Exportações para China crescem, com exceção de ferro e aço, por Luís Nassif

Nos maiores produtos da pauta de exportações, há participação expressiva da China, com 73,7% no caso da soja e 81,5% na extração de minério.

Até agora, o suposto esfriamento da economia chinesa não tem afetado significativamente o Brasil. As exportações brasileiras para a China têm mantido um crescimento constante, embora um pouco menos intenso nos últimos meses.

Quando se analisam os maiores produtos na pauta de exportações, percebe-se uma participação expressiva da China, chegando a 73,7% no caso da soja e 81,5% na extração de minério.

No entanto, quando se analisa a linha de tendência desses produtos, houve duas quedas sensíveis, em setores ligados à construção civil: ferros e aços básicos e minério de ferro.

Outros produtos, como soja, mantém o ritmo de crescimento.

Em relação às importações brasileiras, repare no avanço irresistível de computadores e eletrodomésticos, respondendo respectivamente por 56,4% e 91,2% das importações totais.

Luis Nassif

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador