Início Diplomacia

Diplomacia

Desgastado, Ernesto Araújo cria novo conflito e pede demissão

Os ataques do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, contra a senadora Kátia Abreu (PP-TO) ofendem todo o Senado. Assim declarou o próprio presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

Avanço da imunização nos EUA aumenta pressão sobre Joe Biden

Enquanto norte-americanos são vacinados em massa, presidente norte-americano é confrontado sobre posição do país em torno de propriedade intelectual na OMC

Diplomatas pedem saída de Ernesto Araújo do Itamaraty

Documento é divulgado em meio ao avanço do desgaste do chanceler; manifesto foi divulgado sem assinaturas devido a dispositivos da Lei do Serviço Exterior

Bolsonaro é pressionado a demitir Ernesto Araújo do Itamaraty

O Centrão indicou, por meio do presidente da Câmara, que não aceitará mais o ministro de Relações Exteriores. Parlamentares cobram saída

Governo Biden deve cobrar posturas mais concretas do Brasil

Ex-embaixador dos EUA considera que carta enviada por Bolsonaro chegou tarde; país foi o último do G20 a reconhecer vitória de Biden

Em meio às pressões por vacina, Bolsonaro tenta ligar para líder chinês

Em meio às críticas e novas pressões, Jair Bolsonaro tenta, agora, ligar para o líder do país para apelar à liberação de insumos

Política internacional de Bolsonaro tem um preço, diz professor

Brasil fica ainda mais isolado com derrota de Donald Trump, e preocupação com meio ambiente pode levar a boicote de produtos brasileiros

O choque político de Temer no Itamaraty de Bolsonaro, por Hussein Kalout

"A amorfa política externa do país" do segundo ano de governo Bolsonaro conseguiu ser "muito pior do que a diplomacia" do ano passado, analisou o cientista político

Em defesa de Eduardo Bolsonaro, Itamaraty ataca embaixada da China

Ao contrário de solucionar o conflito criado pelo deputado, o Ministério do governo Bolsonaro saiu em defesa de Eduardo, criticando a embaixada da China

Ônus moral e Conselho de Segurança: quais são as consequências da inadimplência do Brasil...

Três países estouraram o limite da dívida acumulada: São Tomé e Príncipe, Somália e Ilhas Comores, mas todos, no entanto, entraram com pedido de perdão na própria ONU.

China reconhece vitória de Biden e isola Bolsonaro ainda mais

Em pronunciamento, porta-voz chinês diz que resultados serão definidos segundo as leis e procedimentos da Justiça norte-americana

Mourão minimiza fala de Bolsonaro sobre uso de ‘pólvora’ contra EUA

Para vice-presidente, presidente utilizou um ‘aforismo antigo’ e pronunciamento não afeta negativamente relacionamento entre os países

Brasil respalda imposição de educação religiosa ou moral pelos pais

Na Assembleia Geral da OEA, país se une a Estados Unidos, Bolívia e Chile em torno de proposta que abre portas para ensino domiciliar

Com pressão dos EUA e Brasil, chefe da OEA derruba brasileiro da CIDH

Em grave crise da OEA e decisão inédita, o secretário-geral Luis Almagro vetou a renovação de Paulo Abrão na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

O perfil do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman

Em poucos meses, embaixador criou conflitos diplomáticos com a China e estampou elogios a Bolsonaro e ao ministro de Relações Internacionais, Ernesto Araújo

Entenda: em qualquer cenário, Weintraub precisará retornar ao Brasil

A "fuga" do ex-ministro de Bolsonaro para os EUA usando passaporte a que funcionários de governo têm direito, depois de já ter se demitido, lhe trará problemas

Imagem falsa que Bolsonaro pinta do Brasil acirrará crise de reputação internacional

ONU e OMS mostram que não são ingênuos para acreditar. Relatório da ONU em setembro responsabilizará governo Bolsonaro por mortes e contágios do Covid-19

O ano em que a diplomacia brasileira se tornou imprevisível, por Jean-Philip Struck

Sob Bolsonaro e liderança tida como amadora, política externa assumiu justamente "viés ideológico" que o presidente prometera abandonar. Multilateralismo foi deixado de lado, e crise ambiental fez do país um vilão.

Cruzada do século XXI: religiosos da Casa Branca na agenda de presidentes da América...

O governo de Donald Trump nos Estados Unidos provocou um aumento do poder político evangélico pela América Latina, uma estratégia transnacional

Agenda evangélica fundamentalista de Trump foi estratégia transnacional na América Latina

Apuração explicita uma verdadeira cruzada do século XXI por líderes e organizações religiosos que atuam diretamente na legislação e políticas públicas dos mais altos círculos da América Latina

Leia também

Últimas notícias

GGN