“Essa imprensa sabia de tudo e agora fica nessa demagogia”, diz Emílio Odebrecht

Jornal GGN – Em depoimento diante do procuradores da República, em Brasília, Emílio Odebrecht, patriarca da empreiteira alvo da Lava Jato, disse que fica “incomodado” com a cobertura jornalística que parte da grande mídia faz sobre a operação, tratando com doses exageradas de “surpresa” as revelações sobre esquemas que, na verdade, são praticados no País há pelo menos 30 anos.

“O que me surpreende é quando vejo todos esses poderes, até a imprensa, todos [agindo] realmente como se fosse uma surpresa. Me incomoda isso. Não exime em nada nossa responsabilidade. Não exime em nada nossa benevolência. Não exime em nada que nós praticamente passamos a olhar isso com normalidade. Porque em 30 anos, é difícil não ver isso como nornalidade.”

“O que me entristece (…) é que a imprensa toda sabia que efetivamente o que acontecia era isso. Por que agora estão fazendo tudo isso? Por que não fizeram há 10 ou 15 anos atrás? Porque tudo isso acontece há 30 anos!”, disse.

Emílio disse que compreende que os procuradores da Lava Jato, como são jovens, estão empolgados com as descobertas e que admira o trabalho e é o primeiro a querer colaborar com as investigações.

“Agora, os mais velhos, os das minha geração? Me perdoem, mas não aceitou essa omissão, de nenhuma área. É importante que haja compreensão disso, isso é realidade: A própria imprensa… Pode botar na conta, essa imprensa sabia de tudo e agora fica nessa demagogia. Eu acho que todos deveriam fazer uma lavagem de roupa nas suas casas”, disparou.

Leia também:  Investigação de TCU sobre declaração de Guedes entra em nervo exposto da corrupção financeira, por Luis Nassif

Os vídeos da delação de Emílio à PGR foram divulgados pelo Estadão. Eles tratam principalmente do Anexo 10 da delação premiada, sobre um encontro com Lula, em 2009, para tratar do chamado Refis da crise. 

No depoimento, Emílio diz que foi conversar com Lula para que o então presidente discutisse o projeto com Guido Mantega, titular da Fazenda, pois haveria impacto para as finanças da Braskem e empresas de diversos outros setores. Emílio disse ainda que Lula ficou de conversar com Mantega, numa resposta protocolar. O patriarca da Odebrecht disse que, assim, atendia a um pedido de Marcelo Odebrecht, e que não havia, pelo menos de acordo com o que conhecia, nenhuma propina envolvida.

https://www.youtube.com/watch?v=fJGp6NRZygo]

[video:https://www.youtube.com/watch?v=gsnZEiLP4Fk

Leia mais: Imprensa criou departamento de propina, repasses eram para todos, diz Emílio Odebrecht

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

24 comentários

  1. Deveria ter chutado o balde
    O ar Emilio deveria ter chutado o balde há trinta anos, e não aceitar conviver a corrupção.

    • Outro aceitaria

      Outro aceitaria e só mudaria o personagem. O enredo, a corrupação, é consequência natural da tentativa de convivência impossível entre democracia e capitalismo.

      É da essência da democracia igualdade entre os cidadãos, enquanto é da essência do capitalismo da desigualdade. Para o capitalismo triunfar é necessário corromper a democracia para mitigar o poder dos cidadãos que não têm dinheiro, destruindo a essência democrática da igualdade de poder. 

  2. Ensaio da peça “A delação”
    Eu não sei se estou ficando velho ou intolerante a lactose mas vocês prestaram atenção a delação do Emílio? A todo momento ele baixava a cabeça para ler o script que entregaram a ele, parecia que eu estava assistindo aquela série dá Netflix Making a murderer, nesse caso se Making a corrupt, no fim dá leitura só faltou ele dizer assinado Sérgio Moro, vamos acorda!

  3. Ensaio da peça “A delação”
    Eu não sei se estou ficando velho ou intolerante a lactose mas vocês prestaram atenção a delação do Emílio? A todo momento ele baixava a cabeça para ler o script que entregaram a ele, parecia que eu estava assistindo aquela série dá Netflix Making a murderer, nesse caso Making a corrupt, no fim dá leitura só faltou ele dizer assinado Sérgio Moro, vamos acorda!

  4. Trinta anos o seu rabo

    Trinta anos o seu rabo emílio! Larga a mão de ser bunda móle e pelo menos fala a verdade seu marica! Conforme o compadre aqui, já no periodo da ditadura militar as madeireiras e demais fornecedores para construtoras e assemelhadas lançavam nos balanços e balancetes as propinas como ‘PROPINA”… era práticamente normal pois “propina” não estava criminalizada como os golpistas criminalizaram agora para ferra o Lula e o PT. Queremos os nossos votos de volta! Roubaram 55 milhões de votos dos brasileiros democráticos de verdade! Queremos cana para o chefe testa de ferro fernando henrique cardoso, bem como para todos os demotucanos peemedebistas golpistas saqueadores e assassinos, diria o totalmente esquecido Teori!

  5. relações promíscuas

    Por que ninguém fala das relações promíscuas da Rede Globo com os Srs. Cabral Filho e Eduardo Paes?

  6. Não vou pregar o moralismo

    Não vou pregar o moralismo hipócrita e cínico que permeia essa nossa sociedade podre. Que isso sempre existiu qualquer um que consegue somar 1+1 sabia. Aceito, porque entendo que faz parte do jogo, ainda mais numa sociedade capitalista, frívola, tola e  como nossa. Não quero corrigir o mundo.

    O que não posso aceitar é o espanto imbecilizado de quem acha que a política é e deve ser feita por virgens imaculadas. Muito menos aceito os idiotas que veem a Lava Jato destruir o país e não faze nada.

     

  7. Essa imprensa sabia de tudo

    Essa imprensa sabia de tudo só que não podia revelar pois o assunto estava sob segredo de INJUSTICA.

  8. Então coloca a imprensa nessa roda também.

    Aproveita e entrega também os chefões da grande mídia. E põe o judiciário na roda também. Se não vai virar todo muindo refem desse pessoal da gerande midia e judiciário.

  9. Todos sabiam: TODOS! Somos um

    Todos sabiam: TODOS! Somos um país de hipócritas! 

    Quem não sabia que nosso sistema político SEMPRE operou na base e no cume através de uma parceria promíscua com o mundo empresarial? Quem não sabia que ao fim e ao cabo o primeiro SEMPRE trabalhou em função do segundo ficando o eleitor, o cidadão comum, sempre em segundo plano?

    Quem não sabia que TODOS OS ORÇAMENTOS PÚBLICOS, ou seja, das três instâncias federativas e até dos três poderes sempre foram elaborados de modo a atender interesses que não só os públicos? 

    Quem não sabia que em TODAS AS ELEIÇÕES os financiadores, por óbvio, são os proprietários do Capital, e que portanto estes certamente nunca o fazem por diletantismo ou espírito público, e sim, como “investimento”?

    O que temos não é o despertar tardio de consciências, mas a irrupção do mais cristalino cinismo. 

     

    • todos…

      JB. não sei se que entendi direito, mas creio que seu texto foi de corcodância à citação de Emilio. Espero. Antes de tudo: Liberdade ao Marcelo !!! Ficou escrachado que vivemos numa farsa. que redemocratização e nova Constituição foi mudar tudo para continuar tudo igual. Que a Casa Grande é um conjunto de bandidos a extorquir um país, seu povo, sua economia, sua soberania, seus empresários e empresas. Estamos jogando os empregos e vidas de mais de 150.000 pessoas no lixo.  Pessoas que trabalham na Odebrecht e nada tem a ver com tamanha sujeira na Politica. Tal Casa Grande, agora com novos comodos, novas cores e novo moradores. Mas Coronéis, todos.  E a imprensa sempre conivente com isto. É a pura verdade. E entidades civis de todo país no mesmo balaio. OAB, por exemplo, sempre omissa e mancomunada com a bárbarie. Como? Com a manutenção de eleições indiretas dando poder à ditadura das federações e das carteirinhas. Democracia farsante. Não existe saúde pública, não existe escolas decentes, não existe transporte público com preços módicos e de qualidade, não existe segurança, não existe Justiça, não existe Estado…? Tudo está esclarecido. Nunca foram o propósito nem o objetivo. Nem em municípios, nem em estados, nem na Federação. Os objetivos e intestinos estão expostos. Como disse Emilio, sempre estiveram. Apenas o  cincismo os encobriam. 

  10. O Jornal Hoje de ontem

    O Jornal Hoje de ontem dedicou parte substancial do noticiário com Lula, e depois a mesma coisa em outros tantos, assim como fez a BAND, e outras que não vi devem ter agido do mesmo modo. Ou Lula vem na primeira, ou na última, mas com destaque, claro.

    É incrível como a impresa tem poder. Sabe-se que nenhum depoimento dos Odebrecht poderia estar num jornal em totalidade. Aí, tira-se parte do todo, e exatamente o que pode dar uma única conotação. 

    À PF e à Justiça cabe analisar, de per si, cada depoimento, para, num futuro próximo, concluir, com provas, a autenticidade das delações. Já a imprensa, faz sua prórpia investigação, porém apenas para conseguir extrair de todas o que lhe interessa.

    Não sei se todos observaram que apenas alkmin e FHC tiveram suas imagens refletidas nos diversos jornais para se defenderem. Quando Lula teria essa oportunidade? Ou Dilma. 

  11. ACM foi quem viabilizou o crescimento da Odebrecht

    Na Bahia todo mundo com algum grau de informação qualificada sabe que ACM foi o cara que viabiliozu o crescimento da Odebrecht ainda durante a ditadura. O jornalista e deputado do PT Emiliano José fez, na década de 1970, uma importante reportagem mostrando o superfaturamento da barragem Pedra do Cavalo, feita pela Odebrecht para abastecimento de água de Salvador e que viabilizou a possibilidade da construtora participar de concorrência internacional. É isso, vivemos um país de desinformados. Desde a Colonia os governantes desse país são agentes privilegiados do capital. A nossa República é uma falácia. A democracia é uma hipocrisia. Os políticos são uma casta de privilegiados e internediaários do capital para sequestrar o Estado e o Orçamento público. O povão sabe que a imensa maioria dos política é canalha, mas pouco pode fazer para mudar a situação. A criação do PT foi uma tentativa para mudar isto. A primeira reforma deveria ser a reforma política. Acabar com esse negócio de deputado e senador viverem no céu antes de morrerem. O cara é eleito e tem um bando de assessores. Ele é mais importante que o partido. Ele é o Partido, o seu partido, e tudo fará para continuar assim. É preciso, dentre muitas outras coisas, acabar com esse mundo de assessores individuais. Dever-se-ia criar um corpo de assessoria técnica do Legislativo. Cada deputado, se quiser mais assessores que contrate com seu proprio salário que, por sinal, deve ser dramaticamente reduzido para desestimular esse bando de canalhas que fazem carreira na política. O sistema é podre de alto a baixo. O povo precisa proclamar a República no Brasil. Quando votamos no PT o nosso desejo era que esse partido liderasse uma grande transformação política no país. Lula, que é de fato um grande líder, tornou o PT um partido dele mesmo. O PT virou o partido do Lula e nada mais que isso. Lula escolheu a Dilma candidata, que pode ter sido excelente ministra mas não reunia qualidades suficientes para ser presidente, mas Lula dispensou lideranças políticas do partido para fazer a “sua” candidata. Além do mais, desde que se entregou a essa canalha que deu o golpe Lula e o PT deixaram de representar a real possibilidade de transformar a política do país. Veja o que Lula e Dilma fizeram para melhorar a qualidade do STF e da política brasileira. Depois de três mandatos presidenciais petistas, a correlação de forças no parlamento tornou-se favorávcel à direita. O que isto significa? O PT adubou o terreno para a direita florescer? 

  12. O Sr. Emílio definiu como

    O Sr. Emílio definiu como demagogia  o comportamento da mídia golpista, deveria ter definido como “cumplicidade”. A rede globo e seus comparsas atuam como uma organização criminosa a serviço das corporações e da banca financeira.  

  13. Capas da Veja com Aécio, Serra e Alckmin de graça???

    Cada um desses políticos na lista da Odebretch tinha seus defensores fiéis na imprensa.

    Não é difícil cita-los… de cabeça podemos lembrar de vários Serristas, Aecistas… todos jornalistas experientes e enganados… que ingênuos.

    As históricas capas da Veja promovendo Aécio, Serra e Alcmin nas campanhas presidenciais foram de graça??? Alguém deveria bater as datas dos depósitos da Odebretch com as capas da Veja… acho muito suspeito… 

    Roberto Civita frequentou a fazenda de Aécio e não desconfiou que ele levava uma mesada de milhões???

    Repórteres acompanharam as campanhas de Dilma e Aécio… se acusam Dilma de saber de tudo, provavelmente o repórter deve ter visto alguma coisa… nada???

    A prima de Aécio na Globo News nunca soube que seu primo tinha um patrimônio uns 80 milhões acima do esperado???

    Reinaldo Azevedo defendeu Serra de todas as acusações, inclusive das que foram muito bem documentadas… de graça???

    FHC foi defendido por 100% dagrande mídia… a troco de que??? Esses jornalistas nunca ouviram falar de Mírian Dutra???

    CHEGOU A HORA DE COBRAR O PREÇO DA PARCIALIDADE DA MÍDIA!!!

    ELES SÃO CO-RESPONSÁVEIS PELOS BANDIDOS DO PSDB!

     

  14. Em razão de tais crimes caberia a estatização das empreiteiras

    Em razão de tais crimes caberia a estatização das empreiteiras

    Efetivamente, o crime é da iniciativa privada, sabotando o Estado, e, nesse caso deveria ser analisado em toda sua potencial gravidade e, em relação à empresa que realizou tal ato, esta poderia ser estatizada, não somente porque os prejuízos são de tal monta que somente esta medida é possível para cobrir parte dos prejuízos, mas principalmente para proteção do Estado, que foi atingido em sua soberania, pois tal pratica subverte a democracia, a livre inciativa e a liberdade de todos cidadãos brasileiros.

    A Petrobras, enquanto empresa estatal demonstra sua absoluta competência – conquista prêmios internacionais de excelência – , ao contrário do que falam seus detratores da grande mídia e políticos de tendência liberal (PSDB DEM PP PPS), que através do braço privado, empreiteiras e seus executivos, doleiros e intermediários para lavar dinheiro, corrompem, através de muitos milhões de dólares, outros executivos da empresa.

    A parte do Estado, a estatal e seu corpo de funcionários – acumulo de tecnologia e know-how humano -, são exemplares, já a parte da dita “livre empresa” – via executivos e suas relações com o grande capital -, neste campo, resta comprovada sua podridão.

    Entretanto, por incrível que pareça, depois disso, os corruptos, os ladrões, do alto de sua empáfia, de sua podridão, postulam, através de seus parceiros da grande mídia,  que tudo lhes seja entregue.

    No caso, a Petrobrás, vítima, corrompida por grandes empresas (nacionais), segundo estes porta-vozes “defensores da livre iniciativa” (grande mídia), para sua preservação, deve ser entregue, acreditem, a outras grandes empresas(neste caso, internacionais).

    Inacreditável.

    Advogam a tese que, a Petrobrás, empresa estatal, roubada por empresários, deverá ser tirada do povo brasileiro e, “doada”(sob a forma de venda justificada), para outros empresários (e, ainda que não sejam os atuais “livres empreendedores”, mas simplesmente a outros “livres empreendedores do setor petrolífero” – conhecidos no mundo inteiro há décadas por suas guerras, corrupção, poluição e exploração desenfreada -, que são, tão ou mais vorazes, e com a mesma falta de caráter que os precedentes, talvez o idioma não seja o mesmo, mas a inexistência de escrúpulos e a exploração absoluta e predatória é a mesma).

    A mentira e manipulação absoluta consiste na omissão e alteração da ordem dos fatos de modo a tornar a Petrobrás culpada de atos que tem origem externa à companhia.

    Alegam, na maior desfaçatez que, sendo a Petrobrás, controlada pelo Estado, mesmo que a corrupção tenha sua origem na inciativa privada, em razão da atuação corrompida de Executivos da empresa e políticos, neste caso, a corrupção, se transmudaria, de privada para estatal.

    Esta tese, espúria e desonesta, é tão abjeta, que simplesmente suprime o corruptor privado, e coloca o estigma de corrupto na Estatal, que é vitima, pois, atingia pela corrupção via cooptação de seus empregados, intermediada por políticos (sistematicamente apoiados pelas empresas).

    Efetivamente, o crime é da iniciativa privada, sabotando o Estado, e, nesse caso deveria ser analisado em toda sua potencial gravidade e, em relação à empresa que realizou tal ato, esta deveria ser estatizada (a serem transformadas em sociedades de economia mista e vinculadas ao fundo de previdência estatal), não somente porque os prejuízos são de tal monta que somente esta medida é possível para cobrir parte dos prejuízos, mas principalmente para proteção do Estado, que foi atingido em sua soberania, pois tal pratica subverte a democracia, a livre inciativa e a liberdade de todos cidadãos brasileiros.

    Ao contrário, a grande imprensa, porta voz do capital, na maior desfaçatez, com dedo em riste, culpa o Estado, que de vítima, se torna réu, ao qual, em nome da moralidade nacional, deve ser aplicada a pena máxima, ou seja, se tornar mínimo.   

     

    • Concordo e muito!

      Mas o Brasil não possui “Departamento de Estado” compatível com este nível de pensamento.

      A iniciativa privada rouba o estado e o estado deve ser mínino como pena para evitar que seja roubado novamente.

      É o mesmo que fechar um banco para evitar que seja roubado novamente.

  15. Globo nada a Temer

    Enquanto o Temer é denunciado por acertar propina de US$ 40.000.000 a Globo destaca que o PT sabia dos desvios de Palocci. Essa Globo é um lixo, um esgoto e merece apoiar esses corruptos.

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome