Benjamim Taubkin lança Trilhas

Compositor reúne 12 criações realizadas ao longo dos últimos 25 anos, para documentários e projetos especiais

Antonio Brasiliano

Jornal GGN – A composição que nasce junto com as primeiras impressões de cada cena. Esse é o caminho particular que o pianista, compositor e arranjador Benjamim Taubkin desenvolveu para criar, nos últimos 25 anos, trilhas para documentários e projetos especiais, que serão apresentadas a partir de 14 de maio, nas plataformas digitais. A cada mês, o autor lançará uma dessas músicas que compõem o projeto Trilhas, que reúne 12 criações.

Em cada trabalho, Benjamim se utilizou de diversos instrumentos étnicos, além do piano e teclado, por ele coletados em diferentes viagens pelo mundo. Embora não seja o seu campo de atuação prioritário, ao longo da carreira, o pianista foi sendo convidado por diferentes diretores para criar a música de seus filmes, a partir de uma identificação com o seu processo criativo. As músicas apresentadas no projeto são uma mostra destas experiências, que é uma aventura muito especial no campo da criação. O diálogo entre estas duas linguagens, é sempre inspirador e abre outras possibilidades, inexploradas em outras formas de criação.

O primeiro single deste projeto é Reneé Gumiel – A Vida na Pele, filme de Sergio Rozenblitz, que retrata a trajetória da grande dama da dança Reneé Gumiel, fundamental no desenvolvimento da dança moderna em São Paulo. De origem francesa, Reneé trouxe ao país um novo olhar sobre esta arte, mais livre e pessoal. Nessa trilha, além do piano e teclado, Benjamim toca percussão e flauta.

O segundo é Constantino filme do Otavio Cury, ambientado na Síria. Conta a história de seu bisavô, uma personalidade importante na construção do panorama do teatro local. Aqui, Benjamim (piano) está acompanhado por Mario Aphonso (flauta), Dimos Goudaroulis (cello) e João Taubkin (baixo).

Entre as trilhas estão o documentário educativo Genesis, a partir da obra de Sebastião Salgado, um tema de abertura do programa radiofônico Vozes do Brasil de Patrícia Palumbo, o documentário Eu Maior, sobre a busca pelo sentido da vida em depoimentos de 30 participantes e que passou das 5 milhões de visualizações no YouTube. Também estão criações para Cravos, que estreia em breve, que é a saga de uma importante família de artistas da Bahia; Rio de Vozes, do diretor francês Jean Pierre Duret e da brasileira Andrea Santana.

Cada tema retrata um pedaço do mundo. Este mundo rico e diverso, que sofre ameaças de todo o tipo em nossos tempos, mas que a música ajuda a preservar, procurando garantir uma ponte para o futuro.

Para conhecer, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=V0gquwUQ-b0 –  (Eu Maior)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome