Hackers confirmam farsa no “ransomware” do Ministério da Saúde

Tudo indica que ameaça registrada foi apenas um redirecionamento de DNS, o que é muito mais simples do que roubo de informações

Jornal GGN – O tão propagado “ransomware” ocorrido no site do Ministério da Saúde nada mais foi do que um mero redirecionamento de DNS, confirmando a enorme farsa no roubo de dados da vacinação de covid-19 no Brasil.

A descoberta foi feita pelo perfil brasileiro do Anonymous chamado EterSec, e mais tarde confirmada pela Polícia Federal.

A hipótese de farsa foi cogitada pelo jornalista Luis Nassif na última sexta-feira, durante o programa TV GGN 20 horas. Na ocasião, Nassif ressaltou a necessidade de se investigar o caso de forma mais aprofundada.

“Segundo as informações, eles roubaram não apenas os dados mais backup – não existe isso. O hacker pode pegar dados, mas backup é algo protegido”, afirma Nassif.

“Nós estamos na mão de um governo terrorista. Nós temos um presidente da República contra a vacina; nós temos um general Heleno, do GSI, com a mesma posição; nós temos um ministro da Saúde com a mesma posição”.

“Agora vem um hacker e desestabiliza todos os dados sobre a pandemia. Entrei para a gente fazer a nossa atualização diária, fora do ar. Ou seja: não apenas os dados de vacinação, é todo o sistema fora do ar. Estamos no escuro”.

Na visão de Nassif, o caso não só precisa ser investigado como não se pode descartar a possibilidade de que o caso tenha sido engendrado pelo próprio governo. “Não tem nenhuma responsabilidade, os três aí são pessoas primárias, são politiqueiras. Ajudaram a matar 650 mil pessoas”

“No momento em que você está discutindo o atestado de vacina – Bolsonaro contra, Heleno contra, ministro da Saúde contra. De repente, sai tudo do ar. Não tem atestado de vacina mais”, ressalta Nassif.

“Então, como é que essas três pessoas vão investigar uma suposta invasão que foi em favor deles? Esse é um ponto muito sério para a gente analisar”, lembra Nassif. Clique aqui e veja mais.

Redirecionamento de DNS

O que ocorreu no “ransomware” do Ministério da Saúde foi, na verdade, foi algo bem mais simples: alguém apenas mudou informações na Amazon Web Services.

No caso, o domínio saude.gov.br e os domínios de outros serviços do Ministério da Saúde, como conectesus.sauide.gov.br foram redirecionados para uma página de defacing, que substitui a original pela mensagem do grupo hacker.

Assim, o ataque é simplesmente um caso de DNS Spoofing (“tapeação de DNS”), não ransomware.

“Essa questão do DNS se resolve rapidamente, tanto que eles tiveram acesso a essa mudança, porém resolveram remover o defacer ao invés de restaurar os registros apontando para seus verdadeiros servidores”, dizem os hackers, em entrevista ao site Olhar Digital.

Em entrevista coletiva realizada na última sexta-feira (10/12), a Polícia Federal afirmou que não houve vazamento de dados, e acabou por confirmar que a tão propalada invasão no site do Ministério da Saúde foi uma grande farsa.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

gonzalez

- 2021-12-14 01:14:35

Não sei qual a razão do governo usar servidor DNS de outro país quando poderia usar servidor de DNS de autarquias do próprio governo ou melhor ! sei pq eles usam os servidores de DNS de outro país.

Edivaldo Dias de Oliveira

- 2021-12-12 13:10:26

A impressão que eu tenho, é que não se trata de um serviço feito por gente incompetente, que deixa rastro. Mas trata-se de um rastro deixado para mostrar que no governo eles fazem o que quer e não vai acontecer nada. Tá tudo dominado. Isso ocorre em todos os setores, numa espécie de desafio e provocação às autoridades competentes, que deveriam investigar e enquadrar a bandidada. Ocorre que é a bandidada que governa, é ela que está no poder e principalmente, tem controle das Forças Armadas, que se submete em troca de alguns caraminguás.

Horacio

- 2021-12-12 11:05:19

Palhaçada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador