Vaso ruim não quebra fácil, por Maitê Ferreira

Aparentemente um caso leve como a maioria, Bolsonaro atribuirá sua cura à “cloroquina de jesus”. No Brasil de 2020, até a doença presidencial vira arma na politização da medicina e jornada obscurantista que segue o país

Fonte: Metropoles

Vaso ruim não quebra fácil

por Maitê Ferreira

no Medium

Com o país beirando as 67 mil mortes [1] (e as mais de 40 mil provavelmente subnotificadas)[2], e ainda sem atingirmos o tão propalado pico[3], é pouco provável que Bolsonaro venha a engrossar as covas coletivas que se alastram pelo país. Apesar de todas as mensagens pouco amistosas que circulam as redes sociais em todo o país, a tomografia de Bolsonaro demonstrou que seu pulmão não está comprometido[4]: é provavelmente um caso leve como a imensa maioria, estimada em cerca 15% da população que já tenha se infectado com o Covid-19 [2].

O fato repercutiu internacionalmente e o presidente, mais uma vez, passou a se tornar chacota mundial. Depois de tanto negar a própria pandemia, agora Bolsonaro está sendo vítima do seu próprio negacionismo [5]. Todavia, aqui no Brasil as coisas sempre são diferentes. O presidente não perdeu a oportunidade de politizar até a própria doença. Já fez live tomando o primeiro comprimido de cloroquina e afirmou que estava “muito melhor”. [6] O resto do mundo inteiro que ainda não está se degradando no obscurantismo e na politização da medicina, diferentemente do Brasil, escuta a recomendação da OMS, que no mesmo dia afirmou não recomendar o uso da substância pelas inúmeras complicações e efeitos colaterais que acarreta [7].

Talvez Bolsonaro seja um sujeito de sorte, sem histórico de problemas cardiovasculares, e as arritmias que a cloroquina causa corriqueiramente não cheguem a acarretar uma parada cardiorespiratória [8]. Aproveitou a oportunidade para criticar a investigação do Tribunal de Contas da União, em que é questionada a fabricação de milhões de comprimidos com dinheiro público pelo Exército para uma medicação sem qualquer eficácia comprovada [9]. Atribuirá sua cura à cloroquina e irá contribuir para que milhares de pacientes graves cardiopatas engrossem as estatísticas da morte. Melhor seria se tomasse whisky com mel por catorze dias, ou cerveja e camisa do botafogo — como ironizou o ex-ministro da saúde Mandetta em sua crítica à adoção nacional do “remédio milagreiro”. [10]

Leia também:  Rodrigo Maia enterra possibilidade de impeachment contra Bolsonaro

Em terra que corrente de whatsapp vale mais do que artigo científico e onde políticos agem como médicos, e médicos como políticos, a doença e cura de Bolsonaro só vai servir para avançarmos mais na nossa jornada obscurantista. Nem mesmo ser infectado impediu que Bolsonaro continuasse criticando as medidas de isolamento social e minimizando a pandemia. [11] Na pior das hipóteses, talvez até leve a regredir os esforços do Ministério da Saúde na testagem e posterior produção das vacinas contra a Covid-19 [12].

É como diz o velho ditado: “vaso ruim não quebra fácil”. Infectando 30% da população, Bolsonaro deve resistir porque é mais nocivo e contagioso até do que o próprio coronavírus.

Referências

[1] https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/07/07/coronavirus-covid-19-casos-mortos-7-julho.htm
[2] https://movimentorevista.com.br/2020/07/brasil-ultrapassa-mais-de-40-mil-mortes-com-causa-indeterminada/
[3] https://jornalggn.com.br/artigos/quando-a-pandemia-do-coronavirus-vai-acabar-no-brasil-por-maite-ferreira/
[4] https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/07/07/interna_politica,870202/entenda-o-que-a-tomografia-mostrou-sobre-o-estagio-da-covid-19-em-bols.shtml
[5] https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/07/07/imprensa-internacional-destaca-negacionismo-de-bolsonaro-ao-noticiar-diagnostico-positivo-para-coronavirus.ghtml
[6] https://catracalivre.com.br/saude-bem-estar/com-covid-19-bolsonaro-diz-que-se-sente-melhor-apos-tomar-cloroquina/

[7] https://extra.globo.com/noticias/coronavirus/no-mesmo-dia-em-que-bolsonaro-diz-estar-tomando-cloroquina-para-tratar-coronavirus-oms-reafirma-ineficacia-da-substancia-rv1-1-24521100.html
[8] https://medium.com/@maiteferreiranobre/cloroquina-para-todos-politiza%C3%A7%C3%A3o-da-medicina-e-obscurantismo-no-brasil-6a9d54379436

[9] https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/07/07/interna_politica,870076/bolsonaro-diz-estar-bem-e-que-foi-tratado-para-covid-19-com-cloroquina.shtml
[10] https://outline.com/7mdt3k

[11] https://brasil.elpais.com/brasil/2020-07-07/bolsonaro-testa-positivo-para-coronavirus-mas-segue-minimizando-riscos-da-doenca-para-jovens.html
[12] https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2020/06/09/interna-brasil,862476/ministerio-da-saude-aposta-em-pesquisa-de-oxford-para-vacina-contra-co.shtml

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Falar mal de bolsonaro é latir enquanto a caravana passa.
    Melhor seria ignorá-lo, já que calar a sua boca é também impraticável.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome