Acordo denunciado por Toffoli foi da Lava Jato com a SBM Offshore

No primeiro semestre de 2016, fontes do governo informaram o Tribunal de Contas da União sua expectativa de um pagamento entre R$ 4 bilhões e R$ 5 bilhões, a título de indenização por operações de corrupção.

Ontem, em uma live para o 10 Congresso Internacional de Direito Negocial,, o Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, colocou em dúvida a honestidade da Lava Jato. Segundo ele,

– Determinada força-tarefa, não vou dizer de onde é, fez um acordo com determinada empreiteira, que não vou dizer o nome, por R$ 700 milhões. A Controladoria-Geral da União (CGU) verificou que ela tinha que devolver R$ 3 bilhões. E a imprensa diz o quê? Que a Controladoria vai ser leniente, porque não é independente como o Ministério Público. Bacana o Ministério Público, que faz um acordo por R$ 700 milhões quando o apurado pela Controladoria foi de R$ 2,5 bilhões, e pelo Tribunal de Contas da União (TCU) R$ 3 bilhões – disse Toffoli, questionando: – Quem é o órgão independente? Se for por valores, quem é o órgão honesto?

O caso mencionado por Toffoli é o da holandesa SBM Offshore e o acordo foi fechado pela Lava Jato do Rio de Janeiro.

No primeiro semestre de 2016, fontes do governo informaram o Tribunal de Contas da União sua expectativa de um pagamento entre R$ 4 bilhões e R$ 5 bilhões, a título de indenização por operações de corrupção.

Esse valor teve por base auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) que estimou superfaturamento de US$ 1,7 bilhão em contratos firmados com a Petrobras.  Em novembro de 2016, o TCU foi avisado que o valor da indenização ficaria em R$ 1 bilhão, R$ 4 bilhões a menos.

Antes disso, segundo matéria da Folha, de 8 de abril de 2015, 

As negociações vinham ocorrendo entre a CGU e a SBM, que sinalizou estar disposta a pagar a cifra estipulada por técnicos do governo brasileiro que acompanham o caso.

Mas desde que o Ministério Público Federal passou a questionar a legitimidade da CGU em fazer esse tipo de acordo, as negociações ficaram paralisadas.

Em julho, a SMB fechou com a Lava Jato Rio de Janeiro um acordo de leniência. Pelo acordo, a SBM Offshore pagou US$ 162,8 milhões, dos quais US$ 149,2 milhões destinados à Petrobras, US$ 6,2 milhões MPF e US$ 6,8 milhões ao COAF (Conselho de Controle das Atividades Financeiras).

A matéria ficará aberta para a Lava Jato do Rio de Janeiro apresentar sua versão.

8 comentários

  1. A Lava Jato, no caso Bretas, se fazendo de desinformado pra entregar o ouro aos EUA….

    aliás, o terraplanismo é uma das expressões dessa ignorancia que desgraçou este pais….o povo não sabe o beabá da luta de classes….aliás, será tido como criminoso se procurar saber…

    a ignorancia destruiu o Brasil: por isso estamos submetidos ao mais ignorante e terraplanista de todos os governos que já existiram: nunca dizem algo que seja verdadeiro: apenas mentem: e são aplaudidos como minto sic mito

    16
    • Pois é, SBM é “offshore” (holandesa), não é braZileira.
      Como o “troco” é maior que a “multa”, fica uma “questã”:
      Come terá sido ele esquartejado contabilmente, em caixa 1 , caixa 2 ou caixa offshore (sem trocadilho com a SBM)?
      “To give or not to pay! That’s the question” (®Xêikispire)

  2. Engraçado,engraçadinho,,engraçadíssimo pois pois.O conglomerado mafimidiatico,principalmente o doidivana Veneziano( o imbróglio em que se meteu Glen qualquer coisa,deixou ele + alucinado ainda,tipo se ficar o bicho pega,se correr o bicho come),enchem o peito para deblaterarem que a Lava Jato devolveu tanto para fulano,beltrano e sicrano.Estou calmamente esperando quando Moro,esposa e amigos,os filhos de Januário,de Deltan e do Barbicha de Bode devolverão aos cofres públicos.É grana viu bicho.

  3. Muito engraçado o ministro. Lembro que a Lava Jato caçou, perseguiu, mentiu, abusou de seus poderes e afrontou o STF para tentar destruir Lula. Está tudo registrado e este, justamente com mais ministros da alta corte, endossaram e endeusaram tudo e a todos. Então, o que houve para a repentina mudança? Cachorro morto não deve ser chutado, mas com o cachorro morto Lava Jato é diferente, porque vira notícia e atrai holofotes.

  4. EM CIMA DA PINTA.

    Aguardo ansiosamente a convocação do Jornal GGN/ Luís Nassif para receber o Troféu Bandolim de Ouro,entregue anualmente ao comentarista que melhor se destaca durante o ano.
    Afirmei peremptoriamente em comentário da minha inteira responsabilidade que ou a Globo procuraria Lula para um “acerto por cima”(Luís Nassif),ou Jair iria aniquila-la.
    Os primeiros acertos parecem estar caminho.Um grande e afetuoso abraço ao Sr.Clever Mendes de Oliveira.Alguma dúvida?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome