Imprensa internacional destaca Amazônia em perigo com Jair Bolsonaro

"O desmatamento na maior floresta tropical do mundo, um importante amortecedor contra as mudanças climáticas, disparou sob o presidente Jair Bolsonaro no Brasil", escreveu o NYT

Jornal GGN – “A Amazônia está completamente sem lei: a floresta após o primeiro ano de Bolsonaro”, é a chamada de reportagem especial publicada no The New York Times. “Líderes indígenas da Amazônia são mortos por tiroteio no Brasil”, é o título de outro editorial entre os jornais mais importantes no mundo, o The Guardian.

No jornal norte-americano, o especial é claro ao apontar Jair Bolsonaro como o responsável pelo cenário: “O desmatamento na maior floresta tropical do mundo, um importante amortecedor contra as mudanças climáticas, disparou sob o presidente Jair Bolsonaro no Brasil”, escreveu o NYT.

 

Já o britânico The Guardian trouxe espaço, neste domingo (08), para a morte de dois líderes indígenas que foram mortos a tiros no Maranhão, em um ataque desde um carro, na reserva indígena Cana Brava, próximo a um assassinato anterior de outro membros de tribo indígena que defendia a floresta amazônica no mês passado.

“O ataque aos membros da tribo Guajajara, conhecido pelos guardiões da floresta que protegem seu território contra o desmatamento ilegal, ocorreu às margens de uma rodovia federal perto da vila de El-Betel, no nordeste do país, no sábado”, expôs o The Guardian.

“O incidente ocorre durante a conferência internacional de duas semanas da ONU sobre mudança climática, em Madri, onde líderes indígenas brasileiros estão presentes e tentando chamar a atenção para a importância de proteger seus territórios florestais”, acrescentou o jornal, em alerta para a imagem do Brasil a nível internacional.

Leia também:  A ala ideológica e os evangélicos deixarão Feder no MEC?

Sugestão de Jackson da Viola

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Ao que parece, Trump já é pato manco…
    O “I love you” não deu em nada…
    Os EUA são muito mais ligados a Europa, do que à America latina!
    O sentido de oportunidade para Europa e EUA pode estar sendo construído pelo Brasil na medida em que cai o nível de valor das forças armadas perante parte da opinião pública, e a parte que deseja as forças armadas é meramente como projeto de poder desta classe contra a dita “esquerda”!
    Não é valor de nacionalismo, de levar o Brasil a se tornar uma nação, pelo contrário, se baseia em torrar todo patrimônio publico!
    Querem o poder das forças armadas para criar vassalagem e benesses do estado!
    Criar vassalagem…
    E o Messias conseguiu a façanha de ser hostil a Europa, à China e Rússia…
    Então quando o sentido de oportunidade bater na porta dos EUA, num próximo governo, poderão apoiar uma intervenção Européia na amazônia, sem resistência da China e Rússia, coisa que os Venezuelanos têm!
    Nem vizinho latinos vão se preocupar, ao contrário, vão participar para bicar alguma coisa e evitar de se tornarem a próxima vítima!
    Quem vai vender armas para o Brasil se defender?
    Teremos recursos?
    Esses deste governo são os únicos que acreditam no tal mundo ideológico…

  2. A foto é emblemática. 30 Milhões de Brasileiros na Amazônia. Onde estão? E isto importa? NeoColonialismo Ambiental.

  3. Em 2016, após a prisão arbitrária de um ambientalista russo na Amazônia, a Rússia chamou a atenção para a repressão maciça contra conservacionistas brasileiros e estrangeiros.
    In 2016, after the arbitrary arrest of a Russian environmentalist in the Amazon, Russia drew attention to the mass repressions against Brazilian and foreign conservationists. http://cstcommand.com/index.php/countries/yuzhnaya-amerika/braziliya/item/15-arest-rossijskogo-ekologa-v-brazilii-kak-pokazatel-tendentsii

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome