O mapa das exportações brasileiras, por Luís Nassif

Mesmo com a enorme crise econômica, houve aumento de 6,6% nas exportações para a Argentina, puxadas especialmente pelo cultivo de cereais

Analisando o comportamento das exportações brasileiras nos 12 últimos meses, até janeiro de 20024, percebe-se a extraordinária concentração do mercado chinês. Os dados são do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) e foram trabalhados pelo GGN.

Percebe-se que o que assegurou o crescimento das exportações brasileiras foi a China: um aumento de US$ 17 bilhões para um crescimento de apenas US$ 7 bilhões no saldo comercial. De 2014 a 2024 as exportações para a China cresceram 130,2%, contra 51,4% para os Estados Unidos, e queda sensivel para Argentina e Holanda.

Fonbte: https://comexstat.mdic.gov.br/

No entanto, há uma grande diferença na pauta de exportações para esses países.

No caso da China, as maiores exportações são de produtos primários. É interesse observar que, enquanto as compras de minério de ferro cresceram 13,3%, a de ferro e aço básicos caíram 15,5%, reforçando a primarização da pauta de exportações brasileira.

Fonte https://comexstat.mdic.gov.br/

Já, em relação às exportações para os Estados Unidos, há uma maior participação da indústria de transformação, com aumento expressivo de máquinas para mineração e exploração de pedreiras e petróleo refinado.

Fonte https://comexstat.mdic.gov.br/

Terceiro maior comprador de produtos brasileiros, a Holanda se concentra em petróleo bruto. Mas houve uma queda generalizada no valor comprado, em relação a 12 meses atrás. Os únicos produtos com alta de venda foram petróleo bruto e minério de ferro.

Fonte: https://comexstat.mdic.gov.br/

Mesmo sendo economia pequena, o Chile é o quarto importador, com uma pauta concentrada na indústria de transformação.

Mesmo com a enorme crise econômica, houve aumento de 6,6% nas exportações para a Argentina, puxadas especialmente pelo cultivo de cereais – provavelmente devido aos efeito do El NiÑo sobre a produção local. 

Fonte: https://comexstat.mdic.gov.br/

Leia também:

Luis Nassif

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Sim Nassifão precisamos EXPORTAR a nossa humanidade tb,quando aqui no Brasi os camisas amarelas da cbf DESCOBRIREM q os agentes de interesses estrangeiros estavam vendendo o País em uma espécie de antinaciosnalismo antiorgulhismo desta terra chamada Brasil isso será a pá de cal nessa gente tenho certeza q nos 99 por cento do Pais tem gente q quer desenvolver verdadeiramente a nossa nação e não ficar no atraso e dependência dos um por cento q só pensam neles e querem desenvolver somente a eles e seus uma duzia de amigos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador