28 pessoas morreram sem oxigênio em apenas um hospital em Manaus, diz ex-prefeito

"O que acontece em Manaus é assassinato aos moldes de Hitler, por asfixia. Isso é doloroso e cruel", diz Arthur Virgílio

Jornal GGN – O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), publicou vídeo nas redes sociais nesta quinta (14) afirmando que “somente hoje foram 28 mortos por falta de oxigênio no Pronto Socorro 28 de Agosto.” A capital enfrenta uma crise de abastecimento de oxigênio para os hospitais públicos, que tem levado pacientes internados a óbito por asfixia. Leia mais aqui e aqui.

O ex-prefeito criticou ainda o governador do Amazonas, Wilson Lima, e disse que o que ocorrem em Manaus “é assassinato aos moldes de Hitler, por asfixia. Isso é doloroso e cruel.”

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora