MPF abre inquérito para apurar agentes da Polícia Rodoviária Federal

Procuradoria em Rondônia encontra sinais de abuso de autoridade cometido por policiais durante visita de Bolsonaro à Boa Vista

Agente da PRF de costas, durante uma operação nas estradas
Foto: Polícia Rodoviária Federal/Agência Brasil

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) cometeram abuso de autoridade durante visita do presidente Jair Bolsonaro ao estado de Rondônia, e serão alvo de inquérito civil por parte do Ministério Público Federal.

O caso ocorreu em fevereiro, quando Bolsonaro esteve na cidade de Porto Velho (RO) para uma reunião com o presidente do Peru, Pedro Castillo.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, os dados apurados em investigação preliminar – agora convertida em inquérito – mostram que policiais rodoviários federais tentaram intimidar opositores de Bolsonaro ao ameaça-los de prisão por desacato caso mostrassem cartazes com críticas ao presidente.

A Procuradoria da República em Rondônia ressaltou que os autores do protesto – que tinham em mãos cartazes a favor da ciência e contrários a Bolsonaro – portavam as faixas de forma ordeira em via pública.

De acordo com o MPF, os registros sobre a abordagem policial apontam “aparente abuso de autoridade por parte de agentes da PRF com ameaça de condução por desacato, o que parece completamente desproporcional em relação à atitude dos manifestantes”.

Leia Também

TSE determina exclusão de vídeos da reunião de Bolsonaro com embaixadores

Moraes manda identificar integrantes de grupo por ameaças ao STF

MPE diz que Lula não cometeu infração ao chamar Bolsonaro de ‘genocida’

Tatiane Correia

Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador