O que está por trás do terrorismo eleitoral do dono da Havan

O empresário que agora coage funcionários a votar em Bolsonaro, ameaçando com demissões, foi condenado pela Justiça por evasão de divisas e denunciado pelo MPF, em 2004, por uma série de crimes, incluindo fraude em importações e uso de contas no exterior descobertas no Banestado. Caso foi rejeitado pela Justiça em 2008

Jornal GGN – Desde de 2016, quando se intensificaram os boatos de que um dos filhos de Lula seria proprietário da Havan, o sócio-fundador da rede de lojas Luciano Hang decidiu colocar a cara no sol e não recuou mais. Nesta segunda, 1º de outubro, a menos de uma semana do primeiro turno da eleição presidencial, mais um vídeo de sua autoria viraliza nas plataformas de redes sociais. Hang, cabo eleitoral declarado de Jair Bolsonaro, pratica terrorismo com seus funcionários, insinuando que haverá demissões a depender do resultado das urnas.

“A Havan vai repensar nosso planejamento. Talvez, não vai abrir mais lojas. Se nós voltarmos para trás, você está preparado para sair da Havan? Você está preparado para ganhar a conta da Havan? Você que sonha em ser líder, gerente, crescer com a Havan, já imaginou que tudo isso pode acabar em 7 de outubro?”

No trecho divulgado massivamente na internet, Hang afirma que PT, PCdoB, PSOL e PDT são partidos de esquerda alinhados ao comunismo que destrói a “sociedade”, a “família” e “emprego” em países como Venezuela e Cuba.

 
Citando uma pesquisa entre “colaboradores”, cujo resultado aponta que 30% não definiu-se por um candidato ainda, Hang disse: “Se você não for votar, anular seu voto ou votar branco, depois do dia 7 de outubro, ganha a esquerda e vamos virar uma Venezuela. (…) Até eu vou jogar a toalha.” 
 
 
 
 
O que Hang faz é terrorismo eleitoral porque não há nenhum dado indicando que a empresa quebrará, do ponto de vista financeiro, num governo de “esquerda”, em caso de vitória de Fernando Haddad pelo PT. A rede de lojas existe há mais de 3 décadas, ou seja, atravessou os governos Lula e Dilma Rousseff e, mesmo na gestão dramática de Michel Temer, lucrou bilhões ao ano e abriu novas unidades.
 
Segundo a revista Exame, são 107 lojas de departamento e 12.000 funcionários pelo país, com faturamento de mais de 5 bilhões de reais em 2017. De acordo com o El País, o próprio Hang disse que “a Havan cresceu 45% em vendas só no primeiro semestre deste ano e deve fechar 2018 com um faturamento de 7 bilhões de reais.” 
 
Esses dados que contrastam com as ameaças de fechar postos de trabalho e reduzir o tamanho da empresa despertam dúvidas de outro gênero em internautas.
 
Há quem imagine que, com empréstimos milionários tomados do BNDES e condenação na Justiça por sonegação fiscal e outras irregularidades – inclusive com dívida milionária negociada no Refis para ser paga em mais de 100 anos -, Hang tenha percebido “o tamanho da bolha que criou e se prepara para fechar as portas e aplicar um golpe milionário, inclusive nos funcionários. E quer ‘cair de pé’, acusando a esquerda pelo fracasso”, escreveu um leitor ao GGN, levantando uma “mera hipótese”.
 
Na toada de empresários que entraram para a vida pública nos últimos anos, capitalizando o descrédito da classe política em meio à crise de representatividade, Hang ensaiou, em janeiro, uma candidatura ao governo de Santa Catarina, mas desistiu. Passou a atuar incisivamente como cabo eleitoral de Bolsonaro nas redes sociais, a ponto de ser autuado pelo Tribunal Superior Eleitoral por pagar pelo impulsionamento de seus vídeos em favor do capitão da reserva no Facebook.
 
Apesar de pregar moralismo, as irregularidades encontradas contra Hang numa rápida busca na internet são várias. Entre elas, consta que em 2004 o Ministério Público Federal acusou a Havan de “diversos crimes cometidos, entre eles facilitação de descaminho, descaminho, falsificação, crime contra o sistema financeiro e ordem tributária, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.” A Procuradoria afirmou que Hang “simulou vendas, inseriu elementos inexatos em livros exigidos pela lei fiscal, falsificou notas fiscais e elaborou contratos sociais e alterações que não correspondiam à realidade.”
 
O MPF achou elo de Hang com o Banestado e apontou que a Havan fraudava pagamentos de tributos pela importação de produtos, no final da década de 1990, num nível em que, quando o esquema que envolvia propina a funcionários da Receita foi desmontado, a União registrou “crescimento da ordem de 28,32% para o Imposto de Importação e de 52,66% para o IPI vinculado à Importação.” A ação acabou rejeitada pela Justiça em 2008.
 
FUNCIONÁRIOS COAGIDOS
 
Ao mesmo tempo em que ataca as esquerdas brasileiras, Hang presta homenagem aos Estados Unidos nas fachadas lojas Havan, onde há réplicas da estátua da liberdade. Diz ele que representa sua admiração pela “liberdade” de mercado, um ideal que norteia seus negócios. Essa liberdade não parece se refletir no campo da política e no trato com funcionários.
 
Ainda nesta segunda (1º), Hang estrelou uma transmissão ao vivo no Facebook na qual parece coagir seus funcionários a votar em Bolsonaro. Dezenas de colaboradores foram reunidos pelo empresário para cantar o hino nacional, todos trajando obrigatoriamente o mesmo modelo de camiseta da cor verde e amarelo, com os dizeres: “O Brasil que queremos depende de nós.” Hang, pessoalmente, aparece com uma outra camiseta amarela onde está escrito: “Bolsonaro presidente”, e diz, sem enrolação: “No dia 7, é 17 [o número do PSL nas urnas].”
 
Por volta dos 25 minutos do vídeo abaixo, Hang diz que a Havan tem hoje 15 mil colaboradores e deles dependem 60 mil pessoas. O plano é ter, até 2022, 200 lojas espalhadas pelo País. “A cada 5 anos, são montadas mais 100 lojas. Mas quero dizer para vocês que não só eu, da Havan, mas todos os empresários estão esperando o resultado dessas eleições. (…) Não tem empresário neste País que vai investir dinheiro com o PT de novo no poder.”
 
 
No início de setembro, o jornal El País publicou um perfil de Hang. Na matéria, o empresário admitiu que tomou empréstimo do BNDES “nos anos do PT”, para comprar “máquinas e equipamentos financiados pelo Finame [Agência Especial de Financiamento Industrial]. Mas quem se beneficiou, na visão dele, foi “a empresa de quem compro o equipamento, não a minha pessoa”, tentou justificar.
 
OS PROCESSOS
 
 
Na mesma matéria, El País resumiu as denúncias contra o dono da Havan.
 
“Segundo o Ministério Público Federal, o problemas com a justiça envolvendo a Havan e seu proprietário começaram em 1999, quando a Procuradoria da República em Blumenau deflagrou uma operação de busca e apreensão na empresa, que resultou na autuação da Havan em 117 milhões de reais pela Receita Federal e 10 milhões pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A autuação foi considerada a maior já realizada pela Receita Federal até então. A empresa recorreu a um financiamento da dívida por meio do REFIS e obteve um prazo, estimado pelo MPF à época, de 115 anos para quitar a multa.”
 
“Em outro processo, que correu em segredo de Justiça, o empresário foi condenado a 13 anos, 9 meses e 12 dias de reclusão em regime fechado pelo crime de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Hang e os demais réus recorreram da decisão sucessivas vezes e conseguiram, inclusive, reduzir a pena do empresário para a 5 anos, 8 meses e 1 dia de reclusão em regime semiaberto. Em 2016, o ministro Rogerio Schietti Cruz do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), em decisão monocrática afirmou que o prazo prescricional de oito anos que começa a correr após a condenação já havia vencido, de modo a punibilidade estava extinta, ou seja, os réus, mesmo condenados, não teriam mais que cumprir a pena pois o judiciário perdeu os prazos para responder aos recursos da defesa. O caso nunca transitou em julgado e por isso o certificado de antecedentes criminais de Hang permanece limpo.”
 
A Havan também já foi processada em 2015 pelo Ministério Público do Trabalho por violar a liberdade dos funcionários, ao proibir relacionamentos amorosos fora do ambiente do trabalho e parentesco com qualquer outro colaborador. Leia mais aqui.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O Dia dos Pais especial dos filhos de desaparecidos políticos

34 comentários

  1. Paradoxalmente a tropa uniformizada com cara de constrangimento

    Paradoxalmente a tropa  uniformizada com cara de constrangimento,  lembra muito aquelas fotografias na Coréia do Norte, dos festejos ao grande Chefe. “Será que Hang ( nome sinistro para um pescoço) não é um agente   Coreano infiltrado no Brasil, que de tão ardiloso usa a estátua da Liberdade para enganar a todos.?

    • Fácil, nunca mais entro numa loja desse sujeito. Se vc não quer o Bolsonaro ou se vc acha que é do Lulinha também não entra. Na dúvida é melhor ninguém comprar lá.

  2. O “Poder” a que Dirceu se
    O “Poder” a que Dirceu se referiu é o “Conhecimento”!

    Quem não entendeu?

    —-

    Meses atrás, após anos(decadas) de ignorância alfabética de pessoa que trabalhou em minha casa…ela aprendeu a ler:

    A ela dei como último presente, um dicionário, e ali escrevi:”Conhecimento é Poder”.

  3. A palestra do Havan
    Quanto às estas 200, 250 pessoas que ali estão …

    Estas pessoas são realmente funcionárias?

    Se são, tem voz de comando?

  4. Havan

    Mas, de onde saiu este outro “Coiso” ? Jamais tinha ouvido falar nele e em suas lojas… Eleição faz com que apareçam umas figuras que jamais pensamos que existisse. Estariam embaixo das camas ? dentro dos armários ? Neste caso ,  imagino que apenas está querendo fazer propaganda de suas lojas, ou serei tão ingênua assim !

  5. O que está por trás do terrorismo eleitoral do dono da Havan

    -> foi condenado pela Justiça por evasão de divisas, e denunciado pelo MPF, em 2004, por uma série de crimes, incluindo fraude em importações e uso de contas no exterior desobertas no Banestado. Caso foi rejeitado pela Justiça em 2008

    esta é a pedagogia política do Golpe de 2016 e das Eleições de 2018: estamos cara a cara com a lumpenburguesia brasileira!

    ou melhor se expressando: a lumpenburguesia global no Brasil. Black Market é o nome do jogo!

    sem compreender que não existe no Brasil nenhum “grande empresariado nacional”, tampouco “grande empresariado produtivo”, jamais teremos estratégia política a altura de nossos desafios.

    “O que agora constatamos são combinações entre assentamentos de empresas transnacionais dominantes na banca, no comércio, os meios de comunicação, a indústria, etc, rodeados por círculos multiformes de burgueses locais completamente transnacionalizados em seus níveis mais altos rodeados, por sua vez, por setores intermediários de diferentes pesos. Os grupos locais se caracterizam por uma dinâmica de tipo “financeiro”, combinando todos os tipos de negócios legais, semilegais ou abertamente ilegais, desde a indústria ou o agro business até o narcotráfico, passando por operações especulativas ou comerciais mais ou menos opacas. É possível investigar a uma grande empresa industrial mexicana, brasileira ou argentina, e descobrir laços com negócios turvos, uso de paraísos fiscais, ou com uma importante empresa de cereais realizando investimentos imobiliários em esquemas de lavagem de dinheiro proveniente de uma rede narco, que por sua vez está associada a um grande grupo midiático. As elites econômicas latino-americanas aparecem como parte integrante da lúmpen burguesia global.”

     

    O auge das lúmpen burguesias latino-americanas

    .

    • Se um dia você tivesse

      Se um dia você tivesse administrado uma empresa (nem que bem observado o dia a dia dela), talvez se propusesse a usar seus argumentos pra um debate de mais alto nível e solidez

      FATO – o empresário brasileiro tem que ter muita coragem pra abrir uma empresa por aqui, tamanho são os obstáculos e ameaças enfrentadas (internas e EXTERNAS, diga-se)

      Aliás, bom exemplo pra reflertirmos são os Eike Batista e as empreiteiras de agora  ..gente que foi destruída e viu seu mercado ser PREDADO por estrangeiros sem que NENHUM FDP viesse em socorro, ao contrário, tendo mesmo que verem uma TURBA de analfabetos clamarem e pedirem por suas falências

        ..pense nos empregos e desenvolvimento que essa turma deu (DUVIDO que algum daqui que me lê tenha ofertado coisa parecida ao BRASIL)  

      Infelizmente, da forma exposta, vc  exagerou e jogou suas preciosas reflexões no LIXO, quer pelas generalizações, ou pela superficilidade analítica, desta que busca mais adjetivar do que consubstanciar a análise

      • -> Se um dia você tivesse

        -> Se um dia você tivesse administrado uma empresa (nem que bem observado o dia a dia dela

        -> o empresário brasileiro tem que ter muita coragem pra abrir uma empresa por aqui

        -> bom exemplo pra reflertirmos são os Eike Batista e as empreiteiras de agora

        se você tivesse ao menos lido a citação que postei, e quem sabe se interessado pelo artigo completo no link, talvez tivesse compreendido o conceito de lumpenburguesia.

        não confunda o mega empresariado com os pequenos empresários que geram emprego e renda.

        neste sentido: Eike Batista, o ícone de empresário-companheiro, e os empreiteiros são sim ótimos exemplos de lumpenburguesia.

        considere a origem das empreiteira no Brasil, todas associadas a falcatruas com recursos públicos, principalmente durante a Ditadura Civil-Militar. há um excelente livro sobre isto: “Estranhas Catedrais”.

        p.s.:

        como vc pode ter tanta certeza de que eu nunca administrei minha própria empresa, ou que não conheço o dia-a-dia das empresas?

        como vc pode ter certeza que eu nunca ocupei um cargo de gerência numa grande empresa?

        como vc pode ter certeza que mesmo no momento eu não administro uma micro empresa?

        vídeo: História das empreiteiras no Brasil

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=LsIwmZZsyTg%5D

        .

        • Se exerceu, vivenciou, sentiu

          Se exerceu, vivenciou, sentiu e trabalhou em alguma empresa ..de duas uma, ou NÂO observou direito ..ou é INCAPAZ pra entender e analisar a realidade vivenciada

          O BRASILEIRO tem mania de julgar a todos como se todos tivessem que se portar como santos (menos ele, claro)  ..tenha santa paciência, um pouco de pragmatismo e pé no chão vez em quando, faz BEM

          Reitero, a RIQUEZA gerada, emprego, desenvolvimento, bem estar social com que Eike e os empreiteiros (hoje esculachados por qq semi letrado) raramente pode ser igulada, INCLUSIVE, por todos aqui que nos leem

           

          • O que está por trás do terrorismo eleitoral do dono da Havan

            -> ou NÂO observou direito ..ou é INCAPAZ pra entender e analisar a realidade vivenciada

            vc se refere a vc mesmo? exemplo: vc foi ao menos CAPAZ de ler a citação e o artigo com definição do conceito de lumpenburguesia?

            é por isto que discussões na web costumam ser ainda mais improdutivas do que no cotidiano…

            mas tem uma enorme diferença, que quase ninguém se dá conta: elas ficam gravadas.

            estou lhe dando atenção porque sei que vc é uma boa pessoa e um cara legal, mas a gravidade do momento não é para se ter absolutamente nenhuma conversa improdutiva.

            vc não está discutindo meus argumentos, vc está colocando em xeque a minha pessoa, da qual vc não sabe absolutamente nada.

            .

          • Que bom que tudo fica

            Que bom que tudo fica gravado  ..só pra ilustrar o DEBATE (estou debatendo, embora possa não parecer a vc)

            Antes de recomendar a leitura, releia o que vc mesmo escreveu quando, por exemplo, generalizou ao dizer:

            “..que sem entender que não existe no Brasil grande empresario, tampouco grande empresário produtivo (e vai saber lá o que isso significa ??!!), jamais teremos estratégia politica…”

            Pergunte-se colega, porque não existem empresários brasileiros, ou se, em NÚMERO PEQUENO ou muito menor do que deveria ter  ..pergunte-se vc, dos outros que vieram e foram, que foram destruídos e que não recebram incentivo ..e aqui vale pra TODOS OS SETORES económicos, inclusive o financeiro

            Eike, empreiteiras, o próprio grupo JBS não são produtivos ? ..então informe isso aos conglomerados estrangeiros que estão fagocitando o mercado e patrimonio deles (assim como já fizerem com o de massas-biscoitos, laticínios, atacarejo, doces e confietos, autopeças-automobilística, agronegócio e tantos, tantos outros)

            A propósito: vc me recomenda um texto que fala de MARX ? Karl MARX ? ..aquele cara que viveu no seculo XIX, que SEQUER conheceu a lampada, o automóvel ou avião, rádio, televisão, cinema, internet  ..direitos trabalhistas, sindicais, cidadãos, da mulher, do consumidor, do voto ..o mesmo que não viu o fim da servidão na europa e a escravidão pelo mundo ?

            Aquele que não sabia o que eram direitos humanos, direito concorrencial ?????? Francamente, supera, MARX serviu muito bem ao seu tempo  ..mas hoje,  JÀ FOI !!!!!  ..aliás, o capitalismo que MARX criticava também NÂO existe mais, mudou

            ps – vc me parece um cara legal tb, ao menos pensa e expõem o que pensa  ..e faz a gente pensar (mesmo que pra discordar pontualmente)

  6. Boicote nele …
     
    Empresário

    Boicote nele …

     

    Empresário bandido constrangendo funcionários. Em pleno seculo 21 o bandidinho dono da Havan se porta como coronel do agreste.

    Nem sabia que era esta loja agora que sei e quem é o dono, não passo nem na porta.

    Sinto muito funcionários da Havan se vocês venderem sua dignidade e votarem na Bestanaro por coação.

     

  7. Este sujeito deveria abrir

    Este sujeito deveria abrir suas lojas nos isteites (já que põe uma estátua da liberdade na frente de sua lojas kitsches) e ver se apronta lá o que apronta aqui: coação de funcionários, sonegação de impostos e outras falcatruas. Depois, é claro, de morder uma grana pública do BNDES para expandir sua lojinha xing ling

    Com essa cara feia de bola 7 poderia fazer um bico em filmes de terror, porque suas lojas, lá nos isteites, não aguentariam o capitalismo que ele quer PARA OS OUTROS aqui.

    Mais um retardado (como disse Umberto Eco) que berra sua ignorância para o mundo

  8. FATO – toda vez que passo por

    FATO – toda vez que passo por uma dessas lojas e vejo o simbolo americano da Estátua da liberdde em sua porta tenho NOJO  ..me sinto ofendido

    Afinal, porque esta AMEBA quer esfregar e impor valores dos USA em nossas terras ? sinceramente ? pra mim aí tem !!!

    O domínio, anexação, por um império não se dá só pelo plano econômico, mas CULTURAL também

    No mais vale repetir o que venho dizendo, ainda mais com TOFFOLi vomitando asneiras todo dia :

    O GOLPE esta em andamento, quem o deu (EUA, judiciário e militares) não deu pra devolver 

    ..MAIS, Bolssonaro reclama da FALTA de transparência das urnas  ..ISSO È VERDADE  ..problema é que os canalhas canalhas canalhas, amparados por uma sentença de CARMEM Lucia, podem muito bem fraudar pra cima dos progressistas ..disso começo a formar certeza

     

  9. Sempre me causou estranheza a

    Sempre me causou estranheza a existência de diversas lojas dessas em várias cidades médias para grandes, sendo que em todas as unidades que vi o padrão é o prédio vazio, com mais funcionários que clientes.

    No mais, é uma loja na qual não compro uma agulha sequer, no mesmo roll de:

    Riachuelo

    Centauro

    Allezia

    Coco Bambu

    Tecnisa

    Reserva

    Instituto Movement

    Rosa Chá

    Polishop

    Raia Drogasil

    Postos de combustíveis ALE

    Habibs

    Dudalina

    E pelo visto a lista se ampliará.

  10. O cara só vende porcaria da
    O cara só vende porcaria da China,,,,,que feche todas as lojas ,,,,sem elas muito mais emprego poderia ser gerado aqui,com produtos sendo fabricados aqui. Tanta gente querendo produzir aqui e um fdp desse impede com essa importação em massa de porcarias chinesas,,,

    • Isso é um problema trabalhista, Ministério do Trabalho

      Qualquer fiscal do trabalho, em qualquer das delegacias espalhadas pelo país pode receber a denúncia com o vídeo e se encaminhar para HAVAN para autuar a empresa.

      Realmente se configura assédio, moral. Além disso há outro crime, grave, ele próprio diz que fez “pesquisa interna”

      e descobriu que 30% votam Branco, Nulo.

      Ou seja, ele fez uma pesquisa eleitoral com os funcionários. Nunca ouvi falar de um fato desses e é grave.

  11. ATENÇÃO FUNCIONÁRIOS DA HAVAN … IMPORTANTE!

    Não comentem nada com esse empresário IDIOTA e PREPOTENTE que o voto ainda é  SECRETO … pois acho que o sujeito não sabe. Votem em quem vcs quiserem e mandem este careca prepotente ir plantar batatas. Pra não dizer outra coisa. Um bom patrão não age desta maneira! Um patrão honesto e sincero não usa posto de trabalho para chantagear seus colaboradores.  Votem em quem vocês quiserem. Não se sintam pressionados, monitorados e humilhados por um COISO deste! Vejam quantos “coisos enrustidos” existiam neste país. Sairam da toca para vociferar. Para humilhar e chantagear pessoas

  12. Um demente colonizado.  Um

    Um demente colonizado.  Um moralista sem moral.  Contra individuos dessa estirpe só tem uma saida que seja seus funcionarios balançarem a cabeça que sim e cravarem seu candidato prefetido nas urnas seja ele quem for.

    Quando aos brasileiros que enchergam nele uma ameaça à democracia, boicotem sua loja, se todos que reprovam 

    sua virulencia não comprarem um alfinete nessas lojas de produtos chingui linguis jão serão por volta de, no minimo, uns

    38% de consumidores. 

  13. Confissão de ignorância
     

    O que é Havan, o que ela faz ou vende?

    É primeira vez que vejo falar.

    Comentei a matéria pelo fato de o sujeito com cara de reptiliano legítimo, apesar de  ter cometido tantas ilegalidades,  possa  figurar puro como uma vestal, sem qualquer mancha na sua ficha pregressa.

    Havan, Amazon, Riachuelo, Renner, C&A  e outras fontes de consumo megalômanas causam-me um certo estranhamento.

    Sou tão cafona que recuso-me utilizar até o Windows.

     

     

  14. Isso é a cara desses nossos

    Isso é a cara desses nossos tempos neoliberais: pura estupidez. Ignorância. Truculência. A “direita” está conseguindo jogar nossa democracia, como poderia dizer o Caetano, “no cu do mundo”.

    E depois ainda vem o Vladimir Safatle dizer que a “esquerda” errou quando deixou a “direita” tomar para si o discurso da ruptura institucional. A “esquerda” no nosso país tem que ser legalista mesmo porque a nossa Constituição Federal, se aplicada com boa fé, da melhor forma, é uma constituição de estado de bem-estar social. A “direita”, sim, é que quer romper com qualquer pacto social, do tácito ao explícito, nunca foi legalista.

    As “esquerdas” – e não A esquerdA – erraram, sim, mas foi num ponto que qualquer marqueteiro mequetrefe conhece: só se elege o “sim”. O “não” pode até derrubar, mas só o “sim” elege. Foi assim no “Não vai ter golpe”, é assim no “#Elenão”: só faz aumentar a fama de Bolsonaro. Sabe o que acontece quando se ilumina algo com um holofote, vindo de apenas um ponto de luz? Faz-se uma sobra do lado oposto. E não adianta: se colocar um outro holofote em oposição ao primeiro, a sombra não some, ficam duas sombras. (É só ver quantas sombras há de cada jogador num campo de futebol iluminado por holofotes de todos os lados: as sombras não somem, multiplicam-se.) As “esquerdas” erraram em não juntarem num único “sim”.

    – “Ah, mas como juntar num mesmo balaio o quase-FHC-original Haddad (outro Fernando uspiano?) e o quase socialista Boulos?”

    Não sei. Virem-se. Arrumem um único discurso e que seja baseado no “sim”. O “não” não elege ninguém.

    O que não dá para esperar é que de contemporizadores tendentes à “direita” ou à “esquerda” alguém ganhe dessa estupidez que cerca Bolsonaro. Aposto que Bolsonaro, se eleito, arruma uma boquinha para Aécio e outra para Eduardo Cunha…

    (***)

    Se até em sociedades como a inglesa – anglo-saxônica e protestante – ninguém aguenta mais a iniciativa privada assumindo o estado, se até nos EUA, onde há séculos se martela que o estado não presta e que a iniciativa privada é tudo, há milhões querendo matar os bilionários, ora… como é que nós, latino, católicos e com forte tradição estadista, humanista (Teologia da Libertação e Pedagogia do Oprimido, por exemplo) fomos acabar assim, querendo no poder quem nos f*de? Um espanto…

  15. O que está por trás do terrorismo eleitoral do dono da Havan

    Não é só ele,muitos funcionários de altos cagos de grandes empresas também estam espalhando terrorismo entre seus funcionário para que eles votem no candidato da Extrema-direita.

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome