TSE cancela coletiva desta sexta e só vai falar sobre escândalo do WhatsApp no domingo

Por André Richter

Da Agência Brasil

TSE adia para domingo anúncio de medidas contra notícias falsas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou para domingo (21), às 14h, a entrevista coletiva marcada para esta tarde para anunciar medidas de combate à disseminação de notícias falsas (fake news) nas redes sociais. A entrevista foi adiada por causa de  incompatibilidades nas agendas dos participantes. 

A coletiva foi anunciada ontem (18) após o TSE receber cobranças sobre as medidas efetivas para impedir candidatos e partidos de compartilhar conteúdo falso durante a campanha eleitoral.

Nesta quinta-feira (18), a coligação que sustenta a candidatura de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República e o PSOL entraram com pedidos no TSE para que a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) seja investigada em razão das suspeitas de uso de sistemas de envio de mensagens em massa na plataforma WhatsApp custeados por empresas de apoiadores do candidato.

Pelo Twitter, Bolsonaro afirmou que não tem controle sobre apoios voluntários e que o PT não está sendo prejudicado por fake news, e sim pela “verdade”.

Deverão participar da coletiva prevista no próximo domingo a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, os ministros Raul Jungmann, da Segurança Pública, e Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a advogada-geral da União, Grace Mendonça, e o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

13 comentários

  1. Dada a gravidade do

    Dada a gravidade do assunto

    Também é fake news “incompatiblidade de agenda”. 

    Se fosse uma acusação contra o PT eles fariam está coletiva anteontem.

    Isto se chama dar tempo ao tempo, para ver se poeira abaixa.

    Até lá eles vão produzir qualquer coisa para abafar a fraude, com beneplácito da justica.

    Qualquer traquezinho contra o PT vai inundar o noticiário. Assim a fraude fica em segundo plano.

    A cada açáo da justiça fica claro

    É COM SUPREMO E TUDO

  2. Esta é merecedora de um pitaco da Madrasta do Texto Ruim

    A entrevista foi adiada por causa de  incompatibilidades nas agendas dos participantes.

    Era mais fácil dizer : “Fulano pediu para falar que não se encontra”

  3. Fico

    profundamente triste em ver a reação tão morna por parte das esquerdas e principalmente do Haddad, diante desse fato tão grave, diria uma bomba atômica. É desanimador…

     

     

    Em tempo: a coletiva foi cancelada porque seguramente alguém esqueceu de comprar o nariz de palhaço e entregar a cada um dos entrevistados.

  4. A junta militar provisória

    A junta militar provisória está coordenando as “operações”. A operação “TSE” visa ganhar tempo para que as fake news continuem sendo enviadas, as provas do crime sejam eliminadas, novos métodos sejam utilizados e que se busquem indícios ou se “fabrique” algum de fake news do PT. 

  5. vejo o adiamento…

    como sendo um dos dois principais sintomas da incompetência do TSE

    o outro o Bolsonaro já adiantou : Haddad está sendo prejudicado com verdades e não com fake news

     

    querem apostar quanto como o TSE vai acompanhar Bolsonaro com outras palavras?

  6. Agenda? Sei…

    O problema nã oé a agenda.

    O problema é aquele que postei ontem.

     

    Quem segura os milicos?

     

    Se a candidato dos milicos for impedido de concorrer, o que a milicada vai fazer?

    Eles já tinham programado um golpe no capitão — General não obedece ordem de capitão.

    A Justissia brasileira estava deixando passar todas as maracutaias dos milicos.

    Agora que todo mundo sabe, não dá pra negar.

     

    O que virá?

    malabarismo jurídico ou golpe militar?

     

  7. GOLPE JUDICIAL MILITAR À

    GOLPE JUDICIAL MILITAR À VISTA, PARA SAIR NO FANTÁSTICO DOMINGO, CLARO. ELEIÇÕES CANCELADAS. TOFFOLI COMO PRESIDENTE-TAMPÃO. TUDO ESTAVA ARTICULADO.

  8. Petição p/Redes Sociais adotarem proposta p/desmascarar fakenews

     Há 2 petições iguais no Avaaz.org e no Change.org requerendo que as empresas de redes sociais e comunicação adotem uma proposta explicada na petição que poderá ajudar muito a desmascarar relevantemente as fake news nas redes.

    Cliquem nos links e se quiserem apoiar é só assinar e compartilhar as petições em suas redes.

    Os links são (respectivamente Avaaz.org e Change,org):

     https://secure.avaaz.org/po/petition/Humanidade_na_rede_mundial_Solucao_para_desmascarar_fake_news/?cGwzomb

    https://www.change.org/p/facebook-solu%C3%A7%C3%A3o-automatizada-para-ajudar-a-desmascarar-fake-news?recruiter=48424928&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=share_petition

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome