Cármen Lúcia e o algoritmo domado do STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) tornou-se órgão tão político que não se pode acreditar nem no seu algoritmo.

Em outros episódios, os tribunais já comprovavam como era fácil burlar o tal algorítimo. No “sorteio” para a relatoria das contas de campanha de Dilma e do PT, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atropelou-se o juiz natural (que deveria ser o substituto do que saíra) e os dois inquéritos foram sorteados por Robin, o Ministro Dias Toffoli, para Batman, o Ministro Gilmar Mendes. A probabilidade de dois prêmios para o mesmo Ministro era de 1 x 36, ou de 2,78%.

Agora, o sorteado é o Ministro Luiz Fachin.

A 2a Turma é composta por cinco Ministros.

Gilmar e Toffoli não poderiam ser sorteados, por excesso de militância.

Ricardo Lewandowski também não, porque seria massacrado pela mídia antes de pegar os processos.

Celso de Mello tem dois defeitos: está doente e é lento; e não cede a pressões.

Restou Fachin.

Segundo uma porta-voz da Globo, Fachin começou mal no Supremo, mas depois se firmou.

Começar mal significa manter independência em relação às pressões da malta. Melhorar, significa ceder às pressões, depois que foi alvo de chantagens, sabe-se lá por que temas.

Se esteve suscetível a tais manobras antes, por que não estaria agora?

Um dia a presidente Carmen Lúcia vai nos contar sobre como passar a perna no algoritmo.

57 comentários

  1. Nem um simples sorteio para

    Nem um simples sorteio para definir o relator de um processo a suprema taverna federal (STF) consegue fazer sem trapacear.

    É óbvio que estava tudo acertado para ser o Fachin, é o ministro com menos desgaste e controlável pela casa grande como já se viu em outros julgamentos importantes em que ele amarelou e votou seguindo os interesses da globo.

    As instituições brasileiras nunca foram confiáveis após a politização total do judiciário se tornaram imprestáveis. 

  2. Fachin e a sua Urgência

    “Primeiro vou resolver as pendências mais urgentes daqueles que já tem processos” Enquanto isso sobram denúncias gravíssimas sobre o mais alto escalão do governo. Isso não é prioridade? Começou como imaginávamos. Mal.

    Realmente estamos perdidos. Não dá para confiar nesses caras. 

  3. Primeira medida anunciada por

    Primeira medida anunciada por Facchin: priorizar pedidos urgentes de réus presos(segundo a capa do Uol).O que esse juiz deve ao Eduardo Cunha?

    E TCHAN, TCHAN, TCHAN ….Cunha não delatará Temer e toda a camarilha que tem nas mãos. Será que o juiz também?

    Ah! O sigilo das delações da Odebrecht continua mantido.

     

  4. O PT não acertou em nenhuma das escolhas para ministros do supre

    O PT não acertou em nenhuma das escolhas para ministros do Supremo. Por incrível que pareça, o único que acertou foi o Collor que nomeou o Marco Aurélio Mello.

     

    • DESSE MATO NÃO SAI COELHO, NÃO!

      Então! Quem seriam as indicações corretas, OH sábio analista? O Barroso era sério antes de entrar lá. O Fachin era saudado pelas suas virtudes antes de entrar lá. O Teori era considerado imune a pressões antes de entrar lá. Todos. TODOS!! Todos amarelaram no primeiro sussurro de ameaça de revelação de algum fato constrangedor. Então, volta a pergunta. Onde é que estão os homens qualificados para integrar o $$$upremo que o pateta de plantão deveria indicar, o cumpadi? Em meio a essa SOPA de que se constitui o judiciário brasileiro? No Vaticano? DESSE MATO NÃO SAI COELHO, NÃO!!

        •   Fosse eu, no auge dos

            Fosse eu, no auge dos 3465824% de popularidade, nomeava até o Stédile para o STF. A questão não foi errar AS escolhas, o próprio CRITÉRIO já era ruim: gente “séria”, ou seja, que fosse palatável para o que há de mais nefasto no país. Não poderia dar outra.

    • Oh, mas COMO acertou!  As

      Oh, mas COMO acertou!  As circunstancias da morte de Teori lavaram minha alma, francamente.

      Suponho que pra morrer os supremos brasileiros sao excelentes!

  5. No momento, a única coisa que

    No momento, a única coisa que podemos esperar é que Nassif e outros blogs com a mesma envergadura moral ( Cafezinho, Tijolaço, Carta Capital …) continuem filtrando as informações e contra-informações, que continuem analisando com discernimento, que permaneçam íntegros e que nunca se vendam à banca. O jogo é pesado e brutal. Precisamos das mentes mais brilhantes e de homens e mulheres verdadeiramente generosos e solidários e que DEFENDAM, acima de qualquer princípio, a JUSTA DISTRIBUIÇÃO DA RIQUEZA  entre os homens e as mulheres que de fato a produzem.  

  6. Já é….

    …o já era !!           Faça sua escolha Fachin !

    Não vá estragar o roteiro do filme da Globo, senão eles podem passar uma “borracha”  em você  também !!   Capite ??

     

  7. O maior golpe deste Çupremo

    O maior golpe deste Çupremo foi dado quando do GOLPE DA BENGALA  ..na cara dura os morcegões legislaram em causa própria e ninguém falou nada

    ..mas a culpa é nossa  ..toda nossa  ..nossa por permitirmos que estes NÂO eleitos pelo povo desfrutem de um mandato vitalício, com salários, benefícios e direitos exclusivos pra si e pros seus filhos.

    O BRASIl precisa ser reinventado, e não vai ser fácil fazer

     ..e nesta tarefa hercúlea uma das primeiras reformas é fazer com que estes funcionários públicos cumpram um mandato LIMITADO, e jamais sejam tratados como seres celestiais  

    ..isso, e no Poder Executivo instituirmos o RECALL pra governantes pois, caso contrário, continuaremos sim a viver de crise em crise

    ..e quem só ganha com tano vácuo vocês sabem muito bem

    • Isso,isso Romanelli,as

      Isso,isso Romanelli,as questões CHAVES são estas,temos q pressioná-los pq todos”estão se achando”,

      enquandrá-los,são funcionários públicos,agora o debate na sociedade deve ser os supersalários e os

      superbenefícios,viram quando a casta jurídica “tremeu”quando Renan ameaçou o limite nos seus rendimentos?

      O judiciário vive uma realidade à parte,estão longe deste “país de terceiro mundo” ñ me admira gostarem tanto

      dos EUA,o País ñ tá quebrado?Pq só nós temos q pagar a conta?Tem q começar de cima p dar o exemplo!

      MOMENTO REALISTA: Quanto mais problemas,melhor p o Judiciário,políticos e polícia, e aí entra no que vc

      falou q o BRASIL PRECISA SER REINVENTADO,e quem pode INCENDIAR o país?Lula,até acredito q ele não

      perde nada em fazê-lo,é vítima de terríveis injustiças não só ele,mas sua família,isto só perdeu para a

      a escravidão e submissão dos negros no Brasil,o Brasil precisa ser mais humano e justo,e ñ negócios,negócios…

  8. Apagou

    Se não podemos confiar no judiciário, muito menos merecem confiança os politicos e, seguindo este  mesmo raciocínio , em larga escala os nossos governantes tão pouco são  confiáveis, A grande imprensa é parcial, partidarizada, sensacionalista e mesquinha.Só nos resta as indefectíveis e românticas redes sociais progressistas.Com este cenário há muito (ou todo sempre)o Estado brasileiro está desvalido, desemparado, sem rumo e sem perspectiva.A nação ainda continua alimentada pela alegria da esperança dada pela natureza humana.

  9. Merval disse q seria o Fachin
    Merval disse q seria o Fachin e acertou, com certeza esse “algo ritmo”dança conforme a música da Globo,PLIM,PLIM !!

  10. Vai supremão

    Isso demonstra a quantas anda o supremão… A Carmem Lucia e demais ministros devem ter feito todas as contas para chegar à um fator denominador comum: Facchin. Ta feia a coisa por la.

    Gilmar Mendes não tem mais a credibilidade que pede um Juiz, Fux não tem estatura, Weber não tem força, Toffoli não tem credibilidade, Lewandoski é tido como oposição no Supremo pela midia, Celso de Mello gaga, Marco Aurélio Mello é a ovelha negra. Noves fora, sobrava mesmo o Teori.

  11. Foi prá isso que Teori foi assassinado.

    Foi prá isso que Teori foi assassinado. O padrão Curitiba tem que se repetir no STF e Teori, por ter criticado Moro em várias ocasiões, não era lá muito confiável e poderia desandar o roteiro previamente traçado pela Globo, aquela emissora dos mil trambiques na receita, dos rolos do tipo offshore na conexão Panamá e outros paraisos fiscais, caso rapidamente abafado por Moro/operador do PSDB, a Globo do escândalo da Fifa segurado por CIA e Fbi et caterva. Com FAcin FACINho o roteiro do seriado da Globo, que está sendo construido em tempo real, não terá atropelos, embora possam surgir fatos indesejados, como a morte de Dona Marisa, mas a Globo não dando destaque, é sinal de que foi retirado do roteiro do seriado Polícia Federal – a Lei é para todos”..ué, para todos…..kikiki: risível não fosse trágico.

    A Globo está rodando um filme…

    Por Pedro Breier, correspondente policial do Cafezinho

    A novela da Lava Jato vai sair das telas da Globo para as do cinema, com o filme “Polícia Federal — A lei é para todos” e também para as do Netflix, com uma série dirigida por José Padilha.

    Esqueça qualquer olhar crítico sobre o papel da polícia, promotoria, juízes e mídia, como podemos encontrar na série Making a Murder ou no documentário Amanda Knox, ambos no Netflix.

    A série sobre a Lava Jato será baseada no livro de Vladimir Netto, filho de Miriam Leitão e repórter da Globo. Moro foi ao lançamento do livro em Curitiba. Veja o que diz a crítica da insuspeita Folha sobre o livro:

    Netto não esconde sua admiração pelo juiz Sergio Moro, que conduz os processos da Lava Jato em Curitiba, e pelos procuradores e policiais federais que estão na linha de frente da investigação.
    Moro exibe “rigor e coragem” ao conduzir o caso “com maestria”, diz o jornalista, que o descreve no livro como integrante de uma geração “que trabalha com afinco em busca de resultados”.

    Imaginem qual será o tom de uma série baseada em um livro desses.

    O filme certamente não vai ficar atrás no grau de adesão à narrativa midiática da Lava Jato. Leiam este trecho de matéria do Globo de hoje:

    As filmagens do thriller “Polícia Federal — A lei é para todos” começarão no dia 17 de novembro, dentro do próprio prédio da Polícia Federal, em Curitiba. Segundo a produção do filme, há pouco mais de um ano foi firmado um acordo de cooperação com diretores da PF, que permitiram acesso a detalhes dos processos e vêm colaborando com informações. O roteiro vai abranger o início das investigações até a 24ª fase da Operação Lava-Jato, justamente o momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado para depor em condução coercitiva, em março. A intenção dos produtores é que, dependendo do resultado, este seja apenas o primeiro de uma trilogia.

    A PF vai ceder até o prédio para as filmagens do filme! Será que se alguém quiser fazer algum filme crítico sobre a Lava Jato também poderá fazer um acordo de cooperação com a polícia? Ou a colaboração é só com quem bate palmas para os meganhas? A PF vestiu a camisa de polícia política com gosto. É uma instituição pública que deveria prezar pela isenção mas que na prática não perde a oportunidade de deixar claro que tem lado.

    Outro trecho interessante da reportagem:

    O orçamento de “Polícia Federal” será de R$ 13,5 milhões, um valor alto para o cinema brasileiro — na média, um filme de ficção no Brasil não gasta mais de R$ 5 milhões, mas há casos de produções maiores, como “Tropa de Elite 2” (2010), que custaram R$ 16 milhões. Também incomum é a forma de captação de recursos para o filme sobre a Lava-Jato: Tomislav Blazic garante que o dinheiro é completamente privado, oriundo de investidores que não utilizaram incentivo fiscal. O produtor, porém, não revela quem são esses investidores.

    Investidores anônimos bancaram milhões para um filme sobre a Lava Jato, operação que tem total apoio da Globo, empresa da família que possui a maior fortuna do Brasil e envolvida em escândalos como o de uma sonegação fiscal milionária e o da mansão irregular em Paraty.

    Mas na realidade paralela coxinha a Lava Jato é a operação que ‘finalmente está prendendo os poderosos’.

    A direção de “Polícia Federal — A lei é para todos” é de Marcelo Antunez, que dirigiu os clássicos da comédia mundial “Qualquer gato vira-lata 2” e “Até que a sorte nos separe 3”, e a produção é de Tomislav Blazic, da também clássica comédia “Vestido pra casar”.

    Nada mais coerente para um filme que aplaude a palhaçada chamada Lava Jato.

    http://www.ocafezinho.com/2016/10/21/a-serie-e-o-filme-sobre-a-lava-jato-serao-duas-palhacadas-acriticas

     

     

    • foi….

      Num país que aceita até que  o sistema de sorteio de processos do Supremo Tribunal Federal seja viciado, assim como suas decisões sejam escandalosamente distorcidas conforme a conveniência politica do momento, como poderemos construir uma democracia, um Estado verdadeiramente legal, justo e republicano? Pobre país perdido e assombrado nas mãos de amadores.

  12. Acho que a grande questão é o

    Acho que a grande questão é o sigilo. Teori, noves fora seus vacilos, tinha essa vantagem, se incomodava com a seletividade. Que iria para o espaço sem o sigilo.

    Só ocuparia aquela cadeira quem se comprometer com o sigilo. A direita tem que ter o controle da narrativa. Os vazamentos estão garantidos. O poder de chantagem do pig está preservado. Alívio nas redações e nas casas dos barões.

    Desde Collor, não havia um presidente tão na mão dos Marinho, Veja, Folhas, Estadões e caterva

    Quanto ao “algoritmo”, é o popular zerinho ou um, Nassif. Aí o Fachin vai pedindo nega até ser “sorteado”. 

    • Muikto boa, “zerinho ou

      Muikto boa, “zerinho ou um”… “nega”…

      Agora, além da chantagem ao Temer e à camarilha dele, tem também a do centrão: é essencal puxá-los pelo nariz para passar a agenda liberaloide.

      E com toda a cara de pau dessa manobra grosseira ainda agradam os fascistas, que ainda estão no porre do fora PT, PT, PT, tanto quanto a classe média teleguiada, que acha chique o papo MBA.

      Esses, nem batendo com a panela na cabeça, nem se for uma Le Creuset, vão se dar conta que foram usados com pretexto do combate à corrupção.

    • Muito bom seu comentário.

      Muito bom seu comentário. Manter o sigilo para que haja a ManiPuleTe é o ponto central. A manipulação do sigilo foi defendido por Moro em 2004, num paper em que ele defende o que pratica hoje: o lawfare, sem que a participação da midia como parte interessada no processo seria impossivel o Direito Penal do Inimigo na forma como tem se dado no âmbito da Lava Jato, em que um processo kafkiano contra petistas foi usado inclusise para um  golpe de estado para que os verdadeiramente corruptos e delatados dezenas de vezes, com provas, tomasse de assalto o poder: o sigilo e seu fazamento e manipulação no momentum certo tem sido a forma com que as Instituições e mídia tem usado a Lei como Arma de guerra, sendo Dona Marisa a vitima mais rcente desse combate ao inimigo petê, onde já se viu ser permitido que o processo tenha como parte um inimigo e não um cidadão como réu. Isso é inadmisssivel mas é o que tem ocorrido sem que a Suprema Corte não mova uma palha para por ordem no galinheiro, pelo contrário, tem dado ao aval, não importa se um dos seus membros tenha sido assassinado nessa trama novelesca.

      E teori era uma ameça ao prosseguimento deste roteiro cinematográfico previamente traçado pela Globo (http://toptwitter.com/br/Ministro-Teori), o Serra23 milhões corria o risco de ser preso ou se vaza coisas que não vem ao caso: neste caso o filme “Polícia Federal – A Lei é para todos”  – risível não fosse trágico o titulo deste seriado para boi dormir – viraria pó, sendo que com o Facin FACINho não há esse risco de fuga de controle do processo pela Globo.

       

  13. E eu criticava Dilma. Era

    E eu criticava Dilma. Era feliz e não sabia.

    O estado profundo brasileiro tem uma supermáquina de guerra contra a verdade.

    Delenda Rede Globo.

    •   Eu criticava e ainda

        Eu criticava e ainda critico.

        Ela tinha condições de brigar contra esses absurdos, nós não. Apesar disso, ela foi tão inoperante quanto nós. Dilma fez questão de se esconder atrás de uma fachada de “republicanismo” que significou nada mais, nada menos que pura e indesculpável inatividade perante os maiores atentados contra nosso Regime Democrático de Direito. No fim, ainda fomos brindados com fotos dela, aos risinhos, ao lado do gângster mineiro-carioca.

    • A dilma foi leniente com a

      A dilma foi leniente com a globo, onde ela até fritou ovos. Eu jamais admiti a globo, a diferença: nunca tive poder, nem de um vereador, a fraqueza da dilma é imperdoável.

  14. A marca da imundice e da traição.Vocação p vigaristas?

    Vigaristas por covaria ou por convição dá no mesmo. Conhece-se a árvore pelo fruto. O poder judiciário brasileiro exala fedor!! Se o bastidor da tal suprema corte do Brasil fosse revelado ao brasileiro comum,nenhum ali naquele antro de “raposas golpistas e pessoas frouxas de caráter”, cujo orgão atende pelo nome de stf, se salvaria de um justo julgamento ou conseguiria justificar/convencer as razões da sua total omissão e conivência como golpe de Estado-BR/2016 e toda a sua repercussão trágica para o país e a sua população. O stf age nas sobras desde que venderam a conciência e negaram a decência ! No mensalão, em 2005, com a historinha da visanet tudo ficou muito clar, claríssimo !  Na verdade, são todos traidores muito bem remunerados peloo dinheiro público, que atuam comm a certeza da impunidade pois ninguém os controla, e que estão somente comprometidos com os seus “acordos golpistas feitos nos bastidores”- acordos domésticos e externos –  e as consequentes vantagens posteriores pelo “bom serviço prestado” aos tais donos do mundo – essa corja da elite empresarial mundial que financia as guerras, golpes de Estado/mudanças de regime,, representada pelos yankees que são o seu ente político eleito para impor às nações a sua egenda, as suas regras e determinações; O Stf sempre foi historicamente golpista, sempre vendeu a sua consência e honradez em prol dos interesses estrangeiros, e isso sem pestanejar.O cargo tem caráter público, é remunerado com dinheiro público, mas os interesses defendidos são privados, empresariais, geopolíticos, cooporaticos e etc.. Eles não brincam em serviço; sessão para discutir a venda da pipoca em shoping center tem prioridade sobre questóes de ordem e interesse nacional. Ponto. Esse éo caráter desse orgão e dessa gente. Euduardo cunha, aécio, fhc, Maia, eunicio, serra. maluf e tantos outros são a clientela blindada qu essa gente protege e protege. Nesse jogo da justiça vence quem paga mais, tem mais dinheiro e tem mais poder por detrás.

    Nehnum deles escapará da lama em que os seus nomes já estão enterrrados. No poder judiciário,  apesar de alguns serem motivados por covardia desde o nacimento e/ou fraqueza de caráter, o que dá no mesmo, todos os atores que estaão, participando ativamente desse golpe/2016, do qual a lava jato é só um dos “investimentos” externos, equivalem àqueles que agem por consciência mesmo(!) e ostentam, sem nenhuma vergonha ou constrangimento, a marca da imundice e da traição nas suas testas. Não absolvo nem perdôo nenhum deles !  O povo brasileiro deveria ficar de costas para essa gente; Não somos tão idiotas ao ponto de não percebermos a manobra toda. Vocês do stf merecem a lata do lixo da história, e a desonra os acompanhará por toda a triste tragetória de suas vidas. Voceês se venderam, venderam o país, o povo e o futuro que os brasileiros tinham direito de ter e viver. Eu e a minha família temos vergonha de vocês. 

  15. muito….

    Muito boa a foto do “algo ritmo”…..por falar em ritmo estamos no samba do stf doido……..

    Correndo o rico de ser “fora de topico”, ontem vendo a foto da visita de condolencias do FHC ao Lula, lembrei de um xadrez do Nassif onde ele justamente evocava um possivel acordo para por o pais de volta nos trilhos entre FHC e Lula…….Sera?….

    Talvez seja delirio meu…………….Eu ja achava que o Lula era +ou- “imprendivel” por varias razões, mas agora com a morte de Dona Marisa e desta maneira tão rapida e inesperada, me parece que o Lula se tornou intocavel……..talvez a visita de FHC seja de cortesia como noticiaram os jornalões…..ou talvez tenha coelho na cartola…..a politica é uma coisa muito “dinamica”…o tempo dira.

  16. Merval Pereira, ontem 12:50

    “Ninguém vai acreditar que o sorteio do Supremo Tribunal Federal não foi manipulado para que o ministro Luiz Edson Facchin fosse escolhido o novo relator da Lava Jato, mas não vale a pena apostar nisso. A manobra aconteceu antes, é perfeitamente legítima, e foi conduzida pelos membros da Segunda Turma.”

  17. Merval Pereira, ontem 18:06

    “O ministro Edson Fachin era o preferido da segunda turma e dos procuradores da Lava-Jato para assumir os processos do ministro Teori Zavascki. Os dois eram muito ligados e certamente conversaram bastante sobre o caso. E como Zavascki, é muito discreto. O algoritmo acertou!”

  18. A porta-voz (ou porta-bandeira da Globo) é a Míriam Leitão

    “Segundo uma porta-voz da Globo, Fachin começou mal no Supremo, mas depois se firmou.”

     

  19. Como já comentou o Juliano Santos

    Como já comentou o Juliano Santos, o ponto central é a manutenção do sigilo, que o Teori havia anunciao, na véspera do seu assassinato,  a dar fim. Ai resolveram dar fim no Ministro. O fim do sigilo faria seria um risco para o seriado da Globo/NetFlix, que está sendo construido em termo real. Num artigo o Nassif  explicou funciona esse jogo entre mídia e sistema penal para uso político: a mídia publica os vazamentos e a Lava Jato poupa aqueles que a mídia quer, no caso os tucanos. Assim a Globo mata dois coelhos (ou + de 2) com uma cajada só: protege a si própria e famiglia tucana, mata Marisa para detonar Lula, prende Lula, isso é Brasil

    Nassif: Como a Lava Jato foi pensada como operação de guerra

    https://jornalggn.com.br/noticia/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra

    ou aqui

    http://www.cartacapital.com.br/politica/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra-5219.html

  20. O mais pressionável

    A maior “qualidade” do golpista fachin é ser o mais facilmente pressionável pelos golpistas.

     

  21. Os algoritmos da Carmem: uma receita de bolo para o robô

    Como o computador não tem vontade própria, essa vontade passa a ser a de quem manda no computador, a Carmem que, como numa receita de bolo vai dizendo ao trambolho como é que tem que ser o “sorteado”, aliás, é um erro se chamar isso de sorteio, pois não se trata de sorteio e sim de um processo direcionado para a escolha de alguém com um determinado perfil, por isso todos os processo de interesse do PSDB caem nas mãos de Gilmar Mendes, entendeu…

     

    Deu na insuspeita Epoca:

    Foi questão de minutos. Logo após o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciar nesta quinta-feira o ministro Edson Fachin como o novo relator dos processo da Lava-Jato, inúmeras dúvidas começaram a circular nas redes sociais e também fora dela. A escolha do relator, como se sabe, seria por sorteio. Mas não era qualquer tipo de sorteio, era um conduzido por um algoritmo. Mas, afinal, o que é um algoritmo?

      

    De uma maneira geral, um algoritmo é um código escrito em linguagem de programação. Esse código traz uma sequência de ordens que determina o que o computador deve fazer a cada etapa de um processo.

     

    Professor titular de informática da PUC-Rio, Daniel Schwabe explica que o algoritmo é como uma receita de bolo, que indica o passo-a-passo e quais ingredientes devem ser usados:

    “É um código com instruções para o computador porque ele é burro, não tem vontade própria. Nós precismos dizer para o computador o que fazer o que não fazer a cada etapa de um processo.”

    Embora não divulgue o código que realiza o sorteio dos processos, o Supremo informou que o sistema leva em consideração o número de processos que cada ministro recebeu por meio de sorteios. Essa dado aumenta ou reduz as chances de cada ministro ser escolhido.

     

    “Imagine que vamos fazer o sorteio da mega-sena. Quando as bolas com os números estão dentro da cesta, todas têm as mesma probabilidade de ser sorteada. Mas quando informo no algoritmo que uma bolinha tem mais peso que outras, essa bola terá mais chances de ser sorteada. O algoritmo organiza o sorteio segundo as informações que recebe”, explica Schwabe, que considera ruim o Supremo não divulgar o código para que outras instituições e pesquisadores possam conferir se não há erros.

    Professor da Coppe/UFRJ e especialista em ciência de dados, Alexandre Evsukoff diz que conhecer um código é importante porque é possível entender as etapas das decisões que foram aplicadas.

    “Eu posso construir um código definindo para o computador: vá por esse caminho, abra a porta e entre. Quando essa etapa é vencida, o código determina outra ação e assim sucessivamente. Então, imagine que ao invés de fechada, a porta estivesse já aberta? Vai dar erro.”

    http://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/02/entenda-como-funciona-o-algoritmo-do-supremo-que-sorteou-o-novo-relator-da-lava-jato.html    

     

  22. O “algoritmo” foi simples

    O “algoritmo” foi simples desta vez:

    Há uma regra na distribuição que EQUILIBRA os processos distribuídos entre os membros de um grupo ou uma turma.

    Isto no MPF, no STF e outros tribunais.

    Como Fachin entrou sem assumir os processos de Teori, necessariamente, ele tinha 0 😀 Então, quase tudo agora irá para ele… 

    Mas nem precisa confiar apenas nisto.

    Após as distribuições aleatórias, o servidor que a faz tem a possibilidade de “redistribuir”, citando alguma regra interna, alguma portaria, algum impedimento… daí, às vezes, se “redistribui” até o “sorteio” cair no Ministro certo.

    É basicamente isto 😛

  23. Fazer um sorteio que lembra

    Fazer um sorteio que lembra as maracutais de sorteio de grupos de torneios de futebol [ a famosa boinha gelada ] não é nada para um tribunal que deu o pontapé na infame reforma da previdência. Explico = ano passado, o tribunal definiu que um aposentado que continua trabalhando registrado e tem o desconto do INSS não tem direito nem a pedir uma nova aposentadoria, nem a ter de volta o que pagou, ou não ter que pagar mais inss, ou pagar em nome de outra pessoa. Enfim, uma flagrante inconstitucionalidade= um cidadão pagar algo sem ter direito a nenhum benefício. E ainda alegaram que os aposentados tinham que pagar isso para ser solidário com o sistema. Justo um tribunal que representa juízes tão solidários, que não abrem moram de um centavo de seus infinitos auxilios, que nem imposto de renda pagam. 

  24. Nassa:
    Vc tem ideia de

    Nassa:

    Vc tem ideia de quantas x o relator perdeu de 4 x 1 e 3 x 2 ?

    Então, qual é Nassa?

    Sem contar que na maioria dos casos é o pleno que resolve.

    Mais uma vez:

     Qual é,Nassa ?

    Agora , dizer que o relator foi ”arranjado”,não resta dúvida.–assino embaixo.

    Mas não muda absolutamente nada pelo exposto acima.

    M A M ,recentemente, que o diga.—-como relator do caso Renan, perdeu a sua milionésima x relatando.

    • Voltou, Anarquista?
      Lembra

      Voltou, Anarquista?

      Lembra das 180 páginas para justificar o rito de impeachment injustificável do Cunha? Pois é…

      Primeira medida anunciada por Facchin: priorizar pedidos urgentes de réus presos(segundo a capa do Uol). E quem é o primeiro da lista? Ele, o Cunha. O que esse juiz deve ao Eduardo Cunha?

      E TCHAN, TCHAN, TCHAN ….Cunha não delatará Temer e toda a camarilha que tem nas mãos. Será que o juiz também?

      Ah! O sigilo das delações da Odebrecht continua mantido.

      • Como assim. ”Voltou” ?
        Eu

        Como assim. ”Voltou” ?

        Eu nunca fui.

        Sobre seu comentário:

        Lembra das 180 páginas para justificar o rito de impeachment injustificável do Cunha? Pois é…

        Resposta:

        Injustificável ?

         

        ”Primeira medida anunciada por Facchin: priorizar pedidos urgentes de réus presos(segundo a capa do Uol). E quem é o primeiro da lista? Ele, o Cunha. O que esse juiz deve ao Eduardo Cunha?”

        Resposta: Não deve nada  .Por acaso Facchim soltou alguém preso da Lava Jato ?

        ”E TCHAN, TCHAN, TCHAN ….Cunha não delatará Temer e toda a camarilha que tem nas mãos. Será que o juiz também”

        Resposta : e o que Faccim tema ver com isso ?

         

        ”Ah! O sigilo das delações da Odebrecht continua mantido.”

        Eu tbm quero que seja revelado.Mas  o cara assumiu ontem.

        E por mais rápido que seja ele não é The Flash

         

  25. Para Merval, o algoritmo não errou

    Certamente, na ótica enviesada do Merdal Pereira, o algoritmo teria errado se o sorteado fosse o Lewandovski

  26. Nada, absolutamente nada

    Nada, absolutamente nada surpreende em termos de vilania no “çupremo”, está em sua origem, no seu dna. A assim chamada “suprema corte” sempre foi anti-Brasil. São os mesmos que aos longo dos séculos traíram, se venderam, trabalharam contra a Justiça, limitando-se a praticar “justiça”. Somente para lembrar fatos recentes, esse “çupremo” (não corrigir, é com “ç” e minúsculo mesmo) fez pacto com o Hitler e entregou a esposa grávida do líder Luiz Carlos Prestes, presa no Brasil e enviada aos campos de concentração da Alemanha, durante a Segunda Grande Guerra, para morrer. Felizmente o Hitler, muito mais humano que o o nosso “çupremo” esperou que a prisioneira desse à luz à professora Anita Prestes antes de executar a Olga Benário Prestes. 

    Foi esse “çupremo” eternamente golpista e anti-Brasil que permitiu a cassação de seus melhores e honestos ministros durante a malfadada ditadura de 1964, por defenderem a Constituição, dever primário do STF.

    Esse “çupremo” que em 2016 foi participante e comandante do golpe midiático-jurídico-policial contra a honestíssima presidenta Dilma Roussef, sem crime algum.

    Esse “çupremo” refém do bandido de toga de Curitiba.

    E esse mesmo “çupremo” que permitiu o assassinato de um dos seus membros, o ministro Teori e, agora, da ex-primeira dama Marisa Letícia, pelo simples fato de ser a esposa do ex-presidente Lula, a cereja do bolo do facínora Moro, o imperador.

  27. Carmem Lucia usou a magica
    Carmem Lucia usou a magica dos olgaritmos ou falsos sorteios para escolher Fachin porque este ministro ja mostrou que tem medo da Globo e nao vai fazer o que o Teori ia fazer que era acabar o sigilo. Foi so o Teori infirmar que ia acabar com o sigilo pra evitar uso politico dos vazamentos parava Globo o homi foi assassinado

  28. Vamos lá …

    Vamos lá , a maioria que opinou aqui não reconheceria o Sr Algoritmo se o visse na rua ….

     

    🙂

  29. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome