnológica nos moldes em que caminha mostrará que sim

  5. Nao ha nada de errado pois vibramos em uma realidade de polaridade, nao podemos e nos conformar com o errado pois estaguinaremos.

  6. As manifestações ou atividades mediúnicas, no ambiente familiar,com fins de esclarecimento e de estudo sério da doutrina de Kardec, são permitidas sim,desde quê, o (os)médiuns que forem exercer está atividade,estejam bem preparados,que conheçam a causa e como lidar com os espíritos, e que tenham um dialogador para fazer o meio campo com o médium e a entidade que por ventura se manifestar,há um perigo muito intenso,de que espíritos levianos,estouvados,obsessores até, podem participar da reunião, e fazer coisas horriveis com algum ou todos os participantes da mesma,portanto se alguém quer fazer tudo isto,não fique dependendo só de suas aptidões mediúnicas, tem que estudar as obras básicas do espiritismo,não basta ler,tem que entender,Chico Xavier ao reclamar do seu mentor espiritual a orientação para ler o livro dos espíritos,disse ,mas eu já li tudo 3 vezes,resposta do Espírito Emanuell,agora estude.o estudo do espiritismo não tem diploma,pois não tem fim,se alguém ler as obras básicas 5 vezes,cada vez vai entender um pouco mais,algum ponto que não ficou bem esclarecido.nascer,morrer,renascer ainda,progredir sempre,tal é a lei.Alan Kardec

    • quão importantes e belas suas palavras…
      permita-me acrescentar, ou concluí da sua colocação, que no espiritismo, assim como no universo do qual somos apenas uma diminuta parte, nada está pronto e acabado………………………….

      nem a própria consciência que nos move outros ao migrar……………………………..

      foi estudando cada vez mais e sempre que chegamos às células-tronco e às leis quânticas
      muitos acreditam ser parentes, conhecidos, amigos, queridos, mas são apenas outros, sendo tudo isso ou não

      agradeço muito a oportunidade de ler

  7. A religião já cumpriu seu papel na história da humanidade. Pelo episódios atuais e fácil perceber que todas iniciaram o caminho sem volta, e o único de suas putrefação.
    Para se alimentar de coisas corretas e se humanizar, homens e mulheres precisam ficar distantes de religiões, caso contrário apodrecerão juntos.

  8. Até o reino mineral sabe que Lula é um preso político.
    Foi condenado, sem a menor prova, para não ser eleito presidente.

  9. Antes de fazer um texto critico deve-se conhecer do que se fala, é uma regra básica para nao ser rasa no que se escreve.
    “seria possível estudar cientificamente aspectos da espiritualidade”, Não seria, foi. Utilizou o metodo experimental, como a maioria das ciências faz, nem por isso é menos ciência. A pisicologia também utiliza o mesmo metodo e não é menos ciência por não ser analisada em tubos de ensaio.
    Quanto a manifestações em casa depende de uma seria de questões e cuidados, não vejo correto alguém que nunca estudou o Espiritismo sair praticando em casa pq perdeu um ente por inumeros motivos.
    Esse fato se deu a Época de Kardec pq foi necessário chamar a atenção das pessoas para o Espiritismo, leia o prolegômenos do livro dos Espiritos.

  10. Sugiro a todos, inclusive a autora do texto, o estudo metódico do livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec. Lá encontraremos esclarecimentos sobre as dores que nos alcançam e porque elas nos alcançam. Descobriremos que resignação e atitude caminham juntas, e tantos outros ensinamentos do Cristo verdadeiramente consoladores e libertadores. Fiquemos com Deus.

  11. Tudo seria mais simples se entendessemos a dinâmica da vida,
    Ou seja , o que estamos fazendo aqui !! Não esqueçamos que estamos em uma escola e as lições fazem parte do aprendizado diário!!
    “Quem tem olhos para ver que veja ”
    Esse e o nível de aprendizado que muitos de nós conseguem assimilar.

  12. A pluralidade de opinioes e saudavel na vida do ser humano. Nao concordo com reunioes mediunicas em casa e sim somente a leitura do evangelho no lar. Nasci em familia espirita la em Siqueira Campos-PR. Desde criança presenciei sessoes espiritas, ninguem usava o termo reuniao mediunica. Sempre achei que meu avo era medium, e depois descobri que ele comandava a sessao e minha avó, sim era medium. Talvez pela falta de preparo, mesmo com a maior boa intençao dos participantes houve problemas em algumas manisfetações. Recordo que uma irma desencarnada que se apresentava com o nome de Maria Angria. Totalmente desequilibada, fazia muito barulho e nao queria mais sair dali. Reunioes mediunicas devem ser tratadas com muita seriedade, por pessoas preparadas para o labor. Em 31/12/1999, meu filinho de 06 anos, partiu para a patria da verdade. Sem a doutrina espirita eu teria teria perdido o rumo. Obs: Nao recebi mensagem dele , nem me preocupei com isso.

    • João Maria, o problema não é a prática e sim a educação para se executar a prática. Kardec tem preferência por pequenos agrupamentos pois com menos pessoas é muito mais fácil se manter uma boa sintonia e comunhão de propósito, ainda mais se forem familiares, pois se conhecem melhor. O que se torna mais difícil em grandes centros. Mas isso não significa efetuar reuniões de qualquer modo. Pelo seu relato faltava educação e preparo dos médiuns e dos participantes.

  13. Quanta gente mantém a mente submersa em lodo que impede a absorção da essência das mensagens do espiritismo…. Só têm o pensamento ligado a ódio político (o que está adoecendo a atmosfera do Brasil). E levam esse ódio a tudo e a todos…

  14. Não creio em nada disso, mas morrerei lutando para que vocês possam defender suas visões espiritualistas. Também gosto que respeitem meu agnosticismo.-

  15. Ao Sr. Roberto (01/03/2019)
    A nossa verdadeira Pátria é o mundo Espiritual.Seremos lá julgados verdadeiramente com JUSTIÇA o reino mineral sabe disso,também sabe que há LUZ e TREVAS dentro de nós.
    Ou seja somos seres imperfeitos.
    Fique na Paz do nosso Divino Mestre Jesus.

  16. Realmente muito legal esse artigo, e de fato é verdade o trecho em que é citado que todas as crenças religiosas praticadas com equilíbrio traz um enorme benefício na trativa ‘psicológica’ relativa ao caos e às injustiças diárias que vemos na mídia… Outra parte que gostei muito foi com o comentário de que o Espiritismo traz uma serenidade ao tratar esses temas sob o ponto de vista da reencarnação. Mas me acho no dever de fazer uma crítica também, o texto que é lindo por si mesmo, refere-se ao Espiritismo unicamente pelo ponto de vista ‘espiritual’ ou no que diz respeito apenas aos seus conceitos sobre reencarnação e comunicação mediúnica, e esqueceu-se de citar justamente o ponto central do Espiritismo, discutido e estudado à exaustão nas casas espíritas ao longo do mundo, que justamente a necessidade da reforma íntima, da necessidade de corrigirmos nossos valores, pensamentos e atitudes de forma a suportar a caridade (no sentido mais nobre da palavra), o amor e o auxílio ao próximo, que justamente seria a parte ativa (e central) do Espiritismo, capaz de transformar as pessoas em direção às paz ativa no dia-a-dia. E longe de afirmar que esse conceito de ‘reforma íntima’ é exclusividade do Espiritismo, pois todas as religiões têm essa característica, porém em formatos os mais variados possíveis. Estou mais inclinado a afirmar que a humanidade em busca de Deus (ou força superior, ou Jeová, ou até mesmo por convicção íntima sem estar associado a um ser superior) está positivamente de forma muito mais intensa a se transformar em harmonia e equilíbrio do que sem essa busca pelo ‘divino’. Obviamente que o fanatismo e extremismo existente em qualquer religião (política, esporte e etc…) degrada a relação humana de forma grotesca, e essa espécie de comportamento existe de fato em todas elas, são doentias, mas não podem ser usadas para caracterizar suas ‘instituições’ precursoras, que não sejam extremistas… O extremismo e fanatismo tem origem no ‘humano’ e harmonia e equilíbrio tem origem no ‘divino’, cabe a nós seres humanos nos inclinarmos para tal ou qual lado, degradando ou harmonizando nossas relações.

  17. Ela falou de Lula duas vezes, no início e no fim quando fala que os tiranos (Lula) passarão, os impérios (PT) cairão.

    • Jesus, vc leu, não entendeu e continua com o espírito de porco encarnado, não evolui no pensamento nem no sentimento fraterno e humano. Você também passará, todo mal passa.

  18. Dora Incontri, minha solidariedade! Onde você fala de espiritualidade e amor há quem veja religião e política! Concordo inteiramente com o seu ponto de vista, pois os espíritas de hoje esqueceram as lições dos precursores da Doutrina, cristalizando os ensinamentos que transformaram trilhas em trilhos. Respeitemos todas as opiniões, inclusive dos que se frustraram com as religiões e não se reconhecem em nenhuma, mas saibamos fazer ouvir a nossa voz: existem ouvidos aguardando ansiosamente por uma mensagem que nos traga de volta a humanidade perdida. Grato por sua sua coragem e resistência!

  19. Dentre todos os comentários lidos, a cerca do texto acima, faço uma colocação humilde de minha opinião.
    O espiritismo vem pra consolar, pra transformar os modos de vermos determinados aspectos da vida nesse planetinha. Agora, o que as pessoas fazem com isso, aí é que são elas.
    Vivemos em um país com Pessoas que não assumem suas culpas, seus preconceitos e se escondem em suas religiões, ou culpam outros pelas suas escolhas erradas, mas nunca olham para si. O espiritismo te mostra as causas ele não dita sua conduta. Se você ou quem quer que seja se aliena, a culpa não é da codificação de Kardec. É SUA!!! Sabe por que? Porque você é egoísta demais pra lutar por você e pelos outros. Imagine se você lutaria por alguém se você tem preguiça de lutar por si. Você que crítica, quer mesmo criticar, falar, ser do contra. Tente praticar o TBC ( tirar a Bunda da cadeira), vá ler, aprender, parar de seguir manada e colocar a culpa em uma religião que é livre, que não dita o que você tem que fazer, que te faz pensar, que prega paz, amor, caridade. Ta revoltado com a vida ou com a política??? Então mude, só não venha culpar a doutrina alheia.

  20. Esse grupo auto intitulado “ESPÍRITAS PROGRESSISTAS” demonstram ter total falta de conhecimento do que é espiritismo.

  21. Outro que tem que mandar calar a boca e o mentiroso do Divaldo Pereira Franco. Sou Espirita ha 20 anos , mas as asneiras que este homem fala e’ de fazer qualquer espirito de luz vomitar.

  22. A doutrina espírita nos chama para a participação da razão, na percepção religiosa. A fé deve passar pelo crivo da razão, tem de haver um movimento lógico naquilo que acreditamos. Não podemos transformar as religiões em bengalas, aguardando uma postura salvacionista, e sendo assim nada de alienação, mas sim de razão.

  23. Grande parte dos espiritualistas de esquerda, que agora se autodenominam “progressistas” (mesmo termo com que PT e PSOL se auto-nomeiam), inconformados com a perda do domínio político no Brasil, criaram no Ceará (em julho de 2018, plena campanha eleitoral presidencial…) movimento social com nome de flor, e um pouco timidamente vêm defender pautas anti-espirituliastas…

    Se não abertamente, nas “no cafézinho”… Se não todos, mas suas lideranças… terminam por advogar o e”acerto” para aborto descriminalizado, legalização liberal ao consumo de drogas (em especial a maconha…), desencarceramento irrefletido de presos (um desrespeito às suas vítimas e às pessoas de paz e bem…), ideologia de gênero nas escolas (levando para o ambiente infantil suas próprias neuroses e frustrações da fase adulta…), política nas escolas (em prol do pensamento de esquerda?…), estímulo à liberação sexual irrefletida… Uso político do dinheiro de impostos para filmes, livros, peças teatrais em favor de suas pautas e do pensamento de esquerda…

    É triste ver o Espiritismo atacado de dentro para fora, por seus próprios supostos seguidores…

    Nesse meio tempo, participam e chamam os espíritas para as manifestações de natureza política, em desfavor da operação lava-jato e pedindo a absolvição de Lula… Defendendo a ditadura de Venezuela e Cuba…

  24. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome