CPI da Covid pede condução coercitiva de Carlos Wizard

Empresário foi convocado a prestar esclarecimentos ao colegiado na próxima semana, mas não respondeu. Segundo Randolfe, "ele sumiu"

Carlos Wizard e Jair Bolsonaro . | Reprodução/Arquivo pessoal

Jornal GGN – Senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia decidiram pedir à Justiça a condução coercitiva do empresário Carlos Wizard, porque ele foi convocado a prestar esclarecimentos ao colegiado na próxima semana, mas não respondeu. 

A CPI quer ouvir o empresário por causa de sua proximidade com o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Em seu depoimento à comissão, ele afirmou que foi assessorado por Wisard na pandemia.

A decisão foi tomada durante reunião após a sessão desta quinta-feira, 10, em que foram aprovados 29 requerimentos, entre eles o que autoriza a quebra de sigilo telemático dos ex-ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), além de nomes envolvidos no chamado “gabinete paralelo”, que Wisard estaria envolvido.  

À CNN Brasil, o senador  Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, afirmou que decisão foi tomada porque “o paradeiro de Wizard é desconhecido e incerto. Ele sumiu”. A comissão ainda recebeu informações de que ele está nos Estados Unidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Uma coisa que a CPI precisa aperfeiçoar (o melhor é o Randolfe) é não debater discutir, brigar com os inquiridos negacionistas e bolsonarista (uma redundância).
    Os inquiridos não precisam ser “convencidos’ de nada, precisam ser EXPOSTOS, ter suas idéias, opiniões e ações DESNUDADAS.
    Se há uma preocupação com a disseminação das suas desinformações, mentiras e manipulações, que coloquem um ou mais especialistas que, periodicamente, intervenham esclarecendo, seja em intervalos ou em outro meio de divulgação qualquer. Podem ser médicos, cientistas, jornalistas (checagem de fatos), etc.
    A tática não é confrontá-los, é dar CORDA!
    O resto é juntar as mentiras, enrolações e barbaridades no final.
    E desmascarar, processar e condenar;
    Este é o objetivo real e final.

  2. Uma coisa que a CPI precisa aperfeiçoar (o melhor é o Randolfe) é não debater discutir, brigar com os inquiridos negacionistas e bolsonaristas (uma redundância).
    Os inquiridos não precisam ser “convencidos’ de nada, precisam ser EXPOSTOS, ter suas idéias, opiniões e ações DESNUDADAS.
    Se há uma preocupação com a disseminação das suas desinformações, mentiras e manipulações, que coloquem um ou mais especialistas que, periodicamente, intervenham esclarecendo, seja em intervalos ou em outro meio de divulgação qualquer. Podem ser médicos, cientistas, jornalistas (checagem de fatos), etc.
    A tática não é confrontá-los, é dar CORDA!
    O resto é juntar as mentiras, enrolações e barbaridades no final.
    E desmascarar, processar e condenar;
    Este é o objetivo real e final.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome