Projeto exige hospital de campanha até ampla vacinação

Texto apresentado pela senadora Rose de Freitas (MDB-ES) proíbe desativação sem que pelo menos 70% da população local esteja imunizada

Riocentro - Agência Brasil

Jornal GGN – O Projeto de Lei 4844/20 do Senado Federal proíbe a desativação dos atuais hospitais de campanha enquanto a vacinação contra Covid-19 na mesma localidade não atingir a maioria da população.

Conforme a proposta, apresentada pela senadora Rose de Freitas (MDB-ES), as unidades só poderão ser desativadas quando mais de 70% da população local já estiver imunizada contra a Covid-19 ou caso haja leitos disponíveis na Central de Regulação do estado ou do município, respeitados os parâmetros considerados seguros por especialistas e gestores da área.

“Os hospitais de campanha são muito importantes para aliviar a rede pública, por receber pessoas com sintomas de gravidade menor ou moderada”, disse Rose de Freitas, ao lembrar que a pandemia ainda avança no Brasil. O texto, já aprovado pelos senadores, está agora em tramitação na Câmara dos Deputados. As informações são da Agência Câmara.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora