O dia em que a enteada de Gilmar salvou a vida de Genoíno

Larissa Feitosa alertou o juiz da Vara de Execuções Penais, Ademar de Vasconcellos. Mas a VEP proibiu a remoção para o INCOR

Recebo telefonema de Guiomar Feitosa, esposa do Ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal) e mãe da terapeuta ocupacional Larissa Feitosa.

Anos atrás, Guiomar foi alvo de acusações de nepotismo. Solicitou espaço no Blog para se defender. As explicações, satisfatórias, foram integralmente respeitadas e acatadas pelo Blog.

Em vista desse histórico, Guiomar solicita justiça para sua filha.

Na semana passada, Larissa foi alvo de reportagem no Estadão Online, informando ter sido uma das 16 pessoas readmitidas no serviço público do Distrito Federal pelo recém-eleito governador José Roberto Arruda, depois do ato espetaculoso de demitir 14 mil funcionários. A reportagem relacionava o episódio com a defesa apaixonada de Arruda, feita por Gilmar junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em vez de informar sobre o currículo de Larissa, a assessoria de Gilmar enviou uma nota ao jornal esclarecendo  que, na época da readmissão, Larissa ainda não era enteada de Gilmar. Por aqui, rebati mostrando que, naquele período, Guiomar e Gilmar se relacionavam e que a defesa recorria a uma mera formalidade como álibi.

O trabalho de Larissa

Guiomar não pretende defender a atividade do marido. Considera-o um juiz rigoroso no cumprimento da lei, que não se curva a nenhuma pressão e, com suas sentenças, contenta 50% das pessoas e desconta outros 50%. Ensaia uma defesa dos argumentos que utilizou em favor de Arruda, mas decide se concentrar na defesa da filha, falar da filha, de seu currículo e seu trabalho. E, da conversa – e de indicações de matérias na Internet – emerge um novo personagem, com vida própria e obra significativa.

Como Gerente de Saúde Prisional do Distrito Federal, Larissa conseguiu transformar o sistema prisional local em referência nacional, trabalhando justamente no presídio da Papuda – que recebeu os condenados pela AP 470.

Alguns prisioneiros da Papuda trabalham em regime semiaberto, diz Guiomar. De dia trabalham e   voltam para a Papuda para dormir. A filha trabalha em regime semifechado. Passa o dia na Papuda e somente chega em casa para dormir quase sempre depois das 20 horas.

Leia também:  O que Palocci disse sobre os grandes bancos (e a Lava Jato em Curitiba ignorou)

Algumas vezes, quando não conseguiu apoio para seu trabalho, Larissa pensou em desistir do emprego, mas sempre voltou atrás pela quase impossibilidade de encontrar alguém que se habilitasse àquele trabalho.

Guiomar lembra que se a filha estivesse atrás de cargos públicos, não seria no presídio da Papuda com seu trabalho insano.

Considera-se uma funcionária da saúde, sem ligações partidárias. Mas, para a mãe, admitiu: “Eu trabalho desde 2002 no DF, e Agnelo foi o único governador que efetivamente fez alguma coisa na área da saúde. Só que a saúde é tão caótica, que não aparece o trabalho feito”.

No trabalho, Larissa conseguiu vários avanços civilizatórios.

Implementou mamografia para presidiárias, conseguiu a proibição para consultas médicas do presidiário no pátio – nas quais o prisioneiro tinha que se desnudar na frente de todos os colegas. Coordenou mutirões de vacina contra a gripe influenza em seis unidades prisionais.

Todo preso que entra no sistema prisional recebe uma palestra sobre saúde, sobre as doenças mais comuns. Há atualização no cartão de vacinas para adultos, que preenche um questionário informando se é dependente químico e as prioridades do que ele precisa – se médico, se serviço social.

As entradas no sistema prisional acontecem às terças e sextas-feiras, uma média de 90 a 150 prisioneiros recebidos por uma equipe de saúde para as consultas iniciais. Depois, recebem atendimento na Unidade de Saúde.

A visão de Larissa é que o prisioneiro não é apenas ele, mas eu entorno, sua mãe, esposa, filhos, que não podem ficar abandonados com sua prisão. Quando um abusador sexual é libertado, por exemplo, monta-se todo um atendimento fora para acompanhar pais que abusaram de filhas e que estão de volta ao seio da família.

“Eu sei a mudança que foi feita na saúde no Distrito Federal”, conta Larissa. “O problema é que as pessoas não tem memória”. Quando Agnelo assumiu, o Hospital de Ceilândia estava fechada. A saúde prisional tinha uma equipe apenas para 11 mil prisioneiros.

Leia também:  Casos triplex e Atibaia nasceram corrompidos, diz defesa de Lula

Seu trabalho foi elogiado pelo juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal (http://migre.me/lE5ip), que se considerava seu parceiro.

Coincidência ou não, um dos grandes trabalhos de Gilmar, à frente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) foi um mutirão carcerário, destinado a libertar presos que já tinham cumprido sua pena.

O caso Genoíno

A maior prova do caráter de Larissa foi dada no episódio José Genoíno.

Quando Genoino entrou no presídio, o médico estava de férias. Na sexta-feira foi convocado um médico para os primeiros exames, que constatou que Genoíno estava bem. Na quarta-feira houve alteração no exame. Genoíno piorou sensivelmente e o médico recomendou que fosse encaminhado para o Incor.
 
Mesmo informado pelo médico de que Genoíno apresentava agravamento no quadro, e da confiança que dizia depositar em Larissa, o juiz da VEP, Ademar de Vasconcelos, apareceu na Papuda e proibiu a remoção.
 
No dia seguinte, Larissa sugeriu para o médico repetir o exame. A conclusão foi taxativa: tem que ser removido para o Incor, não tem escolha.
 
Larissa resolveu agir por conta própria. Ligou para o Secretário da Saúde, que entrou em contato com a direção do Incor. O Coordenador do Sistema Presidiário veio falar com ela. Sua posição não mudou: não se trata de opção, Genoíno vai para o Incor.
 
Decidiu não informar o juiz da decisão, para não colocar a vida de Genoíno em risco. Do lado de fora, a imprensa vigiava cada passo. Larissa foi na frente para preparar a entrada no Incor. E o Diretor do presídio e o médico seguiram com Genoíno em um carro descaracterizado, a salvo da imprensa. Pelos resultados dos exames, o Incor não descartou a possibilidade de infarto.
 
Do hospital, ligou para a mãe. “Mamãe, estou aqui com o Genoíno, tive que tirar porque senão ele poderia ter uma coisa dentro do presídio, e acho que o Joaquim (Barbosa) virá com tudo para cima de mim. Serei responsabilizada, mas não tinha alternativa”.

Houve uma confusão na blogosfera, com os blogs informando de um laudo atestando a gravidade da doença de Genoíno, supostamente assinado por ela.

Leia também:  Reflexões sobre um Projeto de Lei problemático, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Larissa era Gerente de Saúde Prisional, terapeuta ocupacional, nunca se declarou médica nem assinou laudo algum. Mas sofreu uma forte investida da categoria dos médicos.

Jamais se manifestou publicamente, aguentando tudo calada.

Em casa, desabafava com a mãe, inclusive como testemunha dos abusos cometidos contra os prisioneiros da AP 470.

Quando as promotoras do Distrito Federal e o juiz da VEP falaram dos supostos privilégios concedidos a José Dirceu e a Delúbio ficou indignada. “Mamãe, isso é falso. Eles não têm privilégio algum”.

As implicações do caso

O depoimento de Larissa levanta uma questão grave.

Há que se apurar as responsabilidades.
 
A do juiz Ademar Vasconcellos é evidente. Foi pessoalmente informado sobre a gravidade do quadro do Genoíno. E desconsiderou a informação e proibiu a remoção de Genoíno para o hospital.
 
Em relação às juntas médicas que atestavam a suposta boa saúde de Genoíno, se as condições do paciente estavam sujeitas a alterações – conforme atestado pelo laudo médico da Papuda – como pode um laudo médico basear-se exclusivamente em laudos obtidos em condições ideais de repouso, se o laudo serviria para mantê-lo justamente onde sua saúde piorava?

Não se sabe ainda até que ponto essas informações chegaram ou não a Joaquim Barbosa.

Mas não dá para varrer para baixo do tapete esses episódios. Houve uma ação deliberada que submeteu Genoíno a risco de morte e só não se consumou devido ação abnegada de funcionários públicos exemplares.

Esse trabalho macabro só foi interrompido quando o Ministério Público Federal entrou no caso e, através da Procuradora Geral em exercício, Ela Wiecko, colocou bom senso no episódio e interrompeu o massacre.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

91 comentários

  1. Muitas vezes fazemos juízos

    Muitas vezes fazemos juízos  apressados de pessoas. Em especial quando há no meio personalidades que repudiamos. Não tenho dados para avaliar esse caso da readmissão no serviço público de Brasília pela ex-governador Rpberto Arruda. Agora, esse gesto de humanidade e profissionalismo envolvendo José Genoíno e as manifestações dela em defesa do réus da AP 470 me faz a partir de agora ser seu admirador.

  2. Esta menina tem meu

    Esta menina tem meu respeito.

     

    Muito embora eu acho que ela sofrerá represálias pela sua atitude heróica de salvar uma vida, que para alguns poderosos deveria ser ceifada.

    • Represália

      Júlio, as represálias já começaram via Estadão, quando fizerem a tal denúncia de readmissão. Essa mídia canalha só divulga algo negativo, quando fere seus interesses. Logo fiquei desconfiado, quando vi essa matéria, desqualificando-a, refletindo qual a intenção do teor e posterior interesse da matéria.

  3. Uma servidora do Estado

    Walter Fanganiello Maierovitch atribui a Giovanni Falcone, magistrado covardemente assassinado pela “Cosa Nostra”, a afirmação de que “era apenas um servidor do Estado numa terra infiel”.

    Eis a maior virtude que um servidor do Estado pode buscar para si.

    Eis a virtude com que se portou Larisse no exercício das suas atribuições.

    Larisse é enteada de Gilmar Mendes e, pelo que observo, paga caro por sê-lo.

    Precisamos tomar cuidado com isso.

     

     

  4. Esse Juiz da Vara de

    Esse Juiz da Vara de Execuções Penais me parece que é filho do Presidente do PSDB de Brasília, simples assim.

    • Chama-se Raimundo Ribeiro o

      Chama-se Raimundo Ribeiro o pai do juiz Bruno. Além de presidente do PSDB é candidato a deputado distrital nessas eleições. Os malfeitos de Joaquim Barbosa despertou a simpatia dos coxinhas Brasil afora e a nomeação do juiz Bruno Ribeiro, cuja filiação foi amplamente difundida, despertou também a vaidade política do dr. Raimundo, ex-secretário do governo Arruda e considerado um dos seus principais defensores no escândalo da Caixa de Pandora.

  5. Não sei como alguém que chega a juiz…

     

    Nassif!

    Não sei como alguém que chega a juiz como os Srs Bruno e Barbosa podem se sentir confortáveis tendo em seus currículus uma conduta profissional tão tacanha e visceral como as que praticaram no caso desses condenados da AP-470.

    Não sei se cheguei a manifestar-me no Post envolvendo essa jovem Larisse, que se aflora aqui uma profissional digna, honrada e exemplar, mas se o fiz negativamente venho redimir-me pedindo perdão, e que Deus lhe dê forças ante quaisquer adversidades da vida e faça prosperar cada dia entre os justos. 

     

  6. admirável a atitude da moça,

    admirável a atitude da moça, seja que tipo de ideologia defenda…

    mas pelo que entendi da moça, ela está anos luz à frente do retrógrado gimar mendes e do torquemada barbosão…

    o irrresisístivel pé-atrás nao me permite deixar de incluir

    uma sperança de que o depoimento da mãe não seja uma falácia.

    a dúvida permite-me tb pedir desculpas antecipadas por duvidar de seres humanos, nos quais sempre acreitei.

    a vida segue então com a esperança de que pessoas assim desenolvam esse caráter social.

    duro deve ser conviver com esses crápulas do atraso e do autoritarismo e do coronelismo mais rasteiro.

     

     

  7. .

    Larissa é mais uma brasileira que prova o quanto de humanos e humanistas anônimos procuram dar dignidade ao que fazem e ao que tratam, diante de tanta injustiça e descalabros. Sinto muito pela garota e, sinceramente, ela não merece o padrasto que tem. 

  8. Se isso acontece com uma

    Se isso acontece com uma pessoa pública como é Genoíno, imagina o que se passa com os que não têm dinheiro e nem nome conhecido pelo público. Aliás, muita gente defendia o que acontecia com Genoíno dizendo que ele tem que passar o que os presos sem nome passam.  O filho de uma amiga da minha mãe foi baleado durante um assalto a banco. Ela diz que, mal terminou de colocar os pontos nele, o filho já estava jogado numa cela super cheia e insalubre. Não morreu por milagre. Sim, estava certo quem disse que nosso sistema prisional é uma masmorra – mas o problema que quem disse isso é o atual ministro da justiça. E se há alguma civilidade em algumas penitenciárias, isso se deve a sorte de elas terem funcionários abnegados, assim como há diretores de escolas que conseguem gerir escolas de qualidade até boa em áreas absolutamente carentes. Aí depende da sorte, e não de uma política de estado.

     

     

  9. VIVA O HUMANISMO

    Respeito pela vida e pela dignidade humana são atributos que não dependem de vínculos pessoais nem de relações familiares, mas sim de ter consciência, coerência e coragem. Merecem reconhecimento e admiração todas as pessoas que agem com rigor em defesa de todos que estejam vulneráveis a riscos de danos. Viva o humanismo.

  10. Larisse não escolheu

    Larisse não escolheu ser a enteada do Gilmar Mendes!

    Foi a mãe de Larisse quem escolheu o Gilmar para esposo. Assim, ser enteada foi mera consequência!

    Se o episódio ocorreu, conforme narrado, só há que se louvar a sua atitude da moça, enquanto profissional, e ser humano.

    Quanto ao tal Bruno, se também, for verossímil, a narração dos fatos, só se pode chegar a um veredito:

    Há sabujo que nunca será um magistrado, da mesma forma que há magistrado que jamais deixará de ser sabujo!

  11. Não existe justificativa para

    Não existe justificativa para a forma como obteve a nomeação.

     

    Pode ter tido ótima atuação mas isso não quer dizer nada. Sua atuação não tem NADA a ver com o assunto.

  12. Oxalá um pouco do humanismo

    Oxalá um pouco do humanismo dessa excelente profissional possa influenciar e mudar o comportamento dos que, agindo à serviço do PIG, descaracterizam nossas instituições para disseminar injustiça e a discórdia. Parabéns Larissa! Meus pêsames Sr lambe-botas. Para nossa infelicidade, sua pusilanimidade o acompanhará e ditará suas decisões.

  13. o dia em que a enteada de gilmar salvou a vida de genoino

    Nassif, bom saber que ainda existem pessoas abnegadas neste sistema cruel , corrupto e cheio de interesses escusos em que vivemos .

    Parabéns , menina , você dignifica o ser humano e mostra acima de tudo coragem como poucos.

  14. Que mãe mais desaumada é

    Que mãe mais desaumada é essa. Como pode submeter uma pessoa com o grau de humanismo dessa  Larissa ao de um MONSTRO chamado Gilmar Dantas?

     

    Será que foi essa Larissinha que botou o Ex-Supremo Presidente Supremo do Supremo pra viver em seu OSTRAVISMO?

     

  15. Nassif, (1)tenho posição

    Nassif, (1)tenho posição diversa em afirmação no post e (2) lembrança bem diferente da época.

     

    Como assim, aguentou tudo calada?  Aguentou tudo calada e continua calada. 

    Guiomar solicitou espaço no blog na acusação de nepotismo e foi aceita suas explicações, de forma satisfatória pelo blog. Não é verdade Nassif. Voce  não admitiu  os  comentários.

    • Sempre que abro direito de

      Sempre que abro direito de resposta, não permito que o espaço seja utilizado para ataques contra a pessoa. Quem fez isso comigo foi o Kamel na seção do leitor de O Globo.

      • Nassif, voce fechou de cara a

        Nassif, voce fechou de cara a sessão de comentários. Não houve um único comentário. 

        O que tem uma coisa com outra, Kamel e blog do Nassif ?

  16. O DIA EM QUE A PSICÓLOGA LARISSA SALVOU A VIDA DE GENOÍNO
    O DIA EM QUE A PSICÓLOGA LARISSA SALVOU A VIDA DE GENOÍNO

    Difícil entender porque, num texto em que se narra um ato de grandeza de uma pessoa, põe-se um título em que seu nome é escondido e, em seu lugar, nomeia-se o seu padrasto, um juiz que, ao contrário dela, foi um dos responsáveis por ter criado as condições para este atentado à vida de Genoíno, ao dar carta branca a um psicopata, de nome Joaquim Barbosa, para enjaulá-lo e entregá-lo à sanha de seu protegido, este irresponsável juiz Bruno.

    De arrepiar que se possa ler ‘Gilmar salvou a vida de Genoíno’ como parte deste título, o que deve ter dado imensa satisfação a este juiz, que nada mais é que o Chicaneiro-Geral da República, a última herança maldita de FHC, como bem previu o jurista Dalmo Dallari.

  17. Larissa é Larissa e Gilmar é

    Larissa é Larissa e Gilmar é Gilmar. Impossível misturar os dois. Nem quero pensar se fosse o Gilmar que estivesse no lugar de Larissa. Parabéns menina por ser humana.

  18. Exaltar e louvar o senso de justiça

    Larissa, basta ver sua posição acerca do governador Agnelo para atestar ao veredito público que estamos diante de Um Justo. Minha honrada Larissa, que Deus a retribua conforme suas obras, que são exemplos lapidares de caráter, retidão e benevolência. E para estes dias atuais tão carentes de gestos que resgatam a dignidade humana, somos eternamente gratos por sua postura digna de toda a exaltação. Que Deus a abençoe permanentemente!

  19. “A filha trabalha em regime

    “A filha trabalha em regime semifechado”

    Nossa, caiu uma lágrima dos meus olhos.

    É uma heroína. Salvou o “cumpanheiro”.

    Estou ficando emocionado… passou.

     

    A verdade é que esse humanismo todo só emerge quando se trata de um “cumpanheiro” de vocês.

    Fosse um tucano preso vocês iriam dizer que ele deveria estribuchar até a morte.

     

    • Rodrigo
      houve um tempo, lá

      Rodrigo

      houve um tempo, lá atrás, que julguei que você tivesse um pensamento crítico atilado. Até cheguei a convidá-lo para blogueiro aqui Não sei o que aconteceu, mas você se tornou um imbecil completo.

      • Pois é, Nassif.
        Mas não fui

        Pois é, Nassif.

        Mas não fui eu que “mudei”. Foi o seu blog que mudou.

        Seu blog era um entreposto progressista. Mas, infelizente, se tornou um bunker governista.

        Mais precisamente depois dos protestos de 2013, seu blog se tornou um refúgio de seguidores da “seita” governista (não digo nem esquerda), formada em sua maioria por fundamentalistas violentos e agressivos.

        Dava gosto de ler este blog. Dava gosto de acompanhar os comentários.

        A divergência aqui era respeitada. O debate, saudável.

        Hoje não. Hoje quem diverge é agredido. Quem não se curva ao altar petista é convidado a se retirar – não por você, mas pelos comentaristas que transformaram este blog numa versão vermelha do Reinaldo Azevedo.

        A agressividade é igual. A intolerância é igual. Apenas tem o sinal trocado.

        Eu não me arrependo do comentário que postei. É duro, mas é verdade. Quant

        Quantas vezes eu não vi comentários aqui defendendo a violência policial durante a Copa do Mundo? “Quem são eles para atrapalhar a “Copa das Copas?”, diziam os fiéis.

        Ou “A Polícia tem que bater mesmo”, “Quem são eles para fazerem prostestos sem os partidos e os sindicatos?”, durante as manifestações do ano passado.É por

        Isso que digo que o humanismo aqui tem lado. Para os comentaristas do seu blog, o mundo é dividido entre os que apoiam o Governo e os “inimigos”.

        Os companheiros merecem tratamento digno. São heróis, nao importa o que façam.J

        Já aos que se postam “do outro lado”… tiro, porrada e bomba. N

        Não fui eu que mudei, Nassif. Acho que nem você mudou (eu acho).

        Quem mudou foi o seu blog.

        • Não é verdade. Há um conjunto

          Não é verdade. Há um conjunto de comentários agressivos, sim. Mas periodicamente dou freada de arrumação e abro espaço para o contraditório. Temos aqui comentaristas de primeiríssima fazendo o contraponto. E o contraponto não é a agressividade com sinal contrário. É o argumento consistente, sem enveredar pela irracionalidade dos ataques que se quer combater. 

          • Novamente, é verdade. Você

            Novamente, é verdade. Você faz freios de arrumação de tempos em tempos.

            Mas veja bem, eu separei bem você dos comentaristas.

            Muito embora eu ache que você também está se contaminando com este clima agressivo que passou a imperar nos últimos tempos (me chamou de imbecil. Eu nunca lhe ofendi – aliás, nunca ofendi ninguém aqui, só fui ofendido TODAS as vezes que apontei divergências), ainda o considero um jornalista sério, progressista e que merece todo o respeito do mundo.

            No entanto, a verdade é que o ambiente aqui se tornou inóspito para quem não é governista. Ainda há alguns oposicionistas que insistem em participar, mas a reação é sempre a mesma: soco no estômago.

            Basta ver o que comentaristas como o Liberal e o Motta Araújo – ou mesmo o Gunter – sofrem quando postam aqui. Eles tem o seu respeito, mas eu não duvido que eles também estejam se cansando.

            Eu sei que você não controla seus comentaristas. Diferente dos Azevedos e Constantinos da vida, não é você que incita a violência verbal.

            Mas o fato é que a convivência aqui ficou cansativa. Seus comentaristas não convivem (mais) com a divergência. Estão todos pintados para a guerra, que tem um inimigo difuso: os oposicionistas. Não importa quem. Basta não ser governistas e o sujeito atrairá a raiva e a violência para si.

            Eu já disse isso aqui. E a resposta mais sincera que tive de um comentarista foi: “pare de frequentar o blog, pois aqui é lugar de governistas”.

            Qual a diferença entre este ambiente e o ambiente do blog do Constantino? Apenas o sinal trocado, eu diria.

            É isso que você quer construir?

            Voltando ao início. Eu o respeito e reconheço seus “freios de arrumação”.

            Mas acho que não está funcionando.

            Talvez seja um sinal dos tempos. Afinal, estamos no meio da “guerra” eleitoral. Sendo assim, “não se pode esperar racionalidade” neste período, citando aqui um assessor da Presidente que apareceu numa notícia qualquer.

            Pois é. Mas falta falar isso para os praças.

            A verdade é que “pontes estão sendo dinamitadas”, para usar uma expressão em voga. Este blog é prova disso.

            A consequência? Isolamento, ora. Este blog vai acabar ficando restrito aos governistas. Ou vai virar para-raio de malucos, que vem para cá adular o governo ou trollar.

            Eu não sou trollador.

            Mas sou obrigado a postar sempre na defensiva – afinal, estou em território “inimigo”.

            É uma pena, eu não queria isso.

          • Houve sarcasmo, é

            Houve sarcasmo, é verdade.

            Vamos ser francos aqui: em condições normais, óbvio que a mulher nao fez nada de errado (legalmente, talvez, mas “moralmente”, jamais).

            Não acho o Genuíno um bandido. Dá para ver nos olhos dele.

            Infelizmente, no entanto, estamos todos pintados para a guerra.

            Daí já viu. Quem não é petista ou governistas, quando vem ao blog, o faz de forma defensiva (e o sarcasmo é uma forma de agir assim) ou simplesmente vem trollar.

            Como eu não sou um trollador, uso o sarcasmo.

            Eu gostaria de um armistício, uma trégua. Mas acho difícil. Os ânimos estão exautados demais.

          • Não dá pra tomar os

            Não dá pra tomar os comentaristas todos em bloco aqui. Pode haver grande quantidade de sectários, mas acho que nem são maioria. Eu, por exemplo, sempre dei apoio crítico ao PT e seus governos, porque têm sido mais competentes, e melhores para os mais pobres, mas sempre critiquei o que considero equivocado neles, assim como vários colegas aqui. Inclusive apoiei o direito às manifestações do ano passado, sem repressão, apesar de ser contra a violência dos blecblocs e apontar a total falta de rumo da coisa – o que levaria a seu fim, como levou. Agora, o sarcasmo, desde que não ofensivo, deve vir acompanhado de bons argumentos…

          • O sarcasmo é a saída para

            O sarcasmo é a saída para quem não sabe, ou não tem a “leveza” intelectual, para recorrer a ironia.

            Se falado, o primeiro é dito entre ranger de dentes; o segundo entrecortado por um sorriso. 

          • ataque ao blog

            Caro Rodrigo, a convivência com o contraditório às vezes dói.

            Ainda bem, que neste espaço podemos representar o contraponto necessário ao massacre diário da grande imprensa, tanto ao governo, quanto aos governistas. Sempre de olho na poltrona do palácio do planalto e, com elevadíssimo grau de preconceito e intolerância. 

            Pelo menos na companhia do Nassif, que é repeitado pela maioria esmagadora dos jornalistas brasileiros e, de tantos blogueiros talentosos, podemos respirar neste espaço um ar de liberdade, de irreverência criatica, mas, também, até mesmo de posições mais radicais. Afinal, não estamos na ilha da fantasia e precisamos exercitar nossa massa crítica, portém, sem ataques pessoais.

            Prossiga com seus comentários e dê sua contribuição, pois, o espaço é nosso. abraço.

          • Voce até tem certa razão, eu

            Voce até tem certa razão, eu tambem ja fui atacado aqui quando divergi. Mas seu comentário inicial foi ofensivo ao post, com essa de que ele só foi escrito porque era “cumpanheiro”. Ora, Nassif, até fez post exaltando o Aloysio Nunes, que é anti-governista ferrenho. O Nassif critica dia e noite a politica economica do Mantega. Portanto o que voce escreveu, não é verdadeira, é apenas uma falácia.

          • O problema não é o Nassif,

            O problema não é o Nassif, Daniel.

            São os comentaristas.

            Eu lembro de um professor que sempre narrava um fato ocorrido durante a Ditadura Militar.

            Num contexto que nao lembro qual era, alguém disse: “segure seus radicais que eu seguro os meus”.

            É esse o problema. Hoje, ninguém segura os radicais.

            Na verdade, parece que só eles falam. É a palavra deles que se sobressai.

            Isso nao acontece só aqui.

            Mas está acontecendo aqui. E muito.

          • Rodrigo,
            Não és o primeiro, e

            Rodrigo,

            Não és o primeiro, e certamente não serás o último, a incorporar o espírito de “corregedor geral” deste espaço. Minhas perguntas iniciais(que também são respostas): por que tanta pretensão? Por que te achas melhor que os demais? Radicais são só os outros, não é?

            Apelar para generalizações, meu caro, é desonestidade ou preguiça intelectual. Não citei injustiça porque – pelo menos da minha parte – não nomeei, nem nomearei, ninguém para julgar meus atos. Claro que em todo espaço onde frequentam centenas de pessoas há os que apelam. Apelam, ressalte-se, com razão, porque não raro são instigados por comentários desrespeitosos, agressivos e feitos por encomenda. 

            Como lembrado por outro comentarista, Motta Araújo e Gunter Zibell, são muito contraditados porque: 1) São assíduos frequentadores. 2) Inserem posts ou comentários polêmicos(no sentido positivo) com viés ideológico forte,  o que certamente enseja respostas muitas vezes incisas e assertivas. Mas nada de ofensas pessoais;  à exceção, aqui e ali, como já declarado, e não de forma irrestrita. A prova empírica disso é a permanência deles, bem como nunca terem externado eventual desconforto com os embates. 

            Sobre maioria: qual o problema? Em qualquer agrupamento real ou virtual, como é o caso, sempre haverá correntes, correlações de cunho político-ideológico. Máxime quando os temas envolverem essas duas esferas. O que não ressalvaste, aí, sim é injustiça, é que aqui TODOS essas correntes, indistintamente, tem vez e voz. Ao contrário de outros ambientes onde aos frequentadores cabe apenas dizer “sim” ao proprietário do blog. E pior ainda: restritos a monotemas cujo teor é somente político-partidário e sempre embalado por retórica agressiva e manipuladora.

            Todos  temos direito à insatisfações. Seja do que for. Isso é claro. O que acho inaceitável é: a) externá-las de modo inquisitorial, autocomplacente, autoreferenciada e elitista. b) fazer uso do mesmo expediente que critica à título de protesto, como é o caso dos teus comentários emitidos hoje, feitos, a exemplo de nominar o José Genoíno de bandido, somente para insuflar réplicas do mesmo nível.

            Para concluir: duas vezes já sai do blog. Mas nunca fiz proselitismo acerca disso. Simplesmente “peguei meu banquinho e saí de fininho”. Mas quem sou eu perante o Rodrigo?

             

          • Bom, realmente, “quem é você”

            Bom, realmente, “quem é você” eu não sei. E também não me importa muito.

            Não se você se deu ao trabalho de ler (provavelmente não), mas a questão sobre eu “sair” do blog se deu dentro de um contexto.

            E eu não “sai” do blog. Apenas deixei de comentar. A questão é que há muitos (são a maioria mesmo, essa é a verdade) aqui que são radicais e agressivos mesmo. O pessoal se comporta como fiéis de uma seita fundamentalista.

            Mas enfim. Eu já passei a minha mensagem.

          • Argumentação ruim

            No seu comentário inicial voce foi agressivo e deselegante (palavra que não existe mais). Depois a sua escrita civilizou-se e mostra que voce pode escrever bem, sem pensar que está no blog do Reinaldo Azevedo.

            Comente adequadamente e voce certamente será respeitado. 

            Quanto a Gunther, o André Araujo, e muitos outros que possuem opinião, muitas vezes, divergente dos demais participante do blog, ele sempre foram contraditados nas suas opiniões, mas nunca ofendidos. São debatedores importantes para dar ao blog a contradição das nossas opiniões e nos fazer pensar.

             Faça o mesmo, e será respeitado! 

        • Prezado RodrigoNão gostaria

          Prezado Rodrigo

          Não gostaria de me intrometer no entrevero, mas como Vsas, generalizou:

          Se este blog fosse um “bunker governista” como citaste, não teria a audiência que tem.

          Sou um crítico da política brasileira e percebo que o titular  tem a mesma linha de raciocinio face as diversas postagens referentes a reformas principalmente a política do qual Eu sou um ferrenho defensor por ser contra o voto obrigatório, inclusive,  tenho pregado que o povo abstenha-se de comparecer a urna, afinal,  o que é multinha é de 3 reais.

          Conheço e sigo este Mouro a muito tempo e sei de sua lisura no trato com a escriba.

          Abração

           

    • Caro amigo.

      Olá, boa tarde. Bom primeiro você precisa me mostrar nesses 514 anos de Brasil algum TUCANO que tenha sido investigado, julgado e condenado e depois falamos sobre esses tão estranhos beneficios aos nossos amigos (cumpanheiro)

      • Bom, tudo bem.
        Mas quer dizer

        Bom, tudo bem.

        Mas quer dizer então que você admite que, sendo Tucano, ele nao mereceria o mesmo tratamento?

        Depois eu digo que o humanismo aqui é seletivo e sou tachado de radical.

        • O que ele quiz dizer é que não se sabe

          Distorções de palavras bem dignas de certas publicações.  O que o comentarista quis dizer é que é preciso que aconteça essa impossibilidade de ter um Tucano preso (que não seja no Zoológico) pra daí sabermos a verdade.  Em momento nenhum ele admitiu a possibilidade de que o linchamento de um Tucano seria permitido.

          Mas, a depender dessa imprensa que divulga lista seletiva e esconde que o diretor da Petrobrás está há 28 no cargo, isso NUNCA vai acontecer.

    • Tucanos


      Se os tucanos respondessem pela privatização da Vale do Rio Doce, eu ficaria muito satisfeito, nem precisaria das outras doações…

  20. Exaltar e louvar o senso de justiça

    Larissa, basta ver sua posição acerca do governador Agnelo para atestar ao veredito público que estamos diante de Um Justo. Minha honrada Larissa, que Deus a retribua conforme suas obras, que são exemplos lapidares de caráter, retidão e benevolência. E para estes dias atuais tão carentes de gestos que resgatam a dignidade humana, somos eternamente gratos por sua postura digna de toda a exaltação. Que Deus a abençoe permanentemente!

  21. Parabens a ela pela

    Parabens a ela pela atuação.

    Mas vejo que a questão não é essa.

    Ninguem a havia condenado na estória. A questão era contra o GM e não a ela.

     

      • bons jornalistas

        Ainda bem que existe a internet para dar voz aos bons jornalistas do Brasil, como você. Parabéns pela matéria sensacional. Quanto ainda vamos descobrir das malvadezas da imprensa golpista na história política brasileira, vai depender da sobrevivência de gente como você, Nassif.

  22. Exaltar e louvar o senso de justiça

    Larissa, basta ver sua posição acerca do governador Agnelo para atestar ao veredito público que estamos diante de Um Justo. Minha honrada Larissa, que Deus a retribua conforme suas obras, que são exemplos lapidares de caráter, retidão e benevolência. E para estes dias atuais tão carentes de gestos que resgatam a dignidade humana, somos eternamente gratos por sua postura digna de toda a exaltação. Que Deus a abençoe permanentemente!

  23. Os fins

    Muito me admira que Gilmar Mendes tenha feito qualquer coisa a José Roberto Arruda so porque a enteada foi admitida ao serviço publico na época em que foi governador. A impressa brasileira esta indo longe demais e esta ai uma boa oportunidade para Mendes discutir com seus pares a questão do direito de resposta que hoje é muito dificil de se obter rapidamente quando sofre acusações de grande jornais e revistas.

  24. Caro Nassif,
    Isso que você

    Caro Nassif,

    Isso que você fez chama-se bom jornalismo. 

    E o bom jornalista sabe separar bem o seu posicionamento pessoal, as suas preferências (que ele não esconde para o leitor, como você não esconde) da verdade fatual (como diz o nosso Mino Carta) que o bom jornalista, por senso de justiça , torna pública.

    É por essa e outras que sigo julgando o seu blog o melhor espaço que temos tido nesses últimos anos no Brasil, para a boa discussão na ‘esfera pública’ (como diria um habermasiano).

    Parabéns!

  25. Caro Nassif,
     
    Esta moça de

    Caro Nassif,

     

    Esta moça de uma grandeza enorme, so poderia ser enteada, não tendo SANGUE deste cangaceiro e Monsto

    do GILMAR DANTAS.

  26. Precisa investigar

    Fiquei comovido com o espírito de solidariedade da Larissa, mas o que me assusta, se verdade for, as responsabilidades do Juíz da VEP no caso. Precisa investigar esse caso, com o devido testemunho da Larissa, para não ficar apenas na estória da heróina que salvou o guirrilheiro.

  27. Nassif,
    Parabéns pelo

    Nassif,

    Parabéns pelo excelente blog, vc e os comentaristas que fazem parte também do blog!

    Sou um dos seus leitores fieis e sei o quanto vc é republicano.

    Mais uma vez parabéns pelo contraponto, pela democracia e pelo republicanismo.

     

  28. Sra.Guimar, sua filha resume

    Sra.Guimar, sua filha resume numa frase o que foi todo esse processo,   “mamãe, é tudo mentira, eles não tem privilegio algum”.onde GM foi duro e rigoroso com as leis, não se curvou aos 50%  descontes.

    Sra.Guiomar, Miruna, filha de Genoino pelas mesmas rasões de sua filha, gritava todos os dias, “mamãe, é tudo mentira, eles não tem privilegio algum” e era ridicularizada, difamada pelos outros 50% de contentes, ao qual GM foi mole e frouxo com as leis.

     

     

  29. Ao personalisarmos as

    Ao personalisarmos as questões, perdemos a perspectiva politico-historica do ato: so o fato de ela ter de se insurgir contra determinação judicial para “salvar” o deputado-preso, ja indica o problema tecnico-institucional por que passam os serviços carcerarios em BSB. Então, o foco não deve ser a ação salvadora da referida servidora, mas, sim, as questões politicoides que cercaram – sob os auspicios do TJ-DF – a prisão daquele politico. De nada adianta – mesmo que louvavel – termos bons servidores, se encastelados estão o que haveria de pior na vida publica.

  30. Todo cuidado é pouco com a

    Todo cuidado é pouco com a rapidez, e a leviandade, inerentes às redes sociais, aos comentários em blogues, portais, etc. Injustiças são cometidas devido à facilidade e à falta de respeito com que emitimos juízos peremptórios, e julgamentos sumários… Fazemos a crítica da velha mídia não para agirmos como ela, ou pior do que ela.

  31. Perguntas…

    Dos 2 mil e tantos que o Arrouba demitiu ele soh resgatou 9, dentre esses a Larissa. Pelo testemunho da mae, d. Guiomar, ela mereceu ser resgatada porque trabalhou honestamente e ate excedeu em resultado laboral e administrativo a expectativa de um simples funcionario publico do “ineficiente” Estado brasileiro, sobretudo qdo o funci. trabalha em ambiente de alta insalubridade e periculosidade quanto um complexo penitenciario. E foi particularmente pra mim algo inacreditavel a narrativa sobre Larissa e Genoino na Papuda. Sempre vejo a direita e seus parentes e afins em permanente pedagogia da mentira, da trapaca e do logro. E no entanto, se de fato aconteceu assim, Larissa foi o contrario disso tudo: ela traiu sua classe social e foi humana, honesta e esforcada — tudo q a direita se opoe…

    A pergunta q se faz eh: Quantas outras Larissas, tao honestas e produtivas quanto a filha da d. Guiomar, nao puderam ser resgatadas da degola do governador Arrouba por nao conhecer a d. Guiomar?? E por que mesmo q ele demitiu? Nao havia outra alternativa aas demissoes?
    Perguntas…

    • Demissao

      Qualquer governo realiza a exoneração em massa no dia primeiro de janeiro. Seja ele,  Arruda, Agnelo, Roriz… Depois renomeia ou nomeia outras pessoas. Se vc entrar no DODF no dia anterior ou posterior verá outras nomeaçoes. Trâmites normais em qualquer governo.

      • Entretanto, o Agnelo não

        Entretanto, o Agnelo não demitiu essa funcionária, o que mostra que as coisas não são bem assim.

        É normal os governos substituirem os cargos de confiança.

        Não é normal funções técnicas corriqueiras serem providas por cargo de confiança.

        Não é normal os governos venderem para a população a idéia de que a substituição dos cargos de confiança é uma faxina moralizadora.

        Não é normal as oposições caracterizarem a substituição dos cargos de confiança como “aparelhamento da máquina pública”.

  32. Indignação
     Eu como brasileira não concordo com o MENSALÃO DO PT! nem com o julgamento que foi concedido a Eles! Como brasileira luto pela igualdade! Como brasileira concordo com o Juiz Bruno e com Barbosa sim! Essa quadrilha saquearam e muito! Como podem estarem soltos? Alguém pode me dizer quando vai ser devolvido a graninha que eles indevidamente roubaram? O coitado do Marcos Valério está aí preso! Agora Genónio solto! Isto é vergonhoso! Temos pessoas presas pq roubaram um shampoo, um frango! Agora essa quadrilha, toda livre e solta! Outra situação, Existem muitos presos precisando de cuidados médicos, que esta boa menina tenha o mesmo procedimento para os presos que estão aguardando ha anos por um atendimento médico!

    • Riviane, seu português é

      Riviane, seu português é sofrível e suas ideias refletem confusão mental.

      • Tem razão, Alexandre, o texto

        Tem razão, Alexandre, o texto de Riviane é uma lástima. Reflexo da confusão em que sua mente (dela) se encontra.

    • Como você pode fazer um

      Como você pode fazer um comparativo de condenados? acho que você acompanhou tudo esse espetáculo pela famigerada globo que mais ilude que informa, você começou falando que não concorda com o “mensalão” do pt, comcorda com o outro do PSDB? também diz que não concorda com o julgamento imposto aos  “reus”, pelo visto você precisa interar-se mais nesses assuntos. verdade é que esse julgamento pelo que acompanhei foi cheio de falhas e usaram dois pesos e medidas diferentes, e que foi um julgamento político e se deu na véspera de uma eleição, tudo pra beneficiar o psdb e partidos de oposição ao pr.

    • Como você pode fazer um

      Como você pode fazer um comparativo de condenados? acho que você acompanhou tudo esse espetáculo pela famigerada globo que mais ilude que informa, você começou falando que não concorda com o “mensalão” do pt, comcorda com o outro do PSDB? também diz que não concorda com o julgamento imposto aos  “reus”, pelo visto você precisa interar-se mais nesses assuntos. verdade é que esse julgamento pelo que acompanhei foi cheio de falhas e usaram dois pesos e medidas diferentes, e que foi um julgamento político e se deu na véspera de uma eleição, tudo pra beneficiar o psdb e partidos de oposição ao pr.

    •   Você parece ser muito bem

        Você parece ser muito bem informada, Riviane. A mídia informa mas também confunde muito, Assim, peço que me ajude e diga:

        O que exatamente foi roubado? Quem roubou quanto?

  33. Na trincheira da civilização

    Quando participamos uma “vaquinha” para ajudar no pagamento da multa dos condenado do PTs, fomos acusados pela grande midia (não tenho mais palavras para adjetivar essa coisa imunda e distorcida que é a TV Globo e a Veja) de tratar bandidos como herois. Acho que a Larissa, no cumprimento do seu dever, deu exemplo a todos esse jornalismo porco e a seus capachos do Judiciario, linchadores profissionais, que a questão é bem diferente.   Até mesmo condenados tem direitos e dignidades. Todos, não só os condenados do mensalão.  E agora? Vão acusar a moça de “favorecer” o Genoino? Ou de tratá-lo como heroi?  Ela só esta  fazendo seu trabalho com  muita coragem e profissionalismo. Não salvou apenas o Genoino, salvou a si propria  e ao Judiciario, pois se Genoino morresse,  ninguem iria conseguir abafar a podridão que envolve esse processo,  que começa no ex- presidente do STF e vai até a vara de execuções penais.

    • A enteada do Gilmar Mendes

      Não devemos esquecer: … passando pelo show-espetáculo do Gilmar Mendes no ataque combinado entre este, o sergipano-poeta, o fala-claro e a luz de Israel. Pense num taime!

  34. Caramba, essa é corajosa,

    Caramba, essa é corajosa, mesmo! Tirou o medalha de prata de JB & Cia de dentro da Papuda, na maior moral!!! Mandou muito bem Larissa! Com certeza, faria o mesmo por qq um dos presos mas salvar o Genoíno e depois ter que encarar ” aquele” padrasto…  que, depois, teria que encarar o Barbosão…só sendo muito guerreira mesmo… A mãe tem que estar muito orgulhosa, aliás, se eu tivesse no lugar dela no dia desse telefonema, me mandava pro Japão e ligava de lá para dar a notícia ao GM.

     

    • Não foi influenciada

      Ela não foi influenciada pelas ideias tucanas do Gilmar Mendes.

      (Pensando bem, qual o motivo da esposa do Gilmar Mendes tomar a iniciativa de esclarecer as coisas com o Nassif e o Gilmar Mendes ficar caladinho, se a reportagem do Estadão era contra ele?)

      • Tb não entendi, Alan. E, pior

        Tb não entendi, Alan. E, pior é que na matéria do Estadão que eu vi no 247, o GM pegava pesado com a militância do PT; praticamente acusava os militantes; ficou estranho até pra gente que já está acostumado tanto com a Imprensa qto com GM. Não fazia sentido.

        Acho que a esposa do Ministro GM, entrou nessa pela filha e fez muito bem pq daqui a versão dela vai pra TT e FB; a menina tá fora do que vem por aí e não deve ser coisa pequena; desde que “localizaram” o Dr. Roger ( acredito que todo mundo sempre soube onde ele estava e puxaram ele de volta com algum objetivo ) a mídia vem pressionando GM e isso não vai prestar… É guerra de Titãs, mesmo. GM não tem perfil do cara que enverga ou desvia; vai pro enfrentamento. E, num embate com os grupos de mídia vai sair em vantagem pq as críticas a ele são, em sua maioria relativas à concessão de HC’s. Vamos combinar que um juiz soltar um preso, não interessa quem seja  é NADA comparado ao empenho de juízes e membros do MP no sentido de forjar situações para manter pessoas presas, tb não interessando quem sejam. Afinal, o benefício da dúvida é para o réu e não para o magistrado. Vamos ver o que vem por aí…

         

      • Pelo que entendi, a mãe de

        Pelo que entendi, a mãe de Larissa procurou o Nassif por saber de sua reputação, confiar em seu senso de justiça e saber que o GGN já conta com ampla difusão. Nassif é honesto, se ele comete um equívoco e a parte atingida o procura, ele faz retratação e abre espaço para que a parte ofendida apresente sua versão. Nassif publica a resposta de quem o questiona, muito diferente do Estadão/Folha. Duvido que Estadão daria direito de resposta a Larissa.

        Fato que chama atenção é que pode até ser que o GGN não tenha ampla repercussão nas massas, mas certamente é lido por pessoas em cargos de poder.

  35. enteada de gilmar

    Solidariedade e defesa da vida acima das colorações politicos-partidárias.Grande Larissa! e melhor ainda Nassif pela reportagem.

     

  36. enteada de gilmar

    Solidariedade e defesa da vida acima das colorações politicos-partidárias.Grande Larissa! e melhor ainda Nassif pela reportagem.

     

  37. O DIA EM QUE A ENDEADA DE GILMAR SALVOU A VIDA DE GENOINO
     Em Coríntios 13.. onde está escrito: “Acima de tudo o amorO amor é paciente, o amor é prestativo, não é invejoso…não se alegre com a injustiça, mas se regozija com a verdade…tudo espera, tudo suporta”. Larissa é uma prova deste amor. A presença divina se manifestando. Isso melhora o mundo. Parbéns e que Deus siga te orientando,  já que ele está dentro de nós.

  38. pos olho por olho, dente por

    pos olho por olho, dente por dente! é assim que eles(da direita raivosa) tratam. então se a moça profissional está lá por nepotismo da postituição entre a política-jurídica-médica, ela deve perder sua cabeça, literalmente ao estilo frances.

  39. A LARISSA não merece o

    A LARISSA não merece o PADRASTO que tem …

     

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂ& GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  40. Que coisas boas sempre

    Que coisas boas sempre aconteçam a Larissa Feitosa, que suas  lutas sejam coroadas de exitos e que ela saiba que as pessoas de bem estão revigoradas com suas atitudes.

  41. A intenção de Barbosa era assassinar Genoíno

    A intenção de Joaquim Barbosa era fazer justiça com as próprias mãos, se possível pena de morte para os “mensaleiros” que, depois de enforcados em praça pública,teriam seus corpos arrastados em praça pública, tudo com base numa farsa montada por um poderoso aparato midiático-penal, uma vez que o “mensalão” se baseou numa mentira, ou seja, a compra de votos dedeputados com mandato ativo no Congresso para que aprovassem as reformas de Lula, isso é uma grande mentrira, não existiu. Os petistas foram condenados por crimes que não cometeram, Larissa sabe disso e sabe mais: Mesmo que tivessem cometido algum crime, no Brasil não existe pena de morte. O “mensalão” não existiu, sendo na verdade um golpe contra o Estado Democrático de Direito para a vingança de uma elite prá lá de corrupta e ignara.

    http://lexometro.blogspot.com.br/2014/04/coletanea-mensalao.html

  42. o dia em que a enteada de Gilmar salvou a vida de Genoiíno

    De fato a saúde pública em brasília deu um salto de qualidade na gestão agnelo, mas como a larissa disse: é tanto problema que tudo que se faz parece pouco, agora em matéria de ética, ela deveria dar aula para médicos e políticos do nosso país!!!!!

  43. PARABÉNS LARISSA FEITOSA BELO

    PARABÉNS LARISSA FEITOSA BELO SER HUMANO QUE TU ÉS, COLOCOU O SER HUMANO EM 1º LUGAR COLOCANDO EM RISCO A PRÓPRIA  INTEGRIDADE FÍSICA. UMA GRANDE LIÇÃO DE MORAL E ÉTICA QUE ESTES PESEUDO-JORNAIS E PSEUDO-JUÍZES DEVERIAM REFLETIR E INCORPORAR AS SUAS PRÓPRIAS VIDAS.

  44. A Lei de Abuso de Autoridade precisa ser mesmo repensada!

    Eu me convenci que a Lei de Abuso de Autoridade precisa ser repensada! Nassif, publique o projeto de lei, como outro comentarista sugeriu, para a gente chegar às próprias conclusões. Estou convencida de que o debate é necessário.

  45. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome