Dallagnol e Janot são condenados pelo TCU por farra nas passagens e diárias na Lava Jato

Os procuradores da Lava Jato em Curitiba receberam mais de 2 milhões de reais em passagens e diárias em hotel

Deltan Dallagnol e Rodrigo Janot
Deltan Dallagnol e Rodrigo Janot à esquerda. Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou, por unanimidade, o ex-procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, e o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pela chamada farra das passagens de avião e diárias no período em que a operação esteve em vigor.

Os procuradores da Lava Jato em Curitiba receberam mais de 2 milhões de reais em passagens e diárias em hotel para trabalhar na capital curitibana.

O Ministério Público que atua junto ao TCU entendeu que muitas viagens poderiam ter sido evitadas se os procuradores tivessem sido transferidos para Curitiba, onde de fato eles passavam a maior parte do tempo.

Ao contrário disso, eles continuaram trabalhando em Curitiba, mas como se estivessem em uma “situação transitória”, e assim justificaram o reembolso por diárias e passagens.  

Além de Janot e Dallagnol, o ex-procurador-chefe do Paraná, João Vicente Romã, também foi condenado no TCU.

As informações são da coluna de Lauro Jardim em O Globo.

A FARRA DAS DIÁRIAS

Em setembro de 2017, o repórter Marcelo Auler buscou a assessoria de imprensa da Lava Jato em Curitiba para apurar uma situação “inusitada”. O jornalista apurou que o procurador Orlando Martello, lotado oficialmente em São Paulo, recebia milhares de reais todo mês, a título de diárias para cobrir despesas de moradia, alimentação e deslocamento, para trabalhar na capital do Paraná. Só que Martello é casado e tem filho com uma procuradora do Paraná, e o casal possui casa em Curitiba. Ambos recebem, ainda, auxílio-moradia em dobro. O pagamento de diárias a ele, portanto, pode até ser regular, mas é imoral nessas condições.

Mas a Lava Jato em Curitiba não parecia envergonhada por situações como a de Orlando Martello. Ao contrário: quando Auler publicou sua reportagem, a força-tarefa fez piada a respeito dos valores recebidos. Alguns procuradores disseram que a matéria só serviu para que eles percebessem que acumularam menos que Martello. Em tom de sarcasmo, propuseram fazer uma “vaquinha” para compensar aqueles que estavam se sentindo “mais pobrinhos”.

Conversas de Telegram divulgadas em março de 2021 pelo The Intercept Brasil mostram que o próprio Martello não se sentia incomodado com o recebimento das diárias. “Vou dizer [ao jornalista] que se CF [Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-procurador da Lava Jato] recebe sem trabalhar, pq eu não posso receber trabalhando”, disparou no chat de Telegram quando soube da demanda de Marcelo Auler.

Martello, segundo o Intercept, foi o segundo procurador que mais recebeu diárias na Lava Jato, R$ 461 mil. Diogo Castor de Mattos (que estava lotado no interior do Paraná, mas também mantinha casa em Curitiba) recebeu R$ 373 mil entre 2014 e 2019. Isso significa que ele tinha um ordenado de R$ 25 mil por mês e ainda engordava o bolso com uma média de R$ 11 mil extras, em diárias. Santos Lima, o “mais interessado” em esconder as diárias, recebeu R$ 361 mil. Jerusa Viecili, que reclamou de ter recebido pouco, tirou R$ 196 mil em diárias durante três anos.

Leia também:

1 – Lula obtém 25ª vitória judicial após arquivamento de denúncia baseada em delação de Delcídio

2 – STJ condena Deltan Dallagnol a indenizar Lula por causa do powerpoint do “caso triplex”

3 – A saída fácil de condenar Dallagnol, por Luis Nassif

  

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marcelo.j

- 2022-04-12 12:42:13

SE FIZEREM MAIS UMAS REFORMAS COMO CORTAR O SALÁRIO DOS TRABALHADORES EM 50% O BRASIL SERÁ COMPETITIVO,ATRAIRÁ BILHÕES DE INVESTIDORES ,CRIARÁ TRILHÕES DE EMPREGOS E GERARÁ QUAQUILHÕES DE RECEITAS(O O ESTADO?, SETOR PRIVADO?)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador