Supremo autoriza buscas “discretas” em gabinete de Eduardo Cunha

Atualizada às 17h25

Jornal GGN – A edição do Estadão desta quarta (6) revela que o gabinete de Eduardo Cunha (PMDB), investigado na Lava Jato, foi alvo de uma operação de busca e apreensão de documentos que possam comprovar que o hoje presidente da Câmara é autor de um requerimento que teria sido usado para chantagear uma empresa a pagar propina.

Há algumas semanas, foi descoberto um registro no sistema da Casa que mostra que Cunha elaborou o documento, embora ele tenha sido apresentado oficialmente aos demais parlamentares por uma ex-deputada do PMDB, atualmete prefeita de um município do Rio de Janeiro.

A assessoria de Cunha negou que seu gabinete tenha sido alvo da operação. O pedido de busca foi solicitado pela Procuradoria Geral da República, capitaneada por Rodrigo Janot.

Segundo informações de O Globo, o ministro determinou que apenas um oficial e um membro da PGR participasse da busca, para evitar alarde. O fato teria ocorrido na manhã de terça-feira (5). 

O jornal ainda afirmou que a operação foi “proveitosa” e que provas de que o requerimento passou pelo gabinete de Cunha, entre outras, foram encontradas.

Do Brasil 247

STF autoriza buscas em gabinete de Cunha

A pedido da Procuradoria-Geral da República, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, autorizou uma operação de busca e apreensão no gabinete do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele é suspeito de se beneficiar do esquema de corrupção da Petrobras e está entre os 50 investigados com inquéritos no Supremo.

Leia também:  STF: ministro Marco Aurélio considera denúncia contra Glenn “perigosa”

Cunha aparece nos registros da Câmara como “autor” de requerimento que teria sido usado para chantagear empresa. Segundo depoimento do doleiro Alberto Youssef, em delação premiada, ele apresentou pedido para investigar uma fornecedora da estatal que teria interrompido o pagamento de propinas, a Mitsui.

Durante a semana, Cunha acusou Rodrigo Janot de ter “opinião formada” sobre seu caso. Ontem, o presidente da Câmara voltou a rechaçar a decisão do procurador-geral da República de pedir ao STF que dê continuidade ao inquérito sobre sua participação no esquema investigado pela Operação Lava Jato.

“Ele escolheu a mim e está insistindo na querela pessoal porque eu o contestei. Virou um problema pessoal dele comigo”, afirmou. Segundo Cunha, no documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), ele provou que as contribuições citadas foram feitas diretamente. “[Janot] insiste e me escolheu para investigar. Ele coloca as situações que não fazem parte do objeto inicial do Ministério Público baseado em matérias jornalísticas para criar qualquer tipo de constrangimento. Não vai me constranger. Estou absolutamente tranquilo”, garantiu.

Leia aqui na reportagem de Talita Fernandes sobre o assunto. 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

39 comentários

  1. A PM dá tiro na cara de

    A PM dá tiro na cara de professor honesto, mas a PF não deu um tiro na cara do bandido que preside a Câmara dos Deputados. Duplo padrão de adestramento ou reconhecimento de que “professor do crime” tem direitos especiais?

     

    • Os motivos são contrários…

      Se “esse” Supremo está autorizando “busca e apreensão” em gabinetes de parlamentares, quais seriam as razões dos parlamentares em querer “perpetuá-lo”?

      Só se gostarem de “bengaladas”.

      • A retaliação não foi contra o

        A retaliação não foi contra o supremo. Os seus integrantes podem se aposentar mesmo antes de atingirem a nova idade limite, como fez o Joaquim Barbosa, por exemplo.

        Foi uma retaliação contra o executivo, ao qual está subordinada a Polícia Federal, retirando da Dilma a prerrogativa de nomear novos ministros para o STF.

        • Exatamente !

          Vc está certíssimo. Essa foi a real motivação da Pec da Bengala, o que pode dar em algo totalmente não previsto pelo Cunha e seus vassalos eleitos pelo dinheiro dele e a cooperação  expontânea que o PSDB e sua corja (DEM, PPS, PSB,etc) estão dando ao presidente da Assembléia. Vai ser como a COMPRADA REELEIÇÃO, e a  criação da CPMF ( que conseguiram acabar). Acredito que a Terceirização tb pode ser outra, quando os trabalhadores perceberem a armadilha em que caíram.

          Tb quiseram fazer um “agradinho” aos ministros do STF, visando menor pena. rsrsrs Desculpe Leônidas, não resisti.

        • Visto desse ângulo, concordo com você…

          … Mas se a intenção era prejudicar o Executivo, também erraram. É só verificar as escolhas que o Executivo andou fazendo nos últimos anos, e como se comportaram, para entender que, a melhor forma de prejudicá-lo, seria deixá-lo continuar errando; Nesse aspecto (do STF), se alguma coisa o PT faz bem, é escolher mal.

  2. Saudável tensão

    Sei que há quem sinta aflição desse negócio de PF afronta MP que desafia o Legislativo que achaca o Executivo que força o Judiciário que chantageia a PF que…

     

    – “Bom era quando só um mandava.”

     

    Mas será que não é justamente através dessa constante tensão que a Democracia vai se consolidando? E mais: não é desse constante “falar de política” que sai a educação cívica? Ok, chantagem e achaque nunca é bacana. Mas Roma não foi feita em um dia, e nem nós vamos nos livrar do ranço coronelista, colonialista, da política suja senão praticando política.

    • adorei

      O estado de direito é conseguido quando as partes que compoem a sociedade estabelecem um “contrato” representado nas leis e as partes se encarregam de aperfeicoar e aplicar o contrato quando as partes tem conflito de interesses.

      No nosso caso, Brasil, este contrato não foi feito com todas as partes envolvidas e exatamente aquele parcela que elaborou o contrato é a primeira a rasga-lo quando as coisas não são do jeito deles. De fato, ainda vivemos a ditadura, o  estado de exceção. 

      • Sem dúvida. Mas isso exige

        Sem dúvida. Mas isso exige respeito aos outros, por parte de todos os atores envolvidos.

  3. Votar a favor na PEC DA BENGALA…

    Votar a favor da PEC DA BENGALA foi um mau negócio  na minha opinião, para PMDB, PSDB, PSB, DEM…   Joaquim Barbosa se foi graças a Deus… Quem sabe agora  talvez, abram as gavetas desses partidos a pedido do Teori. Quanto ao Cunha ele está colhendo o que plantou. Desde o dia que seu nome apareceu na lista da lava jato ele vem desafiando e humilhando PGR e porque não dizer o STF ,cada um tem a sarna que procura e que merece.

  4. Como leigo achei muita EE:

    Como leigo achei muita EE: estranha e esdrúxula essa decisão do ministro do STF. Não pelo envolvido e muito menos pelas razões arroladas, mas porque queiramos ou não ele é presidente de um Poder da República. Se fosse fora das dependências da Câmara, tudo bem, 

    Espero que algum profissional do Direito se pronuncie acerca disso. 

    No Brasil ultimamente tem ocorrido certas coisas. Parece até que estamos dentro de um pesadelo sem fim. 

      • O que desanima é esse debate

        O que desanima é esse debate insano do “nós” contra “eles”. Faz com que o errado só porque é do nosso lado seja percebido ou defendido como certo; e vice-versa. Quem perde com isso a racionalidade e a honestidade. 

        • mas,
          Se na prática. ..no claro do dia…É o que realmente acontece!!!!!
          Ou o episódio midiatico na casa do Vacari foi só um mal entendido. ….
          Meu velho pai dizia: quem se abaixa demais acaba mostrando a banda. …..

    • Tambem considero uma atitude

      Tambem considero uma atitude meio estranha JB.

      Por isso que, talvez, o ideal seria ele se afastar do cargo enquanto fosse investigado.

      • É isso, Daniel. O que está em

        É isso, Daniel. O que está em jogo é o prestígio e o caráter excelso do Poder Legislativo que, infelizmente, hoje numa das suas Casas “hospeda” um sujeito sem nenhuma grandeza. 

    • Eduardo Cunha

      Como Leigo, se o Eduardo Cunha não pode ser arrolado ou investigado pelo Supremo Tribunal Federal porque ele é presidente de uma instituição da República, isso quer dizer que se a presidenta cometer improbidade e pelo fato dela também ser presidente de um dos poderes da rapública que ela não pode ser investigada?

  5.  Caro Nassif, acho um

     Caro Nassif, acho um perigoso precedente essa autorização dum ministro do supremo. Goste-se ou não, Cunha é presidente da Câmara e representa a instituição.

    • isso faz dele intocável??

      se tem trampolinagem, por que não. aliás se ele fosse meio honesto, já tinha pedido o afastamento do cargo.

      a instituição não merece ser enlameada e envolvida em suspeitas, enquanto pairairem dúvidas sobre a honestidade de seu presidente. ainda que as evidências demonstrem ser falcatrua de longa data.

      pensando em políticos desse naipe, eu quase chego a acreditar que os empreiteiros são vítimas.

      • A Whiter Shade of Pale ou uma névoa sobre a roubalheira?

        “Não pairam dúvidas sobre a honestidade do presidente da Câmara dos Deputados”. Pairam certezas, isto sim, sobre ele e os bandidos que o elegeram. Nas penitenciárias, se tivessem de eleger o chefe de disciplina e os candidatos fossem Jesus e Fernandinho Beira-Mar, votariam no Beira-Mar. Alguém duvida?

    • Perigoso precedente

      Cfreuio ser um equiívoco de sua´parte afirmar que há um , “perigoso precedente” . Afinal ele está sendo investigado como qualquer cidadão desta república. Ele inclusive se utilzia desta cargo para constransger os procuradores e ministros do supremo.  E ontem ele feriu a democracia querendo atacar a presidenta e o PT. Muito republicano ele……

      • Foro privilegiado quer dizer que o supremo que autoriza!

        Não tem nada de precedente, se há foro privilegiado quem dá as autorizações são os ministros do supremo, se ele quiser reclamar vai até o Bispo!

  6. Espanto?

    Não vejo qualquer espanto. O ilustre está sendo investigado, com fortes evidências de ter cometido chantagem contra a empresa pagadora de propinas, e afirmou que o requerimento não partiu dele. A polícia simplesmente foi buscar as provas. Aliás, demorou. Se eu, simples pagador de IRRF, estivesse sendo investigado por qualquer falcatrua, a polícia invadiria minha casa ao amanhecer, como fazem sempre, nestes casos. O que precisa acabar em nosso país é essa questão de castas intocáveis. O ilustre é presidente da Câmara, tem muitos processos no STF, e agora está com mais um nas costas. Querem o que?

  7. Bengalada.

    No dia em que o Sr. Cunha achou que deu uma bengalada na Sr. Dilma, tomou uma bengalada de um Ministro que se aposentaria antes do fim do mandato dela.

    O PGR deve ter pedido a busca e apreensão, então o Ministro do STF deferiu. É assim na Democracia. Não pode um Delgado da PF pedir a busca e apreensão, mas o PGR pode. Afinal, a colheita de provas faz parte do devido processo legal, e parece que o Dr. Cunha quer atrapalhar a investigação.

    Outros dias – em novembro de 2012c – foram no Escritório da Presidência em São Paulo fazer uma busca e apreensão em documentos na Operação Porto Seguro.

    Nada de irregular. Tudo dentro do devido processo legal.

    No fim das contas, foi bom essa bengalada pois o processo desses parlamentares ficará sob a tutela do Ministro Teori, até o fim e com essa composição do STF. Saberemos de quem cobrar.

  8. O blog Diário do Centro do

    O blog Diário do Centro do Mundo publica hoje uma matéria do jornalista Marcelo Zorzanelli chamando a atenção sobre as mentiras de Eduardo Cunha. Essa matéria confirma que Eduardo Cunha é um mentiroso contumaz. Janot solicitou, o ministro Teori autorizou, dois investigadores estiveram no Gabinete e Cunha nega a investigação.

    E o cara é evangélico e se diz religioso.

    • Com aqueles zóinhos, ele

      Com aqueles zóinhos, ele parece japonês mesmo. Aliás, ouvi na fila do pão gente dando-lhe a alCunha de Zóinho. Aqueles semi-óculos que usa são muito estranhos. Ele sempre olha por cima deles.

    • Suicidado porque? Só porque

      Suicidado porque? Só porque alguem alega alguma coisa? No Japão quem se suicida é aquele até então considerado

      santo e que depois descobre-se que não é. nada a ver com o presidente da Camara.

  9. mal ou bem,uma coisa se

    mal ou bem,

    uma coisa se sobressai na então brasília inoperante, inapetente, anódina do lulopetismo cansado de guerra…

    é que no aqui agora, com doutor cunha gana-pelo-poder & ponta-firme-nos-combinados e doutor renan irado-por-demais-da-conta & se-sentindo-traído-na-coalizão-de-governo…

    ambos, junto e misturado, separado e calculado, estão obrigando os maiorais poderes políticos e supremos e dilmicos da capital da república a tomarem partido, a pegarem de verdade em armas, a saírem de suas tocas & togas imperiais, a dizerem a que vieram e a quem servem, a entrarem pra valer! no jogo político pelo poder e pela salvação de suas persona potestas… para o bem ou para o mal.

    alea jacta est! a sorte está lançada! que vença o melhor!

     

  10. política

    cabe o ônus da prova ao acusado, não é possível que esse homem também vai ser mais um a botar MPF na roda, no brasil a justiça precisa dá uma resposta ao povo de que colarinho branco serão punidos….

     

  11. Realmente é muito estranho.

    Realmente é muito estranho. Os tais “requerimentos” são documentos publicos, protocolados, estão devidamente registrados e arquivados, não é necessária “busca e apreensão”, isso se faz com PAPEIS PRIVADOS, docoumento publico basta pedir onde está arquivado, tem copia de onde saiu e para onde foi, para que “”busca e apreensão”.? Não é prova escondida numa gaveta, é papel publico.

    Parece mais um ato para constranger o Presidente da Camara, abstraindo  o fato de ele ser bom ou rim, não é o que está em discussão mas sim essa providencia, como se perde tempo e foco de assuntos neste Pais.

    • André,
      se são documentos

      André,

      se são documentos públicos, de fácil acesso, por que então o ministro Teori Zavascki autorizou a busca e apreensão? ele também quer constranger o presidente da câmara?

      Há alguns semanas o nobre deputado exonerou o chefe da TI da camara sob a alegação de que este havia vazado os documentos de sua autoria. Se “vazou” é porque não eram públicos

      Não é tão simples assim

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome