PGR abre investigação sobre assessores de Bolsonaro na Câmara

Suspeita de movimentação de contratações e salários de assessores do atual presidente, quando era deputado federal, motivou investigação

Jair Bolsonaro, quando deputado, votando pelo impeachment de Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai investigar o gabinete de Jair Bolsonaro, quando o presidente da República era deputado federal, pelas suspeitas sobre as movimentações salariais de seus assessores na Câmara dos Deputados.

A abertura da apuração foi determinada pelo PGR, que analisará os funcionários e assessores que atuaram com o mandatário entre os anos de 1991 e 2018 em seu escritório. O presidente da República ainda não é diretamente investigado.

A medida ocorre após a PGR ser provocado por um advogado, com base em reportagem da Folha de S.Paulo, que mostrou a exoneração e recontratação de assessores de Bolsonaro na Câmara, no mesmo dia, com salários aumentados ou reduzidos.

“Ao tomar conhecimento dos fatos descritos na presente petição, foi instaurada notícia de fato [apuração preliminar] no âmbito desta Procuradoria-Geral da República, voltada para a sua averiguação preliminar”, escreveu Aras, em comunicação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Na eventualidade de surgirem indícios suficientes de uma possível prática ilícita pelo representado serão adotadas as medidas cabíveis junto a essa Corte Suprema”, completou Aras.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato enfraqueceu democracia e atuou como regime iliberal, diz estudo da Universidade de Oklahoma

1 comentário

  1. Não creio nesta noticia o Aras nunca iria investigar o seu criador. Mais que ofatos ocorridos no gabinete deste bandido são similares e bem pior do que no do do seu Filho, pois a engenhosidade é do Bozo.
    Se investigarem vão encontrar coisas absurdas e muita grana envolvida.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome