Mais Médicos poderá perder ao menos 2 mil profissionais estrangeiros

Programa Mais Médicos poderá perder ao menos 2 mil profissionais

Jornal GGN – Municípios poderão perder ao menos 2 mil profissionais estrangeiros do Programa Mais Médicos a partir do próximo dia 30. O Congresso tem até o dia 29 para aprovar um projeto que transforma em lei uma Medida Provisória que prorroga, por mais três anos, o prazo de atuação dos médicos estrangeiros.

Se o Congresso não votar o projeto dentro do prazo, os profissionais que vieram ao Brasil para trabalhar no programa irão automaticamente perder o direito de atender pacientes. Estima-se que, até o começo do ano que vem, sete mil médicos cheguem ao prazo máximo de permanência no Brasil. A maioria deste profissionais é de Cuba.

Além disso, o Ministério da Saúde negocia com o governo cubano a manutenção do contrato de envio de médicos, e Cuba quer um aumento no valor do contrato de até 30%.

Leia mais abaixo:

Do Estadão

Sem extensão, Mais Médicos corre risco de perder ao menos 2 mil estrangeiros

Prorrogação do uso de profissionais de outros países, sobretudo cubanos, precisa ser ratificada até o dia 29, mas a Câmara não aprovou o projeto

Municípios brasileiros que participam do Programa Mais Médicos correm o risco de perder pelo menos 2 mil profissionais a partir do dia 30. Daqui a uma semana, no dia 29, termina o prazo para que o Congresso Nacional aprove o projeto que converte em lei uma Medida Provisória, editada este ano, que permite a prorrogação do prazo de atuação de médicos estrangeiros no programa por mais três anos.

Leia também:  Governo federal pode descartar 6,8 milhões de testes contra covid-19

O prazo para aprovação do projeto é apertado. Não há garantias nem de que o texto seja aprovado na Câmara dos Deputados. O presidente, Rodrigo Maia (DEM), está fazendo um esforço concentrado às segundas e às terças-feiras para que MPs sejam votadas, mas prefere não fazer previsões. Se aprovado, o texto ainda segue para o Senado, onde a MP precisa ser apresentada e também votada, o que é outro problema. A votação final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff começa na quarta-feira e deve monopolizar todas as atenções por até uma semana.

Caso o prazo de votação não seja atendido, automaticamente os profissionais estrangeiros que vieram para o Brasil há três anos para atuar no Mais Médicos – e não tiveram necessidade de validar o diploma obtido no exterior – perdem o direito de atender pacientes. E o número deverá aumentar a cada dia, conforme os contratos forem vencendo. A estimativa é de que, até janeiro, 7 mil profissionais (a maioria de cubanos) completem o prazo máximo de permanência no País.

50 dias. O Ministério da Saúde já reconhece não haver solução rápida para uma eventual perda do prazo para a votação do projeto de conversão da MP. Teoricamente, uma das alternativas seria requisitar ao governo cubano o envio de novos profissionais para atuar no programa. Essa operação, por si só, demandaria tempo. Isso porque não basta recrutar, providenciar transporte e estadia. Profissionais estrangeiros que aderem ao projeto têm de fazer um curso de adaptação de três semanas, onde recebem noções de português e sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). A estimativa é de que uma reposição da vaga demoraria pelo menos 50 dias.

Leia também:  Argentina volta a discutir legalização do aborto

E há outra agravante. Essa operação ocorre em um momento em que Ministério da Saúde e governo cubano negociam uma eventual manutenção do contrato de envio de médicos daquele país para atuar no Brasil. Cuba reivindica um aumento de até 30% no valor do contrato, usando como justificativa a mudança no câmbio. O governo brasileiro, por sua vez, afirma não haver recursos para isso.

Enquanto o impasse não é resolvido, governos brasileiro e cubano fizeram um trato para reposições pontuais até as eleições municipais. Esse acordo, no entanto, será inútil, caso a votação não seja feita no prazo previsto. Não há como trazer tantos profissionais, em um curto período de tempo. Procurada, a equipe do Ministério da Saúde afirma que será feito um esforço para que o projeto seja votado rapidamente. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. Menos Médicos

    A perda de prazo para votação é a tática utilizada pelos golpistas para iniciar o desmanche do Programa Mais Médicos. Não adianta colocar a culpa na Câmara porque ela é comandada por golpista também. Como os golpistas não necessitam do SUS a população que se dane. 

    • Exatamente…

      É Temer dando uma de Pilatos, lavando as mãos. Se o acusarem de qualquer coisa, vai por a culpa no Congresso – o qual não tá nem aí pra qualquer acusação que receba…

  2. Qual o problema?
    Um povo medíocre que deixa acontecer o que está acontecendo no BRASIL, merece ficar sem médico, sem educação, sem aposentadoria, sem tudo. Vamos parar de sermos paternalista com o povo, se eles são burros o bastante para se deixarem levar pela Rede Globo, ele merece cada castigo que este governo lhe proporcionar. Ciro sobre Temer: “É o caso de a gente ir lá e tacar fogo, metaforicamente ou não”. Se fica com o bundão no sofá, ou enchendo a cara no boteco falando da riqueza do Lula ou do filho dele, sinceramente eu quero que ele se foda. Nunca mais voto em um candidato do PT e muito menos em uma mulher, simples assim. No PT por ter sido o partido com gente mais covarde que já vi na minha vida. E em mulher porque o que ouvi elas falando da Presidenta Dilma, para mim este gênero não merece dirigir nem um carrinho de pipoca. Tem que esquentar a barriga no fogão,  esfriar no tanque e procriar.

  3. Faz parte do programa

    Faz parte do programa “genocídio em massa de pobres” para diminuir os “gastos” com o INSS .

    Menos pobres atendidos adequadamente pelo sistema de saúde, maior será a incidência de mortes e consequentemente o governo do golpista Temer Cunha de Marinhos gastará menos com a previdência (auxilio doença, aposentadoria, LOAS etc…) .

  4. A Burrice!

    O velho ditado: “Errar é humano, mas persistir no erro é BURRICE!”. Pois bem, em 1964 com apoio da grande mídia (naquela época eram os jornais os mais poderosos – Globo, Folha, Estadão e alguns outros),  levaram o povo no bico e com o golpe  instituíram a ditadura ( A grande mídia, a Elite e os Milicos – a Elite era composta dos Ricos do sul/sudeste, do poder Judiciário, dos milicos que eram toda a força policial: civil e militar). Em 1990, as organizações globo, com seu poder muito multiplicado em relação a 1964, praticamente, instigaram os “caras pintadas” e derrubaram  o presidente Collor, não porque ele era mau ou mal, mas porque poderia colocar em risco o poderio do grupo globo e, com o apoio do congresso, mais uma vez o povo foi apenas massa de manobra da globo ( até acho que nesta situação não foi tão ruim a deposição do presidente! ). Agora, mais uma vez, depuseram a presidente, na qual eu votei, mas estava puto da vida por ela ter abraçado, após a posse, a política econômica dos TUCANOS, em menor grau mas, filosoficamente, dos TUCANOS neoliberais. Outra vez, a grande mídia o PIG e a elite  ( com a omissão do STF, juízes, Ricos, MP e polícia federal até a grande maioria dos funcionários públicos bem remunerados  federais, estaduais e municipais, parte da OAB e dos Jornalistas e também parte dos professores universitários e a maioria das polícias civis e militares de todos os estados, juntos com o poder legislativo – câmara e senado) e com o poder da televisão ( globo, bandeirantes, record, sbt e afiliados….. ) novamente ludibriarão a grande maioria do povo brasileiro e colocarão em definitivo no poder um governo que não foi eleito! Quem são os perdedores? Todos os trabalhadores da iniciativa privada; todos os trabalhadores do poder público do executivo, concursados (talvez as exceções sejam as defensorias e procuradorias estaduais – os demais funcionários públicos SENTIRÃO NA PELE O ERRO QUE COMETERAM), parte funcionários públicos dos legislativos e judiciários ( federal e estaduais ) e principalmente a maior parcela dos brasileiros: OS POBRES e a CLASSE MÉDIA – C. Se o ditado acima for verdadeiro, apesar de sabermos que a grande mídia e as elites vão sempre prejudicar os mais pobres ( complexo de Casa grande e senzala ) o povo está mais uma vez se deixando ludibriar. Portanto, mais uma vez, se o ditado acima for verdadeiro estamos ( me coloco aqui no lugar do povo ) adquirindo o atestado de BURRICE, pois já é a terceira vez que estamos sendo ludibriados, pelo menos, e pelos mesmos elementos!!!!!! Não contamos ainda com a situação de 32 em que a imprensa da época ( Assis Chateaubriand e a elite – os Barões do Café da Av. Paulista ) ludibriava o povo e aí surgiu ( por causa de um governo que apoiava a construção de uma legislação trabalhista que ainda não existia – Getúlio ) uma famigerada revolução constitucionalista! Perderemos a maioria dos ganhos sociais; as universidades serão privatizadas; as riquezas não renováveis serão entregues aos gringos; o salários mínimos não mais crescerá; a distribuição de renda será abolida; etc; etc; etc……..Portanto sempre o brasileiro se deixa ludibriar e aí vem a pergunta: Errar tantas e tantas vezes não é BURRICE? Não fique bravo, é só uma pergunta!

    • Onde se lê: “o salários

      Onde se lê: “o salários mínimos não mais crescerá; leia-se: “o salário mínimo não mais crescerá”.

  5. Temos as eleições

    Temos as eleições municipais… vão mesmo tirar os médicos agora? Tomara que os cubanos se liguem e só fechem acordo para 3 anos ou mais.

    • temos….

      Uma esquerda burra, preocupada com fantasmas do passado ao invés de olhar para o futuro, não soube tirar proveito de ideias fantásticas que realizou como o SAMU, Porto de Cuba e Mais Médicos. Qualquer pessoa atendida por um médico cubano ou outro estrangeiro já constatou o abismo entre a boa vontade, a educação e interesse de tais profissionais em relação ao espirito de porco (corpo) implantado na ideologia de CRM’s tupiniquins. Mas a esquerda brasileira esá preocupada em descobrir quem matou João Goulart . Dá pra construir um país com mentes tão rasas?

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome