Câmara mantém veto de reajuste a servidores

Para a vitória do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), 316 parlamentares votaram a favor do veto e apenas 165 contra

Imagem: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Jornal GGN – Na contramão do Senado Federal, a Câmara dos Deputados decidiu na noite desta quinta-feira, 20 de agosto, pela manutenção do veto que proíbe qualquer reajuste nos salários de servidores públicos até 2021.

Para a vitória do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), 316 parlamentares votaram a favor do veto e apenas 165 contra, também foram contabilizadas duas abstenções.

A decisão da Câmara acontece em meio ao movimento do governo em busca de apoio, após temer a investida do Senado que decidiu pelo fim da medida nesta quarta-feira. 

Hoje, Jair Bolsonaro chegou afirmar que seria  “impossível governar o Brasil” se o veto fosse derrubado, uma vez que a ação daria “um prejuízo de 120 bilhões” para a União. 

Mas, diante da decisão dos deputados federais, continua proibido reajustes no salário de qualquer categoria do serviço público até o fim do ano que vem. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora