Defesa de Lula questiona validade de prova da OAS no caso triplex

Foto: Divulgação

Jornal GGN – O advogado Cristiano Zanin, que defende Lula de Sergio Moro no caso triplex, protocolou na quinta (25) duas manifestações que questionam a validade de provas juntas pela OAS, Renato Duque e força-tarefa da Lava Jato no processo em que o ex-presidente é acusado de receber a propriedade oculta de um apartamento no Guarujá e propina para manutenção do acervo presidencial.

Na primeira manifestação, o defensor de Lula indica que parte do documento entregue pela OAS pode ter sido falsificado. Isso porque os advogados de Leo Pinheiro anexaram alguns e-mails trocados entre executivos da empresa sobre o mesmo assunto (qual apartamento da obra no Guarujá merecia “atenção especial”) e, na página anterior a cada comunicação, fez um “comentário de revisão”.

Em um dos casos, o “attorney review comment” (comentário de revisão do advogado) diz que o apartamento que merecia atenção era o 164, que “supostamente” seria de Lula. Em outro, este questionado por Zanin, o comentário da defesa usou uma reportagem do Estadão, de 2016, para atrelar o imóvel objeto dos e-mails (de 2012) ao que é investigado pela Lava Jato. 

Para a defesa de Lula, isso basta para comunicar a Moro um possível “incidente de falsidade documental”.

Na segunta manifestação ao juiz de Curitiba, Zanin pede o “desentranhamento” de documentos anexados como provas dos depoimentos de Leo Pinheiro e Renato Duque, além de reabertura de instrução em relação a outras evidências levadas aos autos, como as agendas de Lula com a Petrobras, para que o ex-presidente possa apresentar o contraditório.

Abaixo, a nota completa:

Leia também:  Barroso afasta Chico Rodrigues do Senado por 90 dias

 A defesa do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou hoje
(25/05) duas manifestações  nos autos da Ação Penal nº
5046512-94.2016.4.04.7000 (tríplex e armazenamento do acervo
presidencial):

1- A primeira, trata de incidente de falsidade documental, com base no
artigo 145 do Código de Processo Penal, e se refere a uma suposta
cadeia de e-mails e documentos juntados em 15/05/2017 pelo acusado José
Aldemário Pinheiro (Leo Pinheiro), que teria se iniciado em 09/06/2012.
O incidente foi requerido porque essa mesma mensagem de 09/06/2012 faz
referência em seu corpo a uma reportagem de 04/03/2016, dos jornalistas
Julia Affonso, Andreza Matais, Mateus Coutinho e Fausto Macedo,
veiculada no portal do jornal O Estado de S.Paulo
(http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/operacao-aletheia-vasculha-triplex-164a-que-lula-diz-nao-ser-dele/
[1]);

    1.1. A reportagem de 2016 foi inserida em um campo intitulado
“Attorney Review Comments” (comentários da revisão do advogado),
mas não há qualquer indicação da finalidade da suposta alteração
ou, ainda, da extensão em que teria sido realizada no documento
originário;

    1.2. Diante das _“iNCONSISTÊNCIAS CONTIDAS NOS REGISTROS OU,
AINDA, DA REAL POSSIBILIDADE DE INAUTENCIDADE DO SEU CONTEÚDO, o
REQUERENTE suscita e requer a instauração do presente INCIDENTE
PROCESSUAL DE FALSIDADE DOCUMENTAL, com o escopo de se verificar sua
AUTENTICIDADE OU FALSIDADE uma vez manifesta a contradição
CRONOLÓGICA entre as informações que neles se contém ou, no mínimo,
A REAL POSSIBILIDADE DE TER HAVIDO A INCLUSÃO A POSTERIORI DE
INFORMAÇÕES nas supostas correspondências trazidas aos autos”_, diz
a peça.

2- A segunda, faz referência a documentos juntados na mesma
oportunidade pelo Ministério Público Federal, por José Aldemário
Pinheiro e por Renato de Souza Duque e pede o desentranhamento de alguns
deles, por impertinência com o objeto da acusação e, também, a
reabertura da instrução em relação a outros, a fim de que sejam
submetidos ao contraditório, seguindo a lógica de que a defesa deve
ser a última a falar na ação.

    2.1 – Na mesma petição é demonstrado que o MPF tentou
transformar a participação do ex-Presidente Lula em eventos e
cerimônias públicas ou, ainda, compromissos internacionais com Chefes
de Estado e representantes de outros Países, em encontros privados com
diretores da Petrobras, o que jamais existiu, como foi esclarecido por
Lula em depoimento prestado em 10/05/2017; há farto registro documental
que mostra a impropriedade da insinuação do MPF, que foi usada pela
imprensa como se realidade fosse, sem verificação;

    2.2. Além dos documentos que demonstram a impropriedade da
insinuação do MPF em relação a essas “agendas”, também foi
anexado à manifestação o depoimento prestado ontem (24/05) pelo
ex-Diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa na ação penal n.
5063130-17.2016.4.04.7000, oportunidade em que ele reafirmou: _“eu
nunca tive nenhum almoço particular com o Presidente Lula, eu não
tinha intimidade para ter um almoço particular com o Presidente Lula.
Então quando se fala isso são essas inaugurações ai que eu acabei de
citar”_.

3 – Caberá ao juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba
analisar essas manifestações e, eventualmente, determinar as
providências ali requeridas, uma vez que diante das recentes
intervenções do MPF e dos corréus  José Aldemário Pinheiro e Renato
de Souza Duque o encerramento da instrução mostrou-se precoce e
incompatível com a garantia constitucional do devido processo legal e
seus desdobramentos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. e só piora pro

    e só piora pro seginho….

    ah, q saudade daquele leitinho com pÊra da dona odete lá em maringá…hein serginho?!

    ta valendo a pena? era oq vc esperava? acho q não……e os papos com aécio? naquele alegria ainda ou ele tá caguejando muito e ‘todo oriçado’? e perrela foi aí dar um oi? ainda não?

    bravos permanecem ao lado dos justos, as canalhas restam os covardes. 

    E onde vc acha q tá, em qual desse grupos? perceba q nao pergunto ’em qual gostaria de estar’ e sim ’em qual vc sabe q está’.

     

    vc tá no grupo de MT, angorá, mineirinho, claudia TELERJ cruz e ed cunha grana suiça…..um grupo bem proximo de sergino cabral, pezin e dornelees…..

    e aí, te orgulha muito seus cumprades? ou só geram “vergonhas”? agora se ligou em qual grupo tu se encontra?

    o mundo se ligou. bjão!

  2. porqueiras

    essa cambada de porqueiras, até para fraudar um processo, fazem-no da única forma que conseguem: como porcos ordinários.

    e nós contribuintes, sustentando esses verdadeiros sacos de bosta ambulantes a peso de ouro.

    cadeia neles por organizaçãp criminosa, fraude processual, atentado contra a ordem pública etc.

  3. A verdade as acusação contra

    A verdade as acusação contra Lula – após anos de investigações e, agora, contando com os mais modernos e eficientes recursos técnicos – se limita a fofocas, mexericos, fuxicos, intrigas, supostos diálogos, no disse que disse. Nada de concreto, palpável, positivo, material foi encontrado…

  4. Vemos, em várias denúncias

    Vemos, em várias denúncias disponíveis na internet, de que a Globo comanda, manda e desmanda, apoiada pelas demais integrantes da grande mídia brasileira, as ações, as ações realizadas pela operação lava jato, especialmente contra Lula e o PT. Sendo assim, imagino que só alguns loucos ou, então, alguns interesseiros e oportunistas, integrantes da força tarefa, se prestariam ao imenso risco de ouvir os conselhos (ou será as ordens?) justamente daquela que possui um desabonador histórico de ter seu nome envolvido em escandalos com vários tipos de fraude, como por exemplo: proconsult, documento fraudado na compra da Tv Paulista, fraude documental encontrada na compra do imóvel da sede em SP, ações criminosas conscientemente planejadas para sonegar impostos sobre a transmissão da Copa do Mundo de 2002, ocultação de patrimônio do TRIPLEX e do HELIPORTO, em ilha de Paraty. Se a força tarefa realmente confia na Globo e aceita seus conselhos (ou será ordens?), para sairem na telinha Plim Plim da Venus Platinada (Globo Overseas Investment BV) é sinal que a justiça subiu no telhado e em vez de chamarmos os bombeiros para providenciar a sua descida, nós podemos entender que será melhor chamar os camburões para fazerem fila e enquadrar infiltrados meliantes nos conformes da lei.

  5. Matou a pau!

    “(…) advogado que defende Lula de Sérgio Moro no caso triplex”!!

    Sensacional!! O blog matou a pau com a sutileza!! Nada mais verdadeiro!!

    Parabéns!

  6. A Vaidade da Força Tarefa

    Os procuradores da Força Tarefa da Lava Jato estão fugindo dos seus propósitos: o de investigar com isenção. Contra o Lula eles são capazes de tudo para incrimina-lo, inclusive de falsificar documentos. Para eles, o “fim justifica os meios”. se tornaram uma “quadrilha organizada”, junto com a grande mídia neste filme de horror que se tornou toda esta investigação. Precisamos denunciar cada ato obscuro dessa gente maliciosa e cínica!!!

  7. Novamente, uma vez mais , o
    Novamente, uma vez mais , o MPF adultera  fatos e documentos tentando torná-los provas contra Lula.Isso é muito feio e indigno de uma Instituição que tem como missão defender a Lei e a Sociedade.É uma vergonha que um grupo de desonestos ajam dessa maneira, somente por preconceito de casta contra quem não pertence à sua casta privilegiada.Mais uma vez, eu digo, que isso é uma vergonha! Todo esse corpo de falsificadores devia ser demitido a bem do Serviço Público.Deveria ser examinado, inclusive, em que circunstâncias fizeram o concurso público mediante o qual foram admitidos nos quadros do MPF.

  8.      Qual terá sido o “marco

         Qual terá sido o “marco zero”, o “big-bang”, a gênese dessa fábula de que o apartamento foi dado como propina ao Lula? Em que exato momento essa hipótese foi levantada? Acho que identificado esse instante inicial, a mente por trás da tese e a intenção infame de conspurcar a verdade real para perseguir, essa ficção vulgar não prevalecerá.   

             Minha profunda tristeza e simpatia para com os familiares e amigos das vítimas dos massacres de Mato Grosso e Pará.   De cortar o coração a imagem das panelas e outras vasilhas limpinhas e areadas,  emborcadas em cima da mesa do barracão de uma das vítimas em Mato Grosso; no piso, perto da cama humilde, a mancha de sangue. Quanta atrocidade nesse Brasil profundo. Quanta dor e sofrimento. Vergonhoso e revoltante que isso não tenha um fim.

         

          

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome