Até mesmo Sergio Moro aponta desvio de finalidade no caso Abin

Em conversas reservadas, ex-ministro afirma que ação para favorecer Flávio Bolsonaro pode ser inclusa em inquérito conduzido pelo Supremo

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Até mesmo o ex-ministro da Justiça Sergio Moro apontou ação de desvio de finalidade na notícia de uso de funcionários da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para subsidiar a defesa do filho do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo informações do portal UOL, Moro afirmou em conversas reservadas com interlocutores que a atuação da Abin para favorecer o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) pode ser anexada ao inquérito conduzido pelo Supremo Tribunal Federal por serem temas semelhantes.

O ex-juiz e o presidente são investigados sobre tentativa de interferência presidencial na Polícia Federal em favor de amigos e familiares de Bolsonaro.

A revista Época revelou que a Abin elaborou ao menos dois relatórios para Flávio Bolsonaro sobre o que deveria ser feito para tentar uma anulação das provas no processo de desvio e lavagem de dinheiro em que ele e o ex-assessor Fabrício Queiroz foram denunciados.

 

Leia Também
“Maior escândalo da República”, diz sindicato dos auditores sobre uso da Abin por Flávio Bolsonaro
Freixo aciona PGR contra “uso criminoso” da Abin pela família Bolsonaro
Moro diz que Transparência Internacional sofre “ataques injustos”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora