Revista GGN

Assine

Articulista da Folha cobra mensalão tucano e sugere que PT não encobriu corrupção

Jornal GGN - Em artigo publicado na Folha de S. Paulo nesta segunda (8), o articulista Ricardo Melo disse que apesar de Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) usarem as delações envolvendo a Petrobras contra a reeleição de Dilma Rousseff (PT), o caso atinge, direta ou indiretamente, figuras ligadas a seus respectivos partidos. Após isso, Melo ainda lembrou que o "pai" de todos os mensalões, o mineiro, do PSDB, ainda não teve julgamento e ninguém está cobrando. Ele ainda destacou as ações do PT nos últimos anos para fortalecer a Polícia Federal e sugeriu que o partido não interveio em processos contra seus filiados.

E o mensação 1.0, onde fica?

Por Ricardo Melo, na Folha

Sem prejuízo de investigações rigorosas, denúncias como a do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa devem ser vistas com cuidado. Primeiro, faltam provas cabais das acusações. As reportagens aludem a depoimentos que teriam sido dados, papéis que o país desconhece ou gravações do tipo daquela invocada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes que nunca apareceram.

Na opinião pública, denúncias de baciada como a de Costa costumam produzir um efeito de soma zero. Só para relembrar: a atual celeuma em torno da Petrobras começou com o caso da compra de uma refinaria em Pasadena, nos EUA.

Bem, como se viu, a compra foi chancelada por um conselho de administração do qual faziam parte, além da petista e hoje presidente Dilma Rousseff, gente como Fábio Barbosa, ex-banqueiro e hoje um dos vários presidentes da editora Abril; Jorge Gerdau, empresário graúdo do ramo da siderurgia; e Cláudio Haddad, fundador do grupo Garantia. Complicado, não?

Na área propriamente política, a salada aumenta. Segundo revelações anteriores e as agora atribuídas a Costa, a farra na Petrobras envolvia Eduardo Campos (PSB, hoje Marina Silva), parlamentares, governadores e ministros de PMDB, PT e PP e, é bom lembrar, políticos que apoiam o tucano Aécio Neves.

Um dos mais expostos desde o início é o "golden baby" Luiz Argôlo, deputado do Partido Solidariedade. Para quem esqueceu, a legenda é aliada do PSDB. Isso para não falar que, entre outras alianças, o mesmo PSDB faz dobradinha nas eleições para governador de São Paulo com o PSB de Campos e Marina.

Ou seja, poucos se salvam da lambança. E nem se tocou ainda na ferida do lado corruptor. Quem são as empreiteiras, as construtoras e os empresários envolvidos no suposto esquema denunciado por Costa? Aguarda-se ansiosamente a revelação (e a punição) de todos.

Por isso soam como ideias fora de lugar declarações do candidato tucano Aécio Neves, ao dizer que estamos diante "das mais graves denúncias da história recente". O candidato, como é notório, adora um aeroporto. Tenta, agora, reviver o clima de República do Galeão.

Além das circunstâncias diferentes, faltam a ele a bagagem intelectual e a oratória de um Carlos Lacerda, que migrou para a direita e morreu no relento da política. Mesmo assim, Aécio ousou: "Está aí o mensalão 2: é o governo do PT patrocinando o assalto às nossas empresas públicas para a manutenção de seu projeto de poder."

E o mensalão 1.0, nascido em Minas, pai tucano de todos os mensalões reais ou imaginários, onde é que fica? O tucano Eduardo Azeredo e seus companheiros fazem de tudo para alongar o processo até as calendas para prescrever condenações. Já o dito mensalão do PT acabou tal qual mula sem cabeça.

Para o Supremo Tribunal Federal de Joaquim Barbosa, havia um chefe de quadrilha, que, como foi decidido depois, não tinha quadrilha a dirigir. Fora o desejo deliberado do então presidente do STF de ignorar provas (o inquérito 2.747) que colocavam em xeque a acusação de uso de dinheiro público.

Tem-se, então, o seguinte: ao que tudo indica, a Petrobras precisa ser desinfetada, mas os insetos têm origem variada. Outro dado: durante o governo FHC, a Polícia Federal realizou 48 operações contra corrupção; já no governo Lula, houve mais de 1.270, resultando em mais de 1.500 presos.

Recentemente, o PT afastou um deputado envolvido com o doleiro Alberto Youssef, impediu a candidatura de um outro acusado de ligações com o grupo criminoso PCC, cortou na própria carne na investigação da roubalheira de impostos em São Paulo e assistiu à prisão de importantes militantes na Papuda.

Lembre-se que Youssef foi um dos grandes operadores do escândalo da privatização das teles no governo tucano, conforme nos refresca a memória o prefácio da reedição do livro "O Brasil Privatizado", do jornalista Aloysio Biondi (Geração Editorial). Obra que, aliás, ajuda a entender que a diferença não está na permanência da corrupção. Mas na disposição de combatê-la.

LICENÇA PARA MATAR

O site ponte.org traz uma revelação estarrecedora. A Justiça de São Paulo reformou a decisão que havia condenado o governo estadual a indenizar Alex Silveira, repórter fotográfico. Silveira perdeu a visão de um olho ao ser atingido por bala de borracha da Tropa de Choque.

Na época, julho de 2000, trabalhava no "Agora SP", do grupo Folha. Segundo o relator da nova sentença, a culpa foi do... fotógrafo, que, "permanecendo no lugar do tumulto, dele não se retirando ao tempo em que o conflito tomou proporções agressivas, (...) colocou-se em quadro no qual se pode afirmar ser dele a culpa do lamentável episódio do qual foi vítima". Liberdade de imprensa ou licença para matar?

Média: 5 (15 votos)
36 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de José Carlos Damaceno
José Carlos Damaceno

EXPLICAÇÃO

COMO FICA BEM EVIDENTE EM ALGUNS COMENTARIOS AQUI DOS PSDBISTA SÓ RESTA UMA CONCLUSÃO

NÃO ADIANTA EXPLICAR PARA QUEM NÃO QUER ENTENDER

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcelo.S.
Marcelo.S.

Precedente Legal Grave

A jurisprudência para o caso do cinegrafista pela justiçã de São Paulo, pode sim, muito bem ser invocada pelos dois rapazes acuzados no caso do cinegrafista da Band no Rio de Janeiro. É lamentável, mas jurisprudência é jurisprudência.

Seu voto: Nenhum
imagem de Flavio Martinho
Flavio Martinho

E o articulista não mencionou

E o articulista não mencionou o escandalo do Metrô e o papel servil do MP paulista. Deve ser para não ferir pessoas tenras.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

os tucanos consorciados à

os tucanos consorciados

à grande mídia capitaneada por veja e rede globo parece

que tem licença para ssassinar reputações.

licença para tudo,

inclusive as licenças retóricas inerentes a essa desqualificadora

pretensão de acabar com a política

e judicializar tudo que se refira a ela - a política.

eles querem instituições que os beneficiem,

não instituições que sirvam a todos os brasileiros,indistintamente.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Olha só, o advogado daqueles

Olha só, o advogado daqueles rapazes que estão sendo acusados pela morte do cinegrafista na manifestação no Rio podia pegar carona nessa argumentação : o cinegrafista não tinha nada que se meter naquele tumulto !

Podia estar filmando tranquilo um chá de bebê, e nada teria acontecido.

Olha, as vezes é duro de aguentar.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

E continuamos a confundir o

E continuamos a confundir o profissional com o veículo onde ele trabalha.

Ricardo Melo nunca foi reaça vendido. O conheço desde os anos 70 e sempre  foi esquerda, antes de tudo analisa os fatos e tenta trabalhar em cima deles.

É mais uma folha de parreira na Foia, rs.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Calvin
Calvin

Foi valerioduto!

Para ser mensalão (aluguel de base aliada) o Eduardo Azeredo teria que ter governado! Ele perdeu a eleição....

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Sim, sim, o esquema de caixa

Sim, sim, o esquema de caixa 2 usado pelo PT, usou o mesmo operador e os mesmos bancos que o psdb, mas o do psdb é lindo e cheiroso e Eduardo azeredo vai pro céu.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Azeredo era governador de

Azeredo era governador de Minas quando criou o esquema do valerioduto. Tentou se reeleger, mas perdeu para Itamar Franco. Além do mais, caixa 2 virou "mensalão" a partir do linguajar pitoresco de Roberto Cafajefferson, reproduzido ad nauseam pela mídia e por comentaristas de blogues...

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Maria Silva
Maria Silva

Esta onde sempre esteve

Quando a FSP caga fora do penico vira noticia. Parece tão inusitado ...  mas não é. Se o candidato fosse o Serra, não haveria cobrança nem indignação cm nada. A Folha esta onde sempre esteve ...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de wendel
wendel

Os inocentes..............

Quanta ingenuidade acreditar na FElha............da P.............!!!

Só porque vem um que diz que o 2º mensalão foi "uma mula sem cabeça", e o 1º Mensalão do PSDB, sequer é cobrado, já vem alguns, serão os inocentes úteis (?), para como disseram - " ... caiu um minutinho de chuva no deserto e o Leônidas já diz que São Pedro é do bem."

Aja risos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ahaha, e tem mais. "Liberdade de imprensa, ou licença para matar".

Então eu digo: agora liberdade para os donos da imprensa, e na época da chamada por eles de "Ditabranda", Licença para matar, coma ajuda da minha frota de veículos!!!!!

 Resultado de imagem para folha empresta carros para a ditadura

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de ana s.
ana s.

Interviu???

O partido não INTERVEIO, pelamordideus.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Vox Populi

Ao menos temos uma novidade no ar.

O Vox Populi está a campo para uma pesquisa presidencial. Quem contratou foi a revista Carta Capital. Pelo que entendi, será divulgado quarta ou quinta. Teremos um belo termômetro.

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de Sta Catarina
Sta Catarina

Carta Capital

Opa, ai sim. Aguardarei ansiosamente.....

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Retratação, erro meu: Ricardo Antunes tá no PSOL

Errei, me retrato, desculpem: se, ontem, domingo, confundi listas de apoiadores, não há justificativas. (o Título era "Ricardo Antunes tá com Marina". O que compromete, no conjunto, o que escrevi prolixamente:

http://jornalggn.com.br/noticia/ombudsman-chama-de-desproporcional-avali...

Ricardo Antunes (ver pelo Google) em entrevistas e artigos faz uma crítica pela esquerda, ou é "entrismo" ou é um equívoco desse intelectual que admiro. Novamente, sem justificativas, errei.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"A fidelidade muitas vezes não passa de falta de imaginação " - Oscar Wilde

imagem de Rodrigo Negrão
Rodrigo Negrão

Mais uma tentativa de

Mais uma tentativa de justificar a corrupçção ocorrida na Petrobras pelo fato de que o PSDB tem o seu mensalão.

O Autor prega a impunidade " tal qual lá".

O fato de um parlamentar de determinado partido ser flagado em tais denuncias não macula ou desligitima moralmente os partidos que se coligaram com ele, O fato do Luis Argolo ser do SDD não faz com que o Aécio seja culpado de algo.

Porém, o fato do tesoureiro do PT ser mencionado como uma das pessoas que recebiam propina, evidentemente mácula a cúpula do PT, eis que tem-se a impressão de que contas de campanha foram pagas com dinheiro ilícito, além de o Vaccari é amigo pessoal e homem de confiança de Lula.

 

Seu voto: Nenhum (11 votos)

O que precisa ser

O que precisa ser compreendido, o financiamento de campanhas políticas continua como sempre foi, desde sempre, com participação significativa de caixa dois.

 O estardalhaço em torno do mensalão foi sómente para punir um único partido ( porque será?).

A corrupção é endemica e a única forma de combatê-la é denunciando e punindo os envolvidos, seja êle quem for, não interpreto o texto em defesa da impunidade, mais sim uma referência à falta de coerência e seletividade por parte de candidatos e veiculos de mídia.

Financiamento público exclusivo já para que possamos dificultar cada vez mais a ação dos espertalhões.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

A interpretação de textos que faz falta ....

O autor apenas destaca a hipocrisia contida na declaração do candidato Aécio. De quebra destaca a hipocrisia contida no discurso de Marina Silva.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Alexandre, é querer demais

Alexandre, é querer demais que além de xingar saibam interpretar os textos que acho que leem.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Arthemísia
Arthemísia

Confesso que a gente precisa

Confesso que a gente precisa ter paciência, só não sei de onde vamos tirar tanta. Você leu mesmo a coluna? Ou tá comentado só para registrar sua raiva com o PT? O cara não falou em impunidade, pelo contrário, destacou que o PT tem sido punido e vem punindo seus filiados. A impunidade, segundo ele, está do outro lado.

Também não vi o colunista tentar justificar uma corrupção com outra; o que ele fez, claramente, foi desqualificar Aécio Neves como crítico de corrupção, uma vez que seu partido e seu governo estão sendo procesados pela mesma coisa de que ele acusa o PT. Entendeu? Eu, que não sou corrupta nem corruptora posso falar, mas Aécio não. É isso.

Na boa, cuidado ao ficar repetindo acusações da grande mídia. Eles tem advogado para se defender na justiça, e você? Repetir ou compartilhar informações falsas na net é cumplicidade em crime, pelo menos é o que já vi divuldago em sites jurídicos. Até agora, só tem suposições de depoimentos, sigilos quebrados (crime, também), suposições de lista. Ninguém foi formalmente acusado, muito menos julgado de nada. Até o crime do vazamento carace de comprovação porque não sabemos se as acusações feitas existem de fato no depoimento. O que sabemos é de alguém que está sendo formalmente investigado (Paulo Roberto) e que está tentando utilizar o ataque como defesa. Pode ser que esteja falando a verdade, mas pode não ser também. Ou será que ele é um homem confiável, ainda que esteja envolvido em corrupção, como se acredita? Até que ele apresente provas de tudo o que supostamente está falando, não há nada o que denunciar.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ernesto Nazareno
Ernesto Nazareno

Então pelo texto podemos

Então pelo texto podemos arguir que no período do FHC tivemos menos corrupção já que a polícia federal tinha pouco a investigar e no período do Lula a corrupção estourou, haja vista a grande quantidade de crimes descobertos e investigados. 

Seu voto: Nenhum
imagem de José Lidio Moura Pinho
José Lidio Moura Pinho

Artemísia: eu ia justamente

Artemísia: eu ia justamente perguntar isso. Mas não adianta, eles estão tão dominados cerebralmente que, leem uma coisa e interpretam outra, ou melhor, nesse item do texto, dá uma cegueira da peste, ou será que são realmente amestrados mesmo?

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Rodrigo Negrão
Rodrigo Negrão

..........e eu, e sou

..........e eu, e sou advogado e posso fazer minha defesa.

Eu apresentei o meu ponto de vista de onde o autor do texto tenta chegar com a sua opinião.

Você deu a sua. Simples né.

No entanto, eu também pediria cuidado com suas explanações ao afirmar que o Aécio não pode falar de honestidade.

Sem entrar no mérito, mais acredito que isso seja uma acusação de que ele é corrupto.Você acaba cometendo o mesmo equivoco que me imputou de forma erronea, que é a acusação de alguém com base em simples notícias. 

Menos ódio no coração colega.Não precisa concordar, mais deve respeitar.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Nobre causídico, acho melhor

Nobre causídico, acho melhor ler mais algumas vezes, tanto o texto como a intervenção da Arthemísia, pois periga perder clientes.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Antonio Costa
Antonio Costa

Caro Rodrigo. Como seu colega

Caro Rodrigo.

Como seu colega de profissão devo corrigi-lo.

"Não precisa concordar, mas deve respeitar."

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Pois é... A grande midia tem

Pois é...


A grande midia tem esses "defeitos" , fica dando espaço para gente que pensa diferente.


O interessante é que ja vi muita materia criticando a folha e o estado nos proprios jornais.


Mas nao me lembro de algo assim em midias progressistas , com raros excessões como esse blog...

Seu voto: Nenhum (16 votos)

leonidas

Aproveito para sugerir um bom


Aproveito para sugerir um bom semanário "Carta Capital".

abçs

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Sabe de nada inocente

Sabe de nada inocente

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Roberto Monteiro
Roberto Monteiro

Saber, ele sabe.

Apenas nega a realidade.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de CB
CB

Isto é a exceção, não a

Isto é a exceção, não a regra. Como disse capitão Willard (Martin Sheen) em Apocalipse Now: "Primeiro você corta uma pessoa ao meio com uma rajada de metralhadora, depois dá a ela um band aid pra se curar."

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Diferente de quem, do dono do jornal?

Aposto que você sabe que a Folha mantém uma ou outra coluna dos que falam diferente da direção do jornal apenas para não falar que ela não fala em flores e para dar um "ar" de imparcial. Como você sabe que quem manda mesmo são os editoriais e que aquele jornal controla com mão de ferro seus jornalistas, aqueles que fazem as notícias ao gosto do dono do jornal. Você sabe, você sabe...

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Fernando Ferreira
Fernando Ferreira

Malú, ia comentar exatamente

Malú, ia comentar exatamente essas contradições da Folha, mas antes quero postar  o sonho do proprietário:

"O sonho do sr. Frias é ser um intelectual respeitado, mas não passa de um pequeno burguês, lambe botas dos grandes interesses da burguesia."  João Pedro Stebile.

O jornalista que escreveu este texto, deve ter sido indicado pela direção da Folha,  para nos mostrar o quanto é indepente o jornal a que serve. Pura ilusão. Quando ocorrem os mal-feitos do PSDB/DEM, duram um dois dias na imprensa, se os atingidos forem do PT ou seus aliados ficam semanas. Não vamos nos iludir, já sabemos o que quer o pseudo intelectual.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

que bom esta 2ª estava bem chata e eu precisava rir.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Pronto, caiu um minutinho de

Pronto, caiu um minutinho de chuva no deserto e o Leônidas já diz que São Pedro é do bem.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Ques as forças maiores me livrem de linchar o devido processo legal

Tenho um amigo tucano que


Tenho um amigo tucano que segue a mesma linha, Basta uma rara notícia que contenha alguma imparcialidade para que êle declare a pluralidade da folha.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Antonio Lemos
Antonio Lemos

Grande midia, nada...

A folha, por não apoiar o Aocio, liberou algumas opiniões além da reportagem sobre o aeroporto do tio do dele.

Quando apoiava o Serra, não havia uma só nota que poderia ir de encontro ao que o careca queria.

Então, menos...

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.