Perícia de áudio do condomínio de Bolsonaro foi feita um dia após divulgação do depoimento de porteiro

Feito às pressas: MP solicitou oficialmente o exame da perícia às 13h05m; Por volta das 15h30, órgão veio à público dizendo que o porteiro mentiu

Élcio Vieira de Queiroz (ex-policial militar), suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Facebook

Jornal GGN – Segundo informações do Estado de S.Paulo, o Ministério Público teve acesso às gravações que deram base à reportagem do Jornal Nacional (TV Globo) no dia 14 de outubro.

A matéria da Globo foi ao ar na noite de terça-feira (29) e, horas depois, já no dia seguinte (30), finalmente, o órgão solicitou oficialmente o exame da perícia, mais exatamente às 13h05m11s. Por volta das 15h30, o MP veio à público dizendo que o porteiro mentiu.

Em depoimento à Polícia Federal, o porteiro do condomínio onde mora o presidente Jair Bolsonaro e um dos suspeitos da morte de Marielle, Ronnie Lessa, disse que, horas antes de a vereadora ser assassinada, um segundo suspeito do crime, Élcio de Queiroz, entrou no condomínio dizendo que iria para a casa do então deputado federal Jair Bolsonaro.

O porteiro contou que ligou para o dono da residência que seria a de Bolsonaro e um homem, com a voz do presidente, autorizou a entrada de Élcio. Mas o MP diz que a perícia mostra que o áudio liberando a entrada de Élcio é do policial militar aposentado Ronnie Lessa.

Acontece que, na solicitação feita à perícia, todas as sete perguntas feitas pelo MP são referentes à casa 65/66, onde de fato mora Lessa. Como Bolsonaro é presidente, uma possível investigação sobre ele precisaria da autorização do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda na quarta-feira (30), o procurador-geral da República, Augusto Aras, disse ao jornal Folha de S.Paulo que o Supremo Tribunal Federal e a PGR já arquivaram uma notícia sobre esse mesmo fato, enviada para a Corte pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

A procuradoria carioca informava sobre a existência da menção ao nome de Bolsonaro na investigação sobre os assassinatos de Marielle e Anderson.

Leia também:  Bolsonaro cancela Renda Brasil após Economia estudar tirar R$ 10 bilhões dos pobres

Em outra reportagem da Folha, peritos defenderam que a análise apresentada pelo MP deixa lacunas. O presidente da Associação Brasileira de Criminalística, Leandro Cerqueira, afirmou que não é possível determinar se um arquivo foi apagado ou renomeado, sem acesso à máquina em que as gravações foram geradas.

A Associação Nacional dos Peritos Federais também disse ao jornal que teme o possível arquivamento do caso sem o devido exame pericial oficial, abrindo espaço para uma guerra de opiniões sobre o fato.

Em seu blog, aqui no GGN, Luis Nassif pondera que a Rede Globo cometeu erros na forma como expôs a informação na reportagem do Jornal Nacional. “Fiaram-se no inquérito que lhes foi vazado parcialmente. E não cuidaram sequer de checar os fatos com o próprio porteiro, e demais porteiros e moradores do condomínio de Bolsonaro”, pontua o jornalista.

“O caminho correto da reportagem deveria ter sido a de ouvir não apenas o porteiro, mas outros porteiros e moradores do prédio”, prossegue, destacando uma série de fatos que lhe foram passadas por uma fonte, entre elas, que o condomínio de Bolsonaro abriu mão de interfones, para reduzir os custos de manutenção. Portanto, quando precisam liberar a entrada de um visitante, ligam diretamente para os proprietários.

“No caso de Bolsonaro, as ligações são para o próprio celular de Bolsonaro. E é ele quem atende. O que significa que a versão do porteiro não era descabida. Ou seja, o fato de estar em Brasília não o impedia de atender o telefone”, pontua.

No dia em que Élcio visitou o condomínio, há registros de que Bolsonaro, então deputado federal, estava na Câmara dos Deputados, em Brasília. O fato está sendo usado como defesa pelo presidente para provar que ele não teve contato com os suspeitos da morte de Marielle.

Leia também:  Guedes reafirma boa relação com Bolsonaro e diz que “cartão vermelho” sobre o Renda Brasil não foi pra ele

“Carlos Bolsonaro, o Carluxo, também recebe os recados pelo celular. Em geral, fica pouco no condomínio, pois prefere permanece em seu apartamento na zona sul. Mas porteiros ouvidos por moradores sustentam que, naquele dia, ele estava no condomínio”, completa Nassif.

Ele destaca, porém, que o sistema eletrônico do condomínio diz que a ligação da portaria foi para Ronnie Lessa. “Tem que se buscar as razões para esse desencontro. O porteiro pode ter ligado para Bolsonaro, que lhe disse para ligar diretamente para Ronnie Lessa, por exemplo. O próprio Elcio Queiroz pode ter corrigido o porteiro”, observa Nassif.

Leia também: Se fizer jornalismo, a Globo conseguirá ressuscitar a denúncia, por Luis Nassif

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Vejam vocês até onde chega a vileza da alma humana.Segundo os vazamentos do Intercept Brasil,a Ministra do STF,Carmen Lúcia,indicada por Lula para a vaga de Nelson Jobim,em um grupo de Whatsaap,me parece que dos Ministros que compõem a corte,vez piada sobre a morte de um sobrinho ou neto de Lula,causando a imediata saída do grupo da Ministra Rosa Weber.Aonde chegamos,o que posso falar a respeito desta Ministra que comete uma molecagem desta envergadura,uma monstruosidade desta magnitude?O que posso dizer de uma solteirona ressentida,recalcada,quiçá mal amada.Uma analfabeta jurídica que sequer sabia ler os votos dados quando presidia a corte,salva do vexame monumental pelo Ministro Celso de Melo,no celebre voto que proferiu para salvar Aécio Neves,tão ou mais cretino do que ela.Não teve o respeito nem pelo Presidente que a indicou,mas deve,obrigatoriamente, respeito ao ser humano.Ela tem contas a acertar com Deus,não em outra dimensão,mas aqui na terra mesmo.A era petista escolheu a dedo,a exceção de Ricardo Lewandowski,entre a escória vestida de toga,todas as indicações que fez para o Supremo Tribunal Federal.Volto a Mino Carta,quão terrível somo nós.

  2. Na hipótese de participação da Família Bolsonaro no assassinato da Marielle, essa participação foi indireta, pois nenhum dos Bolsolixos rasga dinheiro. Eles são normais que fingem ser doidos. Mas quando o parafuso aperta, eles caem de 4, suplicando por firo privilegiado ao $TF

  3. Ô, galera do GGN, papo reto.
    Muito cuidado com essa afirmação:“No caso de Bolsonaro, as ligações são para o próprio celular de Bolsonaro.”. Isso está com pinta de armadilha 2.
    É bom checar isso com várias fontes independentes e que saibam dos fatos em primeira mão.
    Eu conheço uma pessoa que tem um parente muito próximo que é morador do condomínio.
    Tive a curiosidade de bisbilhotar e, segundo ele, o contato com o morador é feito por sistema de interfone por fios, comum e tradicional. Não houve indícios do uso de ligação para celular.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome