A questão do uso das Forças Armadas no Rio de Janeiro

Por Motta Araujo

http://www.istoe.com.br/reportagens/353923_CABRAL+QUER+FORCAS+ARMADAS+NO…

Depois de uma campanha jamais vista na Historia da Republica de enxovalhamento, tentativa de desmoralização, ataques mediaticos e legais, agressões por todo tipo de movimentos ditos sociais, agora pede-se às Forças Armadas que ponha a mão na m…. da insgurança do Rio e façam o serviço que outros não conseguem fazer.

Muitos aqui pediram a “desmilitarização” das polícias e agora pede-se os militares profissionais que deem segurança?

Querem o que? Militares “bonzinhos”? Militares são treinados para lutar, não para serem noviços, isto em todo planeta.

Se der alguma confusão no Alemão vão chamar a Maria do Rosario?

Como fica a Globo que está puxando o trem de ataques continuados às Forças Armadas?

Quer dizer elas servem para serem ofendidas e ameçadas mas quando se está perigo os malvados viram mocinhos?

Esse gente não tem noção, deviam morar na Rússia para conhecerem militares gentis.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

36 comentários

  1. Quer dizer que o governo que
    Quer dizer que o governo que mais investiu nas forças armadas é aquele que ofende as forças?
    Ser a favor de direitos humanos torna a pessoa contra militares?
    Que é sic contra direitos humanos?

    Rsrsrsrs
    Acho melhor elevarmos o nível do debate POR AQUI. Porque por LÁ é baixíssimo o nível.

    • Investiu na Marinha com um

      Investiu na Marinha com um projeto de submarino nuclear a ser construido pela Odebrecht, que nunca lidou com navio, vai investir (veremos) nos 36 caças da Gripen para a Aeronautica e no Exercito investiu o que? Em muitos quarteis falta comida, em outros falta gasolina, no ultimo corte orçamentario, onde MAIS se cortou foi nas Forças Armadas.

      E o que é FUNDAMENTAL para uma Força Armada, aqui, na Russia, nos EUA ou China é o APOIO E O PRESTIGIO que o Governo dá à Instituição Militar, aqui não se dá NENHUM, ao contrario, as Forças Armadas são a Geni da hora.

      • Jen era quando a direita
        Jeni era quando a direita governava.
        Este governo é o que mais investiu nas forças. Isso é um fato incontestável.

        A Odebrecht tem o contrato de construção da base para submarinos nucleares.
        Seu nível de desinformação é assustador.

        Depois, se as forças armadas reduzirem seu gasto, sua MALANDRAGEM previdenciaria, com promoções na véspera da aposentadoria, filhas recebendo pelos pais por apenas 70 anos, ajuda.
        Pergunta porque os soldos são baixos? Vai ter que pagar pra sua filha, receba a metade aí sem reclamar.

        • http://www.odebrecht.com/nego

          http://www.odebrecht.com/negocios-e-participacoes/defesa-e-tecnologia

          O meu nivel de desinformação é assustador? Será?

          A ODEBRECHT ESTÁ CONSTRUINDO O SUBMARINO e não a base, a empresa é a Odebrecht Defesa, se vc frequentasse a feira de material bélico LAAD no Rio a cada dois anos, vai ter a nova em Abril, vc saberia melhor qual é o contrarto da Odebrecht com a Marinha, eles tem orgulhosamente um estande so para mostrar a construção do submarinao.

          • LAAD 2014 em abril

             A ODT ( Odebrecht Defesa & Tecnologia), ainda não confirmou presença na LAAD 2014, pois será uma feira diferente, mais dedicada ao segmento de segurança, não de defesa ( vai ter pouco)..

             Mas a ODT e DCNS estão juntas desde 2009, com a empresa Itaguai Construções Navais, são 5 contratos-base, referente aos submarinos, os quais não vou detalhar aqui – quem quiser que os procure.

             A ODT, para meus caros amigos “russofilos”, é a empresa-lider  nos contatos e futuros contratos com a ROSOBORONEXPORT, não fabrica misseis mas é a interlocutora com a KBP-Tula/Almaz/ROSTEC, no caso da aquisição dos sistemas Pantsyr e Igla, assim como apesar de nunca fabricar uma aeronave, assinou com a ROSTEC, um MOU ( memorandum of understanding), referente a uma possivel linha de montagem, no Brasil, dos helicopteros russos MI-117V5 e/ou KA-32.

             ROSTEC: Holding estatal russa responsavel por tecnologias sensiveis e/ou de defesa

             ROSOBORONEXPORT: Agencia federal russa de exportações de produtos de defesa e tecnológicos.

      • Que bobagem!
        Nunca se

        Que bobagem!

        Nunca se investiu tanto nas Forças Armadas. De 2004 para cá os investimentos só fizeram crescer.  O Brasil está investindo em submarinos (inclusive nuclear), caças, aviões de cargas, helicópteros militares, milhares de blindados para o exército etc, etc, etc…

        O Brasil já é o 10o. do mundo nesses gastos.

        Estamos começando a deixar de ser o “ferro velho” das forças armadas de países desenvolvidos para termos equipamentos minimamente equivalentes e atualizados.

        Muita gente não gosta disso, mas infelizmente no mundo em que vivemos, um mínimo de capacidade de defesa um país precisa ter.

         

  2. Pra completar, Rio de
    Pra completar, Rio de Janeiro não tem fronteiras com qualquer país estrangeiro.
    Não produz Maconha há nem cocaina.
    Então, a culpa é de quem?
    Da receita federal?
    Do Governo do Estado?
    Ou das forças armadas e polícia federal?

  3. O que se espera das FA é que

    O que se espera das FA é que estejam a serviço dos cidadãos do Estado Brasileiro e não do departamento de estado de potências imperialistas …

  4. Andre, porque voce esta

    Andre, porque voce esta confundindo forcas armadas com policia militar que eu nao entendi?  Essa excrescencia infestando o Brasil todo e assassinando pretos e pobres e agredindo arbitrariamente qualquer um nao eh as “forcas armadas” do Brasil.  Nem tem direito de existir.

    Todas as suas perguntas retoricas sao enderecadas a uma “esquerda” espantalho tirada do seu bolso.

    “Pede se”duas vezes!!!  De onde saiu isso?  QUEM “pediu se”?  A esquerda?  O governo?  Quem eh o governador e quem eh o prefeito do estado onde o verbo pedir “pede se” a si mesmo?

  5. “É nisso que dá, anos e mais

    “É nisso que dá, anos e mais anos sem um conflito armado contra os de fora! Então é pau nos de casa mesmo! ” –  Almir Tamandaré

  6. Pô, Mota Araújo. Você tão

    Pô, Mota Araújo. Você tão inteligente, tão informado. Por isso, não entendo suas ‘bolas fora’ de vez em quando. Entenda que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Uma coisa é a FA ter errado e por isso ser criticada, no mínimo, e outra coisa é a necessidade da existência e atuação das FA. 

  7. Andreh, vc esta confundindo

    Andreh, vc esta confundindo PM com o Exercito na sua mah feh contra a ideologia que eh contra a sua ideologia. Os bandidos nunca viraram mocinhos. Eu entendo que muitos policiais trabalham estressados e vendo a miseria humana de cada dia, mas muitos tbm fazem parte dessa miseria humana. Se quer uma sugestao, sugiro que ponha uma pequna mesa na sua sal e forre um capa branca sobre a mesa, acenda uma vela e pergunte a recem falecida Claudia o que ela tem a dizer sobre os mocinhos que vc defende com unhas e dentes da retorica.

  8. Não entendi nada desse

    Não entendi nada desse post.

    Em primeiro lugar o autor apresenta uma reportagem falando de uma solicitação do Sérgio Cabral e em seguida escreve como se as pessoas que pedem a demilitarização da polícia é que estivessem pedindo a presença das forças armadas no Rio. Isso não é verdade. O Sérgio Cabral nunca pediu a demilitarização da polícia.

    Mas, e se fossem os mesmos, haveria intrinsicamente uma contradição? Acredito que não. Uma coisa é o trabalho de polícia, que compreende patrulh, proteção e investigação criminal. Outra é o enfrentamento de situações de combate com armas e táticas militares.

    A polícia desmilitarizada não significa uma polícia sem armas e sem condições de combater a violência armada. Significa sim unificar a Polícia Militar com a Polícia Civil e submeter toda a polícia a um controle civil. A militarização da polícia leva ao corporativsmo, o uso de táticas militares contra a população (e não apenas contra grupos armados) e a uma rivalidade entre as duas polícias, que prejudica a população e já levou até a tiroteios entre membros das duas corporações.

    A presença das forças armadas em casos de enfrentamentops de grupos fortemente armados e usando táticas militares não é um absurdo. Lógico que não é uma situação normal. A própria polícia tem que ter divisões altamente treinadas para realizar esses enfrentamentos. O que não significa militarizar a polícia. Porém em casos onde a força militar enfrentada vai além do preparo, efetivo ou armamento da polícia, é possível sim pensar-se no apoio das forças armadas. E por que não?

    Não apoio essa idéia do Cabral. Mas não entendo qual é o melindre do missivista.

  9. F-35 O maior mico voador do século.

    Imaginem um caça que custou até agora a bagatela de 400 bilhões de dólares e não consegue decolar. Um festival de erros desde o início do projeto.

    Calcula-se que para botá-lo voando os americanos ainda gastarão no total cerca de inimagináveis 1 trilhão de dólares.

    Isso que é eficiência…

    The Insanely Expensive F-35 Is Delayed Again, Now Because of Software

     

    Gizmodo

    A government report reveals that the DOD’s F-35 will be delayed yet again. This time, the problem is stalled software development. It’s just the latest in a long line of delays and problems.

    With total acquisition costs up around $400 billion, the F-35 Lightning II Joint Strike Fighter is the most expensive Department of Defense project ever. Everything has gone wrong in its development. It’s been grounded, delayed, and it costs a lot more than the DOD would have ever agreed to pay in the first place.

    Ars Technica points us to a new GAO report indicating that the F-35 will not be ready for fighting in July 2015, as anticipated. The problem this time? The software keeps getting delivered late, and when it is delivered, it doesn’t work.

    Challenges in development and testing of mission systems software continued through 2013, due largely to delays in software delivery, limited capability in the software when delivered, and the need to fix problems and retest multiple software versions.

    So the F-35 is going to be at least year late, and of course, it’s going to cost even more money…

    To execute the program as planned, the Department of Defense (DOD) will have to increase funds steeply over the next 5 years and sustain an average of $12.6 billion per year through 2037; for several years, funding requirements will peak at around $15 billion. Annual funding of this magnitude clearly poses long-term affordability risks given the current fiscal environment.

    …which the GAO and DOD both point out is gonna be tough impossible to pay for:

    Additionally, the most recent cost estimate for operating and supporting the F-35 fleet is more than $1 trillion, which DOD officials have deemed unaffordable

    The problem? Poor planning from the very beginning. And who knows if this plane will ever fly a combat mission. If nothing else, it’s a good reminder that things always take longer and cost more than we think they will. [Ars Technica via GAO]

     

    • Não se gastou já 400 bilhões,

      Não se gastou já 400 bilhões, esse numero é o “”total aquisition costs” conforme está no texto, significa a que a verba total para compra desse modelo é de 400 bilhões, não que ja foram gasto 400 bilhões.

  10. “Se der alguma confusão no

    “Se der alguma confusão no Alemão vão chamar a Maria do Rosario?”

    Não digo  a ministra, mas do jeito que está, que tal uma das Nossas Senhoras. 

     Quem sabe uma rodada de Terço não dê uma luz.  O novo cardeal e arcebispo D. Orani rezou uma missa nesse fim de semana na capela do Papa em Manguinhos, certamente, deve ter pedido ajuda. Cancelou a procissão, pois corriam o sério  risco de terem o mesmo fim dos hereges  lá na idade média. Os ex-donos do pedaço tocaram o terror tacando fogo em tudo o que viram pela frente, daí… Como a ajuda divina conforta, mas não resolve, temos que recorrer aos meios que a Constituição Brasileira nos permite usar. Nesse caso específico, o uso das forças miliatres dentro dos limites legais.

    Desde a proclamação de República, aliás, pensando bem, antes mesmo disso os militares se sentiam os donos do país. Volta e meia estavam ou dando golpes contra o poder constiuído, ou preparando-os. Era conspiração o tempo tudo, enquanto os praças se matavam nos exercícios, os “cabeças” ficavam confabulando com as “vivandeiras”. O golpe de 64, que colocou o país nas trevas durante 21 anos, foi o ápice desse modus operandi.

    Com o fim do regime ditatorial e a promulgação da Constituição de 88, parece que os militares começam a entender quem manda em quem num regime democrático. Ainda existem resquícios do passado como o mostrado na reportagem de “Isto É”. Os autores da matéria dizem que alguns comandantes não gostaram da decisão de Dilma, fizeram até considerações políticas. 

    Como se sabe, as forças armadas são organizadas seguindo rígida hierarquia. Então, não faz sentido contestar, ainda que em “off”, decisão tomada pela Comandante-em-chefe Dilma Roussef, representante do poder executivo e, constitucionalmente, líder máxima das forças armadas. Poder conferido pelo povo brasileiro em eleições limpas, livres, e democráticas. 

     

  11. Vou mudar um pouco o

    Vou mudar um pouco o foco.

    Acredito que todos já tiveram oportunidade de ver imagens das favelas, ou comunidades, como queiram, bem como de alguns bairros do Rio (serve para inúmeras cidades). Algué acredita que, com aquela estrutura, qualquer ação de polícia ou forças armadas irá acabar com os focos de violência e marginalidade. As prefeituras e Governos Estaduais deixaram e estão deixando estas estruturas crescer a céu aberto. E só tende a piorar. Se não for par impedir, de alguma forma, o crescimento delas- gastar dinheiro para urbanizá-las decentemente (pra Copa e Olimpíadas tem), e dar o devido apoio a novos bairros que vem surgindo, ainda mais com MCMV, e outros, a tendência é piorar.

  12. a minha pergunta é:
    no fim de

    a minha pergunta é:

    no fim de semana passado vimos agrupações lunáticas pedindo a intervenção militar para “salvar” a nação do PT.

    Hoje estamos vendo o PT se prontificar para fazer uma intervenção militar nas áreas habitadas por pessoas pobres e negras, para “salvá-las” do crime organizado.

    Oras, será que o governo federal é sensível aos terrores do Estado de exceção apenas quando quem os sofre são pessoas branquinhas e de classe média e alta? Intervenção militar para a população pobre tá liberado? Porque é que a GGN não vai lá na favela ocupada para saber o que esses moradores pensam da ocupação do bairro deles? Daria uma reportagem muito interessante, especialmente em se falando do que resta nestes 50 anos de golpe militar, para mudar um pouco o tom de vítimas do terrorismo de Estado no passado para vítimas do terrorismo de Estado no presente.

  13. Compreensível a

    Compreensível a indignação.

     

    Mas a questão da desmilitarização da polícia deve ser interpretada antes da [email protected]# acontecer, como medida social de controle da violência. Claro que, no ponto que chegamos, é necessário um esforço maior para implementar o modelo.

    Mas não há como negar que o problema da violência só aumenta. De 5 em 5 anos, se fizer estudos, não duvido que aumenta-se a população carcerária bem como os crimes (de todo tipo), a ritmo mais rapido que aumenta a populaçao e o PIB. 

  14. Prezado Mota Araujo.
    Em

    Prezado Mota Araujo.

    Em relação à PMRJ, o que se pede é que ela seja um policia justa, que haja da mesma forma com todos os membros da sociedade, independente da classe social.

    Não é isso que vemos aqui no RJ. Aqui existem duas PMs.

    A PM preparada atua nos bairros nobres. É uma polica que está a serviço da população, com policiais prestativos e educados, são incapazes de arrastar na viatura qualquer pessoa pelas rua da zona sul da cidade. Se repararmos bem, até a aparência desses policiais são diferentes, parecem que são escolhidos a dedo, difilcil encontrar um policial carrancudo e mal humorado.

    No outro lado da cidade ocorre  o oposto, temos a PM despreparada.

    A policia que não protege o cidadão, que impõe o terror e o medo. Fala a verdade você que é morador da zona norte  RJ.Você se sente seguro quando vê uma blitzem da PM de madrugada ? Mesmo você sendo uma pessora honrada, honesta, cumpridor dos seus deveres, não dá um friozinho na barriga ? Porque você não tem garantias do que pode acontecer, sempre rola um stress.

    Reparem que a maioria desses policiais, são mal encarados, carrancudos, mal educados, agem sempre de uma forma grosseira  com a maioria da população desse lado da cidade.

    O que a população do RJ quer, é uma policia que o cidadão comum possar confiar, ter segurança ao lado de um polcial, e principalmente ter confiança. O que infelizmente não ocorre.

    Uma polica, como disse, que haja da mesma forma com todos os cidadões da cidade.

    Não é isso que o cidadão comum vê.

    O Sergio Cabral é politico, e esperto. Ele sabe que a policia que ele comanda, não tem mais o respeito de algumas comunidade pacificadas, por burrice da prórpia policia.

    Antes que morra mais alguns policiais, ele espertamente jogou a batata quente nas mãos das FAs.

    Até porque,  se morrer mais algum policial, a eleição do seu vice Pezão que já é difícil, ficaria impossível.

    Ele está agindo proativamente

    E tudo politica. Esse Serginho vai longe.

     

  15. Deu o golpe agora aguenta
    O Brasil era um paraíso antes do golpe de 64. 21 anos de ditadura deu nesse “Brazilsão”.

    Dividiram e atormentaram a sociedade brasileira. Aumentaram a inflação e dívida externa, quando o Brasil tinha condições de fazer poupança e investir apenas com o dinheiro dos impostos. O salário mínimo caiu de mais de 2.000 reais para 100.

    Tudo de bom que a ditadura criou não adiantou de nada. Os ricos sonegam impostos e fica por isso mesmo. O dinheiro para as grandes obras é pago por assalariados e vão pro bolso dos ricos por causa do sobrepreço das obras.

    Nem sequer um pedido de desculpas as FFAA dão por todo mal que fizeram . Não era essa guerra civil (40.000 assassinatos por ano) que os militares queriam? Agora toma.

  16. O Motta Araujo ou ex Andre

    O Motta Araujo ou ex Andre Araujo, ( transmutação acontecida depois que seus idolatrados americanos foram pegos espionando a humanidade inteira), deve estar bebendo muita vodka.

    Engano meu.

    Vodka não.

    Pois para ele deve ser bebida de comunista. 

    Alias declara sempre detestar bar de caipirinha. Coisa de pobre.

    Mas vamos la.

    O Motta ou Andre deve estar bebendo muito uisque para encontrar nos jornais tantos ”  ataques continuados às Forças Armadas”. Enxerga essa “campanha de desmoralização” ate na Globo.

    So pode ser em algum horario tardio, em que a plebe humilde ja esta dormindo para não chegar atrasada ao serviço.

    Talvez o Motta ou Andre esteja confundindo noticias sobre torturas, assassinatos, ocultação de cadaveres com ações proprias das  forças armadas de um pais.

    Mas não são.

    Tais atos deploraveis e sinistros foram cometidos por uma  parcela doentia e atrasada das FA.

    Felizmente, grande parte ja de pijama.

    Segundo ele “militares são treinados para lutar”.

    So esqueceu de dizer que contra o inimigo, jamais contra seu proprio povo.

    E mesmo numa guerra, mantendo a dignidade de guerreiros, jamais de bandidos.

    Mesmos contra inimigos, os japoneses se sentiram obrigados a se desculpar quanto aos atos indignos que seus militares impuseram aos chineses.

  17. Culpar a PM pelos males é

    Culpar a PM pelos males é coisa de gente má intencionada

    A PM tem o comando dela na pessoa de um civil

    Ele tem autoridade para exigir que se puna os curruptos

    PM cumpre ordem, quem da a ordem sao os civis.

    Não é organismo com vida propria como muitos pelegos aqui adoram falar.

    Essa balela de policia desmilitarizada é coisas de esquerdoide ressentido , ja temos uma policia 110% desmilitarizada é a POLICIA C-I-V-I-L pergunte qual é a imagem que essa corporação tem junto a população

    rs

  18. Parte delirio, parte correta

     1. Ninguem está “enxovalhando”, ou “perseguindo” midiaticamente ou juridicamente, as FFAA, apenas ocorre uma necessária revisão do que aconteceu em passado ainda recente, não simplesmente para o bem do País, mas fundamentalmente, para o próprio futuro de nossas FFAA – o profissionalismo almejado e constantemente buscado, não combina em manter sob um tapete, as nódoas passadas, crimes, golpismos.

      2. Quanto a militares profissionais, caso do RJ ( Pqds, CFN, 11a Bgda GLO ou as “Reação Rápida – Aeromovel” Taubaté),afinal ninguem é maluco de colocar conscritos neste rolo, sou totalmente contrario, pois as experiências colombianas, equatorianas, peruanas,salvadorenhas e mexicanas, desaconselham o envolvimento de O.Ms, em ações diretas contra o narcotráfico, somente sendo uteis em ações de apoio, inteligência e logistica.

       3. Não adianta nada, ocupar comunidades com blindados, ninhos de metralhadoras, check-points, patrulhas circulando noite adentro com visor noturno, armadas de fuzis, e acreditar que o trafico ou os crimes irão parar, podem reduzir durante o tempo de “ocupação” ( nem Israel, com toda a violência de suas FFAA, conseguem dominar cidades da Cisjordania, durante todo o tempo) – e depois da “ocupação”? Retira-se o exército, retornam os mesmos de sempre.

        4. O Sr. Governador, quando utiliza o vocábulo “ocupar” em relação a função das FFAA, nestas comunidades conflagradas internamente, JÁ ERRA de inicio, ao colocar tal território como “inimigo”, todos que lá vivem são lançados como suspeitos.

    • Meu caro Junior, é uma honra

      Meu caro Junior, é uma honra ser por voce comentado, seus conhecimentos sobre o tema são unicos e valiosos.

      Minha posição é a seguinte: é possivel sim fazer a revisão critica do papel das FF.AA. no regime militar de 64, muitos erros foram cometidos e merecem ser apontados, especialmente a repressão pouco inteligente desde que

       se contextualizem TODAS as ações do regime militar, especialmente as realizações positivas que resultarem em grandes obras de infra estrturua e iniciativa economica, que NUNCA são apontadas, tanto em redes sociais como na midia tradicional, tais como:

      1.Exploração maritima do petroloe, quem começou foi o General Geisel, não foi o Lula como muitos são levados a pensar.

      2.Criação da EMBRAER, da EMBRAPA, do FINEP, do FGTS, da alienação fiduciaria que permite exitir o financiamento de veiculos e caminhões.

      3.Criação do BANCO CENTRAL.

      4.Metrôs de São Paulo e Rio

      5.Todos os aeroportos internacionais do Pais, com exceção do Galeão.

      6.As melhores rodovias do Pais, Imigrantes e Bandeirantes, Castelo Branco.

      7.Abertura do cerrado para a cultura de grãos (Ministro Paulinelli)

      8.O Pro-Alcool, primeiro e maior programa de biocombustivel do planeta, hoje sob risco.

      9.Sete das 11 refinarias de petroleo do Pais, depois não se construiu nenhuma.

      10.Metade da capacidade de geração de energia hidroeletrica do Pais, tres das cinco maiores usinas do planeta.

      11.Dois terços dos sistemas modernos de abastecimento de agua, inclusive o maior do Brasil, o Cantareira.

      12.A industria de bens de capital no Governo Geisel, produzindo-se no Brasil as maiores turbinas de geração hídrica do mundo, as de Itaipu.

      13.A abertura da politica comercial para a Africa e Oriente Médio.

       

      Vou parar por aqui para não cansar, tem muito mais.

      As criticas são por 300, 400, 500 ou 600 mortos pela repressão em 21 anos de regime, em um fim de semana morrem assassinados por falta absoluta de segurança publica mais de 1.000 brasileiros, cujas vidas e sofrimento das familias nem de leve incomodam a esquerda, morre outro tanto nas estradas esburacadas e sem proteção por todo o Brasil, por falta de investimentos há 30 anos no setor rodoviario.

      Me é incompreensivel os mesmos grupos intelectuaoides-esquerdistas-antimilitares invectivarem dia e noite contra a “ditadura” e ao mesmo tempo, simultaneamente, adorarem ajudarem, se ajoelharem, ficarem extasiados com a mais longa ditadura das Americas, a de Cuba, na mão da mesma familia, algo que jamais ocorreu no regime militar brasileiro que nunca foi pessoal, na mesma Cuba onde houve uma repressão absoluta e relativamente muito maior que na chamada “ditadura” brasileira, essas mesmas pessoas aceitam eleições falsas, congresso nomeado, imprensa chapa branca em Cuba e ao mesmo tempo falam horrores da “ditadura” militar brasileira.

      Então não é a ditadura o problema, é a ideologia dela.

      • “Me é incompreensivel os

        “Me é incompreensivel os mesmos grupos intelectuaoides-esquerdistas-antimilitares invectivarem dia e noite contra a “ditadura” e ao mesmo tempo, simultaneamente, adorarem ajudarem, se ajoelharem, ficarem extasiados com a mais longa ditadura das Americas, a de Cuba.”

         

        Quanto a mim, “me é incompreensivel os mesmos grupos intelectualoides” – direitistas, como voce, “invectivarem dia e noite contra a “ditadura de Cuba” e ao mesmo tempo, simultaneamente, adorarem,ajudarem, se ajoelharem, ficarem extasiados” com a ditadura brasileira, de duas decadas, que torturou ate bebes.

      • As grandes obras do País começaram antes (incluindo Brasília)…

         e não têm nada a ver com a chegada de generais no comando que nos legaram um país rico com povo miserável, economia estagnada e violência crescente, ao contrário do país que Lula começou a construir e que jango já pretendia começar naquela época antes da chegada dos carniceiros, e eles não têm nada a ver com o exército de hoje COMANDADO POR DILMA ROUSSEFF,  a mesma que aqueles covardes prenderam e torturaram, uma força também militar portanto não há contradição nas críticas somente melhor equipada com blindados além do reforço numérico para o local, mas esse discurso maluco típico das viúvas dos torturadores faria bonito no último sábado.

          

      • Reconhece-se

         ” o presidente que comandou o ultimo grande periodo de desenvolvimento do País” – esta frase sobre Ernesto Geisel, não é minha, nem sua, é de Luis Inacio Lula da Silva – proferida no lançamento do projeto Belo Monte em 2010.

          Tambem tem um artigo opinativo, de 2010, de um sociólogo que pode ser classificado de “esquerda”, neste endereço: http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/conteudo.phtml?id=1046611

           Eu sou um homem de empresa, mercado, não concordo e acho burrice enxergar a história de uma Nação, apenas em “preto e branco”, “certo e errado” – negar alguns avanços economicos, infraestruturais, diplomáticos, afeitos no periodo ditatorial civil-militar, seria um despropósito, ignorancia, MAS tambem deixar passar em branco, todas as arbitrariedades cometidas, o cerceamento da liberdade, a negação da democracia, a utilização de partes das FFAA em uma guerra suja, motivada por interesses muitas vezes escusos, patrocinados por civis – aliás pouco importa se foram 500/600/5000/50000 ou 10 os mortos e desaparecidos, estas ações tem que serem respondidas, na falta dos verdugos diretamente envolvidos, o ESTADO e as FFAA, devem estas respostas, não apenas ao povo, mas principalmente a elas mesmo, pois assumir seus erros passados, significa ser decidido e demonstrar coragem – deixar escondido, debaixo do tapete de 7 palmos de terra, de cemitérios não-marcados, é ser covarde enquanto instituição, indigno, um furto a honra de todos que já deram a vida por esta Pátria, desde Guararapes até Montese.

             A vergonha somente é mitigada, quando assumimos nossas responsabilidades.

  19. “Eles seqüestraram,
    “Eles seqüestraram, torturaram, mataram, decapitaram. Furaram olhos, afundaram crânios. Quebraram costelas, braços e pernas. Afogaram crianças em banheira. Urinaram em cara de presos amarrados e pendurados em paus-de-arara. Castraram, estupraram, extirparam seios. Introduziram cassetetes em vagina de presas. Com jipe, moeram o corpo de pessoas enterradas na areia de praias. Arrancaram dentes e unhas com alicate. Aviltaram nossa condição humana.” Pinheiro Salles

  20. mas de quem o autor está falando?

    Eu defendo a desmilitarização da segurança pública. E nunca apoiei intervenção militar em questões dessa natureza.

    As pessoas que conheço que defendem a desmilitarização não apóiam a intervenção militar. Como não acompanho as andanças do autor do post, não consigo imaginar de quem ele está tratando quando acusa essa contradição.

    Quanto às decisões tomadas pelos governantes: o que realmente não entendo desse acionamento das Forças Armadas é por que raios o governo federal e o estadual carioca não utilizam a Força Nacional de Segurança Pública, que (até onde sei) não está vinculada a nenhuma das Armas, pra manejar essa crise.

  21. Excelente texto
    Até os

    Excelente texto

    Até os exércitos dos tempos bíblicos usavam de força para impor a ordem na sociedade. Todas as polícias do planeta, sejam militares ou civis, de países de esquerda, ou de direita, ricos ou pobres usam a força.

    O problema é que a esquerda desta país na verdade não é esquerda, é anarquista, sonham com uma utopia impossível, pois civilização alguma até hoje conseguiu por em prática a anarquia, e até as sociedades tribais tinham um governo, uma lei, um comando.

    O que os anarquistas brasileiros queriam que a polícia fizesse? Jogassem pétalas de rosas para impor a ordem na sociedade?

    E tem mais, se estivessem em países com polícias realmente repressoras, como a China (que não por acaso é um dos que mais cresce economicamente no mundo), com certeza nem poderíamos estar postando as nossas opiniões aqui na internet, e ninguém nem saberia o que a polícia faz ou deixa de fazer.

    Talvez, se a sociedade brasileira fosse mais ordeira, mais educada e tivesse mais civilidade e respeito pelas leis, os policiais não precisassem ser chamados com tanta frequencia. Mas até isto os anarquistas são contra, para eles educação e civilidade são coisas “supérfluas”.

    Quando há uma lei correta, a repreensão ao transgressor só fere onde algo estiver incorreto.

     

  22. A receita do CAOS da direita:

     

       Militarização(até mesmo do governo) com a qual a violência só fez crescer e ainda hoje precisamos de blindados em favelas, criminalização de drogas com fortalecimento do tráfico, comunidades reféns, se não de traficantes, de milícias de uma polícia militarizada propositadamente brutal além de corrupta, sem cotas, sem imposto pra bancar escola pública, sem direitos iguais para todos, preto e pobre sem direito a ir num “shopping”,  sem direito a viverem em suas comunidades, sem acesso a casa própria, se forem pra rua também são expulsos das calçadas, se vacilar são até incendiados, não podem nem mesmo tocar um instrumento em praça pública em troca de uns trocados, se forem pro mato não tem onde plantar, são expulsos das terras por latifundiários e grileiros, se voltam pra cidade só tem o morro livre, querem tirar do morro, recomeça-se o ciclo vicioso. O regime do caos está estabelecido, nós sabemos bem o que é isso .

        Talvez uma senzala seria a única coisa aceitável pra eles, pois só o que querem do pobre  é mão de obra barata, mas essa mão de obra não compra pois não querem nem mesmo programas de complementação de renda, então a saída é exportação, mas produtos primários já que não há mão de obra qualificada, não é a toa que quatrocentões querem voltar até mesmo ao tempo da monarquia e escravatura, não duvidem disso ainda temos hoje denuncias de trabalho escravo, nem mesmo tentam esconder, o sonho de muitos deles é o velho regime plantation. Mas não querem saber  de rebeldia foi por esse tipo de “pensamento” que lá na Rússia… deixa pra lá!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome