Oswald Spengler e o lucrativo terrorismo ocidental

 
Por Fábio de Oliveira Ribeiro
 
Não é segredo que os EUA fomentou, financiou e armou a resistência islâmica afegã contra os soviéticos na década de 1980 https://pt.wikipedia.org/wiki/Opera%C3%A7%C3%A3o_Ciclone. Assim que a URSS se retirou derrotada do Afeganistão com o rabo entre as pernas, a “ajuda humanitária” norte-americana estancou e o Talibã se tornou a principal força política, ideológica, religiosa e militar naquele país. Eventualmente o próprio Talibã foi destruído após o ataque ao WTC, com lucro evidente para aqueles que forneceram armamentos e mercenários ao Pentágono.

A guerra deixou de ser um fenômeno militar e se tornou apenas um negócio? Antes de responder esta pergunta lembre-se de algo importante: no passado a guerra irrompia de tempos e tempos, mas desde o governo G. W. Bush Jr. a guerra se tornou uma realidade permanente.

Os lucros da “Operação Ciclone” foram contabilizados pelos fabricantes de armamentos “made in USA” fornecidos aos afegãos. Algumas notícias sugerem que o mesmo pode estar ocorrendo em relação ao Estado Islâmico http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/09/estado-islamico-combate-com-armas-americanas-diz-relatorio.html , http://br.sputniknews.com/mundo/20150419/803704.htmlhttp://sputniknews.com/middleeast/20151128/1030898055/syrian-opposition-shells-russian-journalists-with-us-tow-missiles.html?utm_source=https%3A%2F%2Ft.co%2FnzEVwW41fI&utm_medium=short_url&utm_content=ajeQ&utm_campaign=URL_shortening.

O terrorismo discreta ou descaradamente fomentado pelos norte-americanos e seus aliados turcos (e eventualmente europeus) produz medo, destruição, morte e mutilação. Produz lucro também. Os fabricantes dos armamentos “made in USA” utilizados pelos degoladores do Estado Islâmico são homens honrados. Eles vendem seus produtos a preços de mercado. Quanto maior for a demanda menor será o preço e o aumento do lucro será garantido pelo aumento da produção e da produtividade.

No caso do terrorismo islâmico os lucros não estão sendo contabilizados apenas pelos fabricantes de armamentos nos EUA. Na Alemanha houve um sensível crescimento da venda de armas de fogo após os ataques em Paris http://sputniknews.com/europe/20151127/1030887124/germany-weapon-sales-increase.html. Ninguém ficará surpreso se o fenômeno se repetir em outros países europeus. O aumento de consumo de um produto depende dos estímulos que são cuidadosamente fornecidos aos compradores em potencial. Não há estimulo maior e mais barato para a compra de armas do que o medo espalhado diariamente pela imprensa.

Ao meditar sobre o tema, lembrei-me de um livro lido há décadas:

“…Os leitores só chegam a saber o que devem saber, e uma vontade superior cria para êles a imagem do mundo. Os potentados barrocos ainda tinham de forçar os seus súditos a prestar o serviço militar. Agora já não há tal necessidade. Os espíritos das pessoas são fanatizados por artigos, telegramas, fotografias – Northcliffe -, até que elas mesmas exijam armas e obriguem seus líderes a iniciarem uma guerra que êstes almejavam travar.

Eis o final da Democracia. No mundo das verdades, a prova decide tudo. No mundo das realidades, por sua vez, quem decide é o êxito. Pelo dinheiro, a Democracia anula-se a si própria, depois de o dinheiro ter anulado o espírito. O Cesarismo cresce no solo da Democracia, mas suas raízes penetram profundamente nas camadas ínfimas do sangue e da tradição. Por mais enèrgicamente que os poderosos do futuro – já que a grande forma política da cultura se desfez irremediàvelmente – dominarem a terra como se esta fôsse sua propriedade particular, êsse poderio informe, ilimitado, terá todavia uma missão a cumprir: a missão de cuidar sem descanso dêste mundo. Tal cuidado é o contrário de  todos os interesses na época da hegemonia do dinheiro e requer um senso de hora elevadíssimo, bem como a plena consciência do dever. Justamente por isso, porém, produz-se agora a luta final entre a Democracia e o Cesarismo, entre os podêres dominantes de uma plutocracia ditatorial e a vontade organizadora, puramente política, dos Césares.” (A Decadência do Ocidente, Oswald Spengler, editora Zahar, Rio de Janeiro, 1964, p. 424-425)

Mesmo sendo pessimista Spengler ainda foi capaz de acreditar que o Cesarismo poderia ser um remédio amargo capaz de curar os males produzidos pelo dinheiro à Democracia. Ledo engano. Na fase atual – iniciada por Jimmy Carter ao financiar os mujahideens afegãos, aprofundada por Ronald Reagan e levada ao seu clímax por Bush Jr. e seus parceiros europeus – as democracias ocidentais fomentam o terrorismo porque o mesmo produz lucros para os respeitáveis industriais de armamentos que financiam as campanhas eleitorais dos Césares.

Ultrapassamos o ponto de não retorno? Cuidar do mundo neste momento significa preservar o estado permanente de guerra. Não há mais qualquer possibilidade de conflito entre a Democracia e o Cesarismo, pois nenhum líder ocidental tem consciência do dever e senso de honra elevada o suficiente para prejudicar os lucros das indústrias de armas. Só há um possível recomeço, mas ele depende da guerra total entre EUA-OTAN x Rússia-China. Um longo inverno se aproxima quer este conflito final ocorra ou não.

 

15 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paulo Souza

- 2015-11-29 22:00:32

Não é verdade. O "Armiet

Não é verdade.

O "Armiet Kalashnikov" começou a ser fabricado nos EUA bem recentemente por uma firma da Pensilvania.  Ele só começou a ser comercializado naquelas inacreditáveis lojas de armamentos dos EUA (onde vc pode comprar de tudo) em junho de 2015. As armas que vc está vendo foram fabricadas na Rússia ou em paises autorizados por ela (China, Polônia, Hungria etc.). A verdade é que TODO MUNDO vende armas. Até os super-pacíficos suíços são grandes fabricantes e comerciantes de armas pesadas.

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2015-11-29 16:45:44

A foto foi escolhida pelo
A foto foi escolhida pelo GGN. O fuzil em questão também é fabricado nos EUA há uma década.

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2015-11-29 16:43:56

Pelo tom do seu comentário é
Pelo tom do seu comentário é evidente que você não entendeu nem o texto, nem a citação.

Saint Clair Ligorio

- 2015-11-29 15:58:45

Sempre disse que a industria

Sempre disse que a industria da guerra é a indústria que tem o maior valor agregado. Maior que a indústria de petróleo por exemplo. A guerra é o maior negócio do mundo ganha todo tipo de indústria: petróleo, minério, farmaceutica, textil, designe, saúde hospitalar, alimentos, financeira etc, etc, etc... A corporatocracia anglo-saxã está neste negócio a tempos. MORA NA FILOSOFIA PRA QUE RIMAR AMOR E DOR? EU QUERO MORRER NUMA BATUCADA DE SAMBA NA CADENCIA BONITA DE BAMBAS... dizia o poeta popular brasileiro. Vamos!? Vamos cantando, assim o sofrimento é menor, e, quem poder foge pra Miami.

marcio rm

- 2015-11-28 23:03:58

dim dim é bakana

... é mais ou menos assim: as democracias vendem armas depois bombardeaiam os galpões cheios de armar para vender mais armas, e dizem que no meio disso tudo algumas vitimas civis infeliz-mente...

marcio rm

- 2015-11-28 23:03:57

dim dim é bakana

... é mais ou menos assim: as democracias vendem armas depois bombardeaiam os galpões cheios de armar para vender mais armas, e dizem que no meio disso tudo algumas vitimas civis infeliz-mente...

Nandex

- 2015-11-28 22:43:27

É preciso que aqueles que

É preciso que aqueles que possuam condições monetárias e jurídicas entre com ações na justiça contra os países que apoiaram diretamente e indiretamente a destruiçaõ do Oriente Médio e que apoiaram diretamente e indiretamente grupos terroristas na Região! É preciso entrar na justiça contra grupos de países e grupos financeiros e armamentistas que apoiaram diretamente e indiretamente os grupos terroristas e a destruição na região do Oriente Médio e mais recentemene noticiada na África! É preciso entrar com ações nas cortes e tribunais regionais e internacionais! Com o máximo de provas e e apoios governamentais que tenham informações sobre as práticas de estados comandados por grupos terroristas engravatados A Rússia já possui provas de que armamentos estão chegando diretamente e indiretamente a grupos terroristas na Síria em troca de petróleo que estão indo a países que apoiam diretamente e indiretamente grupos terroristas na Síria, Oriente Médio, África e outros pontos do Globo! Devemos utilizar as armas deles contra eles prórprios!

Tony

- 2015-11-28 22:26:08

Yo vengo a ofrecer mi corazon

Yo vengo a ofrecer mi corazon - Fito Paez

[video:https://www.youtube.com/watch?v=cg1FigbX6BM]

[video:https://www.youtube.com/watch?v=q1laUmcQg38]

Quien dijo que todo esta perdido
Yo vengo a ofrecer mi corazon
Tanta sangre que se llevo el rio
Yo vengo a ofrecer mi corazon.

No sera tan facil, ya se que pasa
No sera tan simple como pensaba
Como abrir el pecho y sacar el alma
Una cuchillada del amor.

Luna de los pobres siempre abierta
Yo vengo a ofrecer mi corazon
Como un documento inalterable
Yo vengo a ofrecer mi corazon

Y unire las puntas de un mismo lazo
Y me ire tranquilo, me ire despacio
Y te dare todo y me daras algo
Algo que me alivie un poco mas.

Cuando no haya nadie cerca o lejos
Yo vengo a ofrecer mi corazon
Cuando los satelites no alcancen
Yo vengo a ofrecer mi corazon.

Y hablo de paises y de esperanza
Hablo por la vida, hablo por la nada
Hablo de cambiar esta, nuestra casa
De cambiarla por cambiarla no mas.

Quien dijo que todo esta perdido
Yo vengo a ofrecer mi corazon

Tony

- 2015-11-28 22:22:18

Ser "humano"

Tem que ser muito FDP (no suposto de que existisse uma escala) para ganhar dinheiro encima da morte, miséria e destruição de outros seres humanos.

Muitos atribuem a riqueza, prosperidade e desenvolvimento desses paises à sua própria capacidade. Em parte, mínima... Sabemos que não é bem assim, apesar da Globo, a Grande Irmã, tentar nos incutir isso o tempo todo, constante e persistentemente.

Enfim, essa é a nossa raça "humana"...

Andre B

- 2015-11-28 21:42:02

Quem foi Spengler

Spengler era um reacionário, fazia parte dos 'intelectuais' que pregavam a revolução conservadora na Alemanha dos anos 1930 - junto com Carl Smitth, Heidegger e Ernet Junger. Todos apoiaram, alguns se filiaram e até se tornaram ideólogos do regime nazista. É terrivel ver Spengler citado favoravelmente neste site. Realmente, tempos muitos estranhos o que estamos vivemos.

Nandex

- 2015-11-28 20:26:10

Quer ver a Rússia acabar com

Quer ver a Rússia acabar com os principais grupos terroristas engravatados pelo mundo? Fazer uma lista sobre todos os grupos que forneceram dinheiro e armamentos, direta e indiretamente, para os grupos terroristas na Síria e levar para as principais cortes, tribunais e organismos internacionais de combate a corrupção e violência no planeta. Processar todos os grupos e países que forneceram dinheiro e armamentos, direta e indiretamente, para os grupos terroristas na Síria e que consequentemente recebem dinheiro ou alguma compensação financeira ligada a estes grupos terroristas. Vamos ver se o mundo fechará os olhos para tudo isso! Embora tenha poucos e influentes corruptos engravatados pelo mundo, há muitos altruístas e que também podem ser influentes pelo mundo todo.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20151128/2909381/russia-tinha-razao-turquia-recebe-petroleo-do-estado-islamico.html#ixzz3sp6uC2fa

Na verdade, qualquer pessoa com recursos financeiros e entendimento penal poderiam fazer isso; tribunal de Haia, Onu, Tribunais regionais... Todos os tipos de comarcas do planeta. Denunciar como crimes contra a humanidade este financiamento pelos EUA, França, Arábia Saudita, Turquia, Inglaterra... entre outros, que diretamente ou indiretamente estão financiando o terrorismo mundial na Europa, Ásia, África, America Latina e etc...! COm financiamento de grupos e armamento de grupos, assim como facilitações de grupos diretamente ou indiretamente terroristas! É preciso incrimar estes países nas cortes planetárias, pelas mortes causadas, diretamente ou indiretamente ao financiamento de grupos armados ou não! Duvido que consigam escapar dessa! Se as pessoas ao redor do mundo se juntarem e denunciarem, nos veremos livres destes terroristas engravatados espalhados pelo Globo! Mesmo que contribuam indiretamente, são responsáveis por todas as mortes que estes grupos causaram ou causam pelo planeta! Além de grupos na África, narcotraficantes na america Latina e etc....

Nandex

- 2015-11-28 19:53:34

É como diz aquela frase...

É como diz aquela frase... "saiu melhor que a encomenda! " COnseguiram unir o útil ao agradável... unir as pessoas que estão cansadas de um capitalismo selvagem ao um grupo extremista sem nenhum tipo de sensibilidade. É só analisar as pessoas que se unem ao Estado Islamico, normalmente pessoas magoadas com algo ou alguém e mais interiormente com a própria vida e suas cobranças intermináveis. O mundo está se tornando o palco de uma grande guerra! Mas não pela independencia do planeta de garras gananciosas, mas uma guerra entre as proprias pessoas pelo dinheiro desta garra gananciosas que deseja controlar o fluxo financeiro mundial.

altamiro souza

- 2015-11-28 19:26:23

vendedor de arma vende arma

vendedor de arma vende arma de ataque para um  lado e arma de defesa para o outro lado.

ganha(M) sempre. - eua.

Paulo Souza

- 2015-11-28 19:12:28

Kalashnikov

A imagem desmente o texto. Todos os "combatentes" do DAESH na foto estão com fuzis AK-47, um dos maiores símbolos da indústria bélica russa...

Eliane Faccion

- 2015-11-28 18:45:06

Tristeza

Há anos, a principal indústria norte-americana é a da guerra...Ou muito me engano ou muitos países europeus (veja a França) há muito entraram nessa área altamente lucrativa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador