Bolsonaro usa redes sociais do governo para defender ato de domingo

Manifestação tem como pauta a defesa do mandato do presidente – mas também ataca os poderes Legislativo e Judiciário, o que tem gerado desgaste generalizado

O chefe da Secom, Fabio Wajngarten (esq.) e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O perfil oficial da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) foi usado para defender os protestos programados para o próximo domingo.

A pauta da manifestação é a defesa do presidente Jair Bolsonaro, mas uma parte dos organizadores também se mostra contra o Legislativo e o Judiciário, o que tem gerado desgaste no relacionamento entre Planalto e o Congresso.

“As manifestações do dia 15 de março não são contra o Congresso nem contra o Judiciário. São a favor do Brasil”, disse a Secom, que é a estrutura que coordena a comunicação institucional e que está sob o comando de Fabio Wajngarten.

A equipe também lembrou que Bolsonaro disse que a manifestação é legítima, chegando a usar trecho de discurso feito por ele. Segundo o jornal Folha de São Paulo, a expectativa é que os protestos sejam realizados em pelo menos 154 cidades, incluindo todas as capitais do país. Porém, nem o presidente ou sua equipe ministerial estarão na rua.

Bolsonaro tem feito convocações públicas para essa manifestação desde a última semana, inclusive fazendo uma convocação no último dia 07 em pronunciamento realizado em Roraima, quando classificou os manifestos como “espontâneos” e “pró-Brasil” – o que gerou críticas tanto por parte do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Caso Moro-Bolsonaro: Os dois corpos do rei e a criminalização do STF

2 comentários

  1. Temos mais uma manifestação clara da vontade de um presidente que quer porque quer atear fogo no país que governa, custe o que custar ou cause o que causar…
    enquanto a sua vontade pessoal e autoritária permanecer indomável, ou sem qualquer limitação constitucional, será prontamente atendida, e a qualquer tempo, pelos seus seguidores e com a maior violência possível, visando tão somente mostrar que a parte do povo que não o segue nada representa e por isso merece ser atacada de todas as formas

    Quem diria, meu Deus, que um dia um possuidor transitório do poder pudesse destruir tudo o que o povo brasileiro já conquistou em termos de liberdade, respeito às nossas instituições, à nossa Constituição, garantias legais e de segurança

  2. Temos mais uma manifestação clara da vontade de um presidente que quer porque quer atear fogo no país que governa, custe o que custar ou cause o que causar…
    enquanto a sua vontade pessoal e autoritária permanecer indomável, ou sem qualquer limitação constitucional, será prontamente atendida, e a qualquer tempo, pelos seus seguidores e com a maior violência possível, visando tão somente mostrar que a parte do povo que não o segue nada representa e por isso merece ser atacada de todas as formas

    Quem diria, meu Deus, que um dia um possuidor transitório do poder pudesse destruir tudo o que o povo brasileiro já conquistou em termos de liberdade, respeito às nossas instituições, à nossa Constituição, garantias legais e de segurança

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome