ANJ protesta com veemência contra censura ao GGN

"A decisão do juiz é mais um lamentável exemplo da censura judicial, apesar da Constituição ser absolutamente clara"

Jornal GGN – A Associação Nacional de Jornais (ANJ) emitiu nota informando que “protesta com veemência” contra a censura sofrida pelo GGN por decisão da Justiça do Rio de Janeiro.

“A decisão do juiz Leonardo Grandmasson Ferreira Chaves é mais um lamentável exemplo da censura judicial que tantas vezes ocorre no país, apesar da Constituição ser absolutamente clara ao vedar qualquer proibição à liberdade de informação e de opinião”, escreveu a entidade.

A ANJ, assim como a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, afirmou que espera que “o próprio Poder Judiciário revise a decisão inconstitucional do juiz e restabeleça a plena liberdade de informação”.

Na nota, a Associação lembrou que jornalistas e jornais “não são imunes à ação da Justiça”, mas que “a censura é inconstitucional”. “Quando ela é exercida, mesmo pelo Poder Judiciário, atinge o direito de toda a sociedade de ser livremente informada”, completou.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora