FHC diz que não existiu “mensalão tucano” e que não vai “jogar pedra” em Azeredo

Foto: George Gianni/PSDB

Jornal GGN – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse, na noite de quarta (24) no Rio de Janeiro, segundo relatos de O Globo, que não existiu “mensalão tucano”, apenas o do PT.  “Não, não tinha mensalão. Mensalão é mensalidade que se dá todo mês e tal, uma coisa de outra natureza”, afirmou em alusão ao caso de Eduardo Azeredo, preso após condenação em segunda instância.

FHC repetiu mais de uma vez que “não houve mensalão. O fato é outro. Não houve organização para pagar deputado”, ao contrário do que foi revelado no esquema do PT.

Segundo o ex-presidente, a única coisa que liga os dois casos é o fato de que o publicitário Marcos Valério tenha sido o agente usado nas operações de lavagem de dinheiro. “Porém, o caso do PT dizia respeito a pagamentos sistemáticos a parlamentares, enquanto, no caso de Azeredo, a denúncia fala em recursos para a campanha ao governo do estado”, diferenciou o jornal.

Ainda comentando o caso de Azeredo, FHC disse que é preciso respeitar a decisão da Justiça, mas sem “jogar pedras” no correligionário. “Não noguei nos outros, vou jogar nos meus?”, indagou o tucano. De acordo com ele, “Eduardo diz que não sabia, que não tinha o nome dele. Foi condenado a 20 anos de cadeira. É pesado, mas tudo bem.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora