Agentes do ICMBio são recebidos a tiros ao desbaratar roubo de madeira

Material apreendido no Parque Nacional Mapinguari foi suficiente para carregar 75 caminhões; ao todo, 14 veículos foram destruídos

Parque Nacional Mapinguari. Foto: Renato Gaiga - via Wikipedia

Jornal GGN – Uma operação conduzida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) encontrou um grande esquema de roubo madeiras no Parque Nacional Mapinguari, localizado entre os estados de Rondônia e Amazonas.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, os fiscais contaram com o apoio da Polícia Militar de Rondônia, e enfrentaram tiros, estradas bloqueadas, uma ponte destruída e interrupção das comunicações via internet.

Além dos disparos, os madeireiros derrubaram árvores e cortaram uma ponte para dificultar a mobilidade da fiscalização.

Relatório oficial da operação indica que, ao todo, foram destruídos 14 veículos, em especial tratores. Dois madeireiros foram presos e outros dois conseguiram fugir em motocicletas após disparar contra os fiscais.

A operação ocorreu entre os dias 12 e 18 de agosto no setor sul do parque, e as madeiras roubadas teriam como destino o polo madeireiro de Vista Alegre do Abunã, um distrito de Porto Velho (RO) próximo ao parque.

Os madeireiros foram multados em mais de R$ 2 milhões, enquanto os donos dos veículos destruídos foram identificados e seus nomes levados para o Ministério Público Federal, para medidas judiciais.

 

Leia Também
“Quando a nossa história chega, é possível desfazer os preconceitos”, diz autora Glicéria Tupinambá
Salles gasta menos de 1% de recursos livres do Ministério do Meio Ambiente
Fumaça de queimadas se aproxima do Sul e Sudeste

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora