Mendonça tira autonomia dos Estados sobre ICMS no diesel

Mendonça derrubou a decisão a partir de um pedido de Jair Bolsonaro (PL), por meio da Advocacia Geral da União

Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, revogou nesta sexta-feira (13) a decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que dava autonomia aos estados sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do diesel. 

Em março, o Confaz autorizou os estados concederem descontos nas alíquotas e estabeleceu o limite de R$ 1,006 do ICMS sobre o combustível, mas Mendonça derrubou a decisão a partir de um pedido de Jair Bolsonaro (PL), por meio da Advocacia Geral da União (AGU). 

A defesa da democracia exige um jornalismo independente. Junte-se a nós: https://www.catarse.me/jornalggn

De acordo com apuração do Uol, o Comitê Nacional de Secretários da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados (Comsefaz), deve recorrer da decisão, que também deverá ser avaliada no plenário da Suprema Corte.

Mendonça argumentou que “configurado diante da proximidade de vigência do novo modelo, considerando ainda que a complexidade e relevância da questão justifica a urgência para que, a partir de tal decisão, se dê início imediato à construção de uma solução efetiva, perene e consentânea com os parâmetros constitucionais reguladores da matéria”.

Leia também:

Privatização de refinarias da Petrobras aumentaria a gasolina em 19% e diesel, 12%

Sachsida o irmão perdido dos Weintraub, por Luis Nassif

Eleitores evangélicos são diferentes entre si, diz Victor Araújo

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador