Assista: Banestado foi abafado para proteger o PSDB, diz Requião

O escândalo - a maior evasão de divisas da história do País - foi investigado em meados dos anos 2000 e parte do processo passou pelas mãos do então jovem juiz Sergio Moro.

Roberto Requião, ex-governador do Paraná, comenta na TVGGN o caso CC-5, também conhecido como Banestado. O escândalo – a maior evasão de divisas da história do País – foi investigado em meados dos anos 2000 e parte do processo passou pelas mãos do então jovem juiz Sergio Moro. Foi ali que Moro conheceu Alberto Youssef, um dos principais delatores da Lava Jato anos mais tarde. Segundo Requião, o caso Banestado foi “ocultado por um conluio entre Ministério Público, Judiciário e, lamentavelmente, o nosso governo, em nome da governabilidade. Não podia mexer no PSDB, se não Lula não teria condição de governar o País.”

O recorte faz parte da entrevista de Requião ao programa TVGGN 20 Horas. Assista a íntegra aqui:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mário Mendonça

- 2021-12-07 10:38:08

Petistas e tucanos abraçados na maior patifaria que ja aconteceu no Patropi

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador