Cinco pessoas são condenadas por quebra de sigilo fiscal da filha de José Serra

Jornalista foi condenado a sete anos e 10 meses de reclusão; dentre condenados, estão ex-servidora do Fisco, dois contadores e um office-boy

Foto: Reprodução/Revista Forum

Jornal GGN – A Justiça Federal de São Paulo condenou cinco pessoas pela quebra dos sigilos fiscais de pessoas ligadas ao senador José Serra (PSDB-SP) no ano de 2010, como a filha do ex-governador, Verônica Serra, e o então vice-presidente executivo do PSDB, Eduardo Jorge.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a juíza Barbara de Lima Iseppi condenou o jornalista Amaury Ribeiro Júnior, a ex-servidora da Receita Adeildda Ferreira Leão dos Santos, os contadores Ademir Estevam Cabral e Antonio Carlos Atella Ferreira e o office-boy Fernando Araújo Lopes.

O jornalista Amaury Ribeiro recebeu a pena mais severa: 7 anos e 10 meses de reclusão por oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público. Segundo a denúncia recebida pelo Ministério Público Federal e acolhida em 2013, Ribeiro “aliciou” um despachante para obter de forma indevida “cópias das declarações do Imposto de Renda de Verônica Serra e Alexandre Bourgeois (genro de José Serra), mediante a utilização de documento falso”.

O pedido do jornalista foi repassado pelo despachante Dirceu Rodrigues Garcia ao contador Ademir Estevam Cabral, que pediu ajuda do também contador Antonio Carlos Atella Ferreira, que usou uma procuração falsa para acessar os sigilos fiscais de Verônica e Bourgeois na cidade de Santo André (SP). Todos os réus alegam inocência, e recorrem contra as condenações em liberdade.

 

 

Leia Também
Na última hora, os deuses deixam de proteger José Serra
Gilmar suspende ação penal da Lava Jato paulista contra Serra
Serra obtém duas vitórias e ações são suspensas na Justiça Eleitoral e Lava Jato de SP
José Serra e a filha viram réus na operação Lava-Jato
Com desvio de competência, ação contra Serra lembra o que há de pior na “lava jato”
Para PF e MP-SP, há indícios suficientes contra campanha de Serra
PF é impedida de entrar no gabinete de Serra

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Quantos anos de cadeia estao pensando para os funcionarios do hospital que liberaram para imprensa detalhes da doença de d. Marisa?
    E para os canalhas que exultaram com a morte do neto de Lula?
    E para os que vazaram tudo relativo a Lula para Globo, estadao, folha e similares?

    • 90 anos de de Estado Ditatorial Caudilhista Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista. A Verdade é libertadora. Estes eram os tais “honestos” que acusaram Maluf?! Que fariam Política de outra forma, socialista, sem interesses pessoais? Novamente o Judiciário descobrindo e inocentando o “Estupro Culposo”. Desta vez no futuro e dignidade dos Cidadãos Brasileiros. Criminosos são Aqueles da Imprensa que divulgaram tal difamação contra os Parceiros que ajeitaram esta Capitania Hereditária, este Feudo dentro do Poder Judiciário Brasileiro. Desde já por estes 90 anos: Culpados !!! Pobre país rico. Mas de muito, muito, muito fácil explicação. Perguntem pro Szveiter !!!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome