Auxiliar de Aras retira candidatura ao conselho da PGR

Decisão de Lindora Araújo foi anunciada após crise com a operação Lava-Jato; eleição está programada para a próxima terça-feira

Lindora Araújo, subprocuradora-geral da República. Foto: Reprodução

Jornal GGN – A subprocuradora-geral da República Lindora Araújo anunciou a retirada de sua candidatura ao Conselho Superior da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo fontes consultadas pelo jornal O Globo, a decisão foi anunciada neste domingo em comunicado interno, e pode-se dizer que está relacionada com a polêmica envolvendo a procuradora e a operação Lava-Jato.

Na última sexta-feira, a força-tarefa enviou um comunicado à Corregedoria do Ministério Público Federal (MPF) acusando Lindora de ter feito uma manobra ilegal em busca de informações sobre a operação, além de realizar uma inspeção informal nos trabalhos sem o aval da Corregedoria. Após esse caso, os procuradores do grupo de trabalho da Lava-Jato em Brasília pediram demissão coletiva.

Além de coordenar o grupo da Lava-Jato da PGR, Lindora é uma das auxiliares de mais confiança do procurador-geral da República, Augusto Aras, que contava com sua candidatura para ampliar sua base de apoio no Conselho Superior.

 

 

Leia Também
Xadrez das investigações contra a Lava Jato, por Luis Nassif
Grupo da Lava Jato na PGR pede demissão após investida contra núcleo de Curitiba
Do Banestado à Lava Jato: um dossiê sobre o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: Médicos de MG criticam CFM e atuação federal

6 comentários

  1. aparentemente, o aras entregou a cabeca da lindora em um cargo menor, para tentar consertar a besteira que ela fez em curitiba, mas manter a forca para mante-la como coordenadora da lava- jato e responsavel pelas investgavoes sobre a operacao.
    sera que acertei?

  2. Esse “combate” à farsa à jato é mais um capítulo do teatrinho pra debiloides que temos que aturar enquanto enterramos nossos mortos. Que palhaçada é essa de investigar uma farsa promovida por MPF e STF? Quem vai investigar e, para quê? Para chegar a quem financiou e quem faturou com a destruição da nação? Quem financiou a farsa à Jato? Quem recebeu pra levá-la até o fim? A investigação é pra esclarecer esses pontos? Ao fim da investigação, os envolvidos serão denunciados por quem? Julgados por quem?
    Já temos 60 mil mortos! Qtos mais são necessários? Não param de fazer showzinho, nunca!?

  3. A atuação do procuradora pode ter sido ilegal. Mas cá pra nós que uma espiadela nos segredos da LJ de Curitiba seria bem interessante.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome